Publicado em

Concurso Prefeitura de Itaguatins – TO com 77 vagas anunciado

Concurso Prefeitura de Itaguatins – TO com 77 vagas anunciado

Por meio de Concurso Público, a Prefeitura Municipal de Itaguatins – TO divulga vagas para à admissão de profissionais que tenham Ensino Fundamental incompleto; Médio completo; Técnico e Superior.

As oportunidades são para os cargos de: Auxiliar de Serviços Gerais (15); Merendeira (5); Motorista Categoria D (8) e E (2); Vigia (5); Agente Comunitário de Saúde (7); Agente de Combate à Endemias (3); Assistente Administrativo (10); Fiscal de Vigilância Sanitária (1); Monitor de Transporte Escolar (4); Professor de Magistério N-I (3); Técnico em Enfermagem (6); Enfermeiro (3); Nutricionista (1); Odontólogo (2); Professor N-II (2).

O salário base ofertado varia de R$ 998,00 a R$ 2.557,74 e a carga horária a ser cumprida é de 40 horas semanais.

Como método de seleção, será aplicada Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, com data de realização prevista para o dia 23 de junho de 2019.

As inscrições serão realizadas a partir de hoje, 02 de maio de 2019 e vão até 02 de junho de 2019, no endereço eletrônico www.icapto.com.br. O valor da taxa é de R$ 70,00 a R$ 100,00.

O prazo de validade deste certame é de dois anos, contados da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado uma única vez e por igual período.

Publicado em

Concurso Prefeitura de Porto Nacional – TO com 504 vagas retificado

Concurso Prefeitura de Porto Nacional – TO com 504 vagas retificado

A Prefeitura de Porto Nacional, no Estado do Tocantins retificou novamente o Concurso Público destinado ao preenchimento de 379 vagas imediatas e 125 cadastro reservas.

Houve alteração no conteúdo programático e nos requisitos de alguns dos cargos, para obter mais informações acesse o Edital Retificado que esta disponível em nosso site.

As inscrições serão recebidas, exclusivamente, no endereço eletrônico www.copese.uft.edu.br, entre às 10h do dia 09 de maio de 2019 e ao fim do dia 12 de junho de 2019. Os valores de inscrição variam de acordo com a escolaridade sendo: Fundamental, R$ 88,00; Médio, R$ 90,00 e Superior de R$ 120,00.

As 504 oportunidades de cargos disponíveis são: Auxiliar Administrativo (40); Eletricista (3); Merendeira (25); Motorista (7); Motorista – Veículo Pesado (5); Assistente Administrativo (45); Agente de Combate a Endemias (4); Agente Comunitário de Saúde (8); Técnico em Enfermagem (44); Técnico em Informática (2); Técnico em Logística (2); Técnico em Radiologia (3); Técnico em Saúde Bocal (5); Administrador (4); Agente de Fiscalização de Meio Ambiente (4); Agente de Fiscalização de Postura e Obras (2); Analista Ambiental (3); Analista de Controle Interno (6); Arquiteto (1); Assistente Social (10); Biólogo (1); Cirurgião-dentista (6); Contador (3); Educador Físico (2); Enfermeiro (12); Farmacêutico (6); Fisioterapeuta (2); Médico (5); Nutricionista (1); Pedagogo (1); Professor Nível Graduado – 20h (15); Professor Nível Graduado – 30h (15); Professor Nível Graduado – 40h (80); Psicólogo (5) e Terapeuta Ocupacional (2).

Para avaliar o candidato será aplicado Prova Objetiva de Conhecimentos, de caráter classificatório e eliminatório para todos os cargos, provavelmente no dia 18 de agosto de 2019.

Em relação ao valor de remuneração, o vencimento será de R$ 998,00 até R$ 12.906,42 e no que diz respeito a carga horária, a jornada varia de acordo com cada cargo sendo de 20h, 30h ou 40h.

Este Concurso Público tem a validade de um ano, a contar da data de homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período. Todas as informações do Edital de Abertura estão disponíveis para acesso em nosso site.

Publicado em

CRF – TO disponibiliza Concurso Público para Assistente Administrativo e Analista de TI

CRF – TO disponibiliza Concurso Público para Assistente Administrativo e Analista de TI

O Conselho Regional de Farmácia do Estado de Tocantins (CRF – TO) anuncia o edital do Concurso Público que tem como intuito formar cadastro reserva de servidores de nível Médio e Superior nas funções de Assistente Administrativo (1) e Analista de TI (1).

Inscrições deverão ser feitas via internet, no site da organizadora www.iades.com.br, a partir das 8h do dia 02 de dezembro de 2018 até ás 22h do dia 13 de janeiro de 2019. A taxa de inscrição será de R$ 48,00 para nível Médio e R$ 60,00 Superior.

Previsto para acontecer no dia 27 de janeiro de 2019, o concurso será feito por meio de Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório.

Aos novos servidores será pago remuneração de R$ 1.627,55 e R$ 2.400,00, de acordo com o cargo pretendido, referente a jornada de 8 horas por dia. Vale ressaltar que além do salário, o CRF oferece Auxílio Alimentação, Auxílio Transporte, Plano de Saúde e Plano Odontológico.

Os horários mencionados no edital e nos demais a serem publicados para o certame obedecerão ao horário local em Palmas – TO.

Publicado em

SECIJU – TO abre inscrições de Processo Seletivo contratação de professores

SECIJU – TO abre inscrições de Processo Seletivo contratação de professores

A Secretaria de Cidadania e Justiça (SECIJU) anuncia realização de Processo Seletivo para contratação de professores que atuarão no Curso de Formação Profissional referente ao provimento de vagas de servidores do Grupo “Defesa Social – Sistema Socioeducativo”.

O cargos disponíveis são: Analista Socieducador; Técnico Socioeducador e Assistente Socioeducador. É exigido que o candidato tenha graduação em Curso Superior em instituição reconhecida pelo MEC.

Os profissionais podem optar pelos eixos: I – Adolescência e Juventude: Questões Contemporâneas; II – Políticas Públicas, Marco Legal da Socioeducação no Brasil Legislação Estadual; III – Metodologia do Atendimento Socioeducativo; IV – Orientações Pedagógicas do SINASE; V- Parâmetros de Gestão Atendimento Socioeducativo; VI – Rotinas Administrativas Aplicadas ao Sistema Socioeducativo no Tocantins; VII – Práticas Restaurativas; VIII – Saúde e Qualidade de Vida; IX – Parâmetros de Segurança no Atendimento Socioeducativo; X – Saúde Integral.

As 23 disciplinas a serem escolhidas pelos candidatos serão: Adolescência, teorias do desenvolvimento e diversidade de arranjos familiares. – A1 (1); Adolescência, vulnerabilidade social, violência e criminalização da juventude. – A2 (1); II – Garantia de direitos e políticas públicas para adolescência e juventude enfocando questões de gênero, orientação sexual, etnia, diversidade religiosa, espiritualidade, bem como, as deficiências- A3 (1); Legislações protetivas histórico da construção do direito – A4 (1); SINASE -A5 (1); Socioeducação na perspectiva dos direitos humanos – A6 (1); A função pedagógica da socioeducação – A7 (1); I-Adolescência e ato infracional na perspectiva do sujeito em desenvolvimento – A8 (1); II – Ação pedagógica e responsabilização na metodologia da socioeducação – A9 (1); Projeto Político Pedagógico e equipe multiprofissional – A10 (1); I – Socioeducação: Planos de Atendimento (Nacional e Estadual), e regimentos – A11 (1); II – Elaboração compartilhada do PIA, estudos de caso e direito a participação -A12 (1); I – Atendimento Socioeducativo e Intersetorialidade -A13 (1); II – Administração pública e responsabilização no atendimento socioeducativo – A14 (1); I – Relações Humanas: Gestão e formação de pessoas no sistema socioeducativo -A15 (1); II – Organização Técnica e Operacional para efetivação das Medidas Socioeducativas -A16 (1); I – Redação Oficial -A17 (1); II – Relatórios -A18 (1); Noções de Radiocomunicação -A19 (1); I – Conflitos e convivência: transgressões e tensões da adolescência -A20 (1); II – Formas de resolução de conflito e práticas restaurativas -A21 (1); III – Justiça Restaurativa e perspectivas teóricas -A22 (2); IV – Métodos e dinâmicas de práticas restaurativas aplicadas à socioeducação -A23 (1); I – Promoção e Proteção à Saúde -A24 (1); II – Saúde em uma perspectiva de Gênero -A25 (1); I – Noções de atenção em Saúde Mental -A26 (1); II – Drogadição e Dependência Química -A27 (1); Primeiros Socorros -A28 (1); Rotina de Segurança: O papel da segurança no atendimento socioeducativo A29 (1); I – Violência Institucional A30 (1); II – Socioeducação, segurança e direitos humanos -A31 (1); Noções de gerenciamento de crises no sistema socioeducativo -A32 (1); Políticas Públicas de Saúde e Atenção Integral à Saúde dos Adolescentes em conflito com a Lei -A33 (1).

A jornada de trabalho dos docentes varia de 04h a 16h, podendo ser cumpridas nos turnos diurno e/ou noturno, bem como em finais de semana e feriado; a modulação do profissional em disciplinas será compatível com as necessidades do curso. É oferecido ao contratado, remuneração de R$ 100,00 a hora/aula, que é composta por 50 minutos.

Este Processo Seletivo consistirá em uma única etapa, de caráter classificatório e eliminatório, dividida em Análise de Curriculum Vitae e Entrevista e Prova Didática.

A solicitação de inscrição será realizada, exclusivamente, via internet, no formulário eletrônico docs.google.com, até o dia 25 de novembro de 2018.

Para análise do Curriculum Vitae, Entrevista e Prova Didática, está previsto o período de 29 de novembro a 07 de dezembro de 2018. Locais e horários referentes a este Processo Seletivo, serão enviados via: [email protected]

Demais informações você encontra no edital disponível em nosso site.

Publicado em

Concurso PM TO 2018: Edital tem expectativa de ser retomado em breve

Concurso PM TO 2018: Edital tem expectativa de ser retomado em breve

concurso da Polícia Militar do Estado do Tocantins (Concurso PM TO 2018) tem expectativa de ser retomado em breve. A corporação informou que aguarda decisão judicial para reabrir o certame. “Espera-se que o mesmo seja retomado após eleições realizadas, seguindo as determinações judiciais anteriores”, informou ao Gazeta do Cerrado.

A Suspensão

A Justiça atendeu aos pedidos do Ministério Público do Estado (MP-TO) e determinou que o governador do Estado, Marcelo Miranda, não realize promoção de policiais militares. Além disso, o governo não deverá dar continuidade ao concurso da referida corporação, de promover gastos não prioritários, entre outras obrigações.

A ação, com pedido de liminar, foi ajuizada no último domingo, 25 de março, com objetivo de impedir que o governador do Tocantins, Marcelo de Carvalho Miranda, promova diversos atos, até que sejam concluídos os trâmites da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que cassou em definitivo, no último dia 22, o mandato do chefe do poder Executivo e de sua vice-governadora, Cláudia Telles de Menezes Pires Martins Lelis. A ação é de titularidade do Procurador-Geral de Justiça, Clenan Renaut de Melo Pereira.

Lei de Responsabilidade Fiscal

Denotando preocupação no que se refere à preservação do erário, o Procurador destaca que, neste período, o Governador deve se abster de realizar pagamentos não prioritários e despesas com pessoal que afetem a Lei de Responsabilidade Fiscal. No tocante à extrapolação do limite de gastos com pessoal, a ação expõe a previsão de aumento de despesas relacionadas ao concurso da polícia militar em andamento, no qual estão sendo ofertadas 1000 vagas para formação de soldados. Clenan enfatiza na petição que uma recomendação administrativa foi encaminhada à gestão alertando sobre a impossibilidade de qualquer aumento de despesa devido ao grande impacto nas contas públicas.

“Atos que denotem favorecimento desarrazoado por parte do agente político revelam-se conduta atentatória aos princípios constitucionais da impessoalidade, da moralidade e da legalidade e poderão ter como resultado a adoção de medidas legais pertinentes por ato de improbidade administrativa e crime de responsabilidade”, declarou Clenan Renaut.

O Concurso PM TO 2018

De acordo com o documento publicado pela organizadora do concurso, a Assessoria em Organização em Concursos Públicos – AOCP, são oferecidas nada menos que 1.040 vagas, sendo 1.000 para Soldado (900 Masculino e 100 Feminino) e 40 para Oficias (36 Masculino e 04 Feminino). O certame registrou 86.523 inscritos.

De acordo com a banca organizadora, foram 7.553 inscritos do sexo masculino e 2.920 do sexo feminino no CFO, totalizando 10.473 inscritos. Já no CFS, foram 76.050 inscritos, sendo, 55.867 do sexo masculino e 20.183 do sexo feminino. Os gabaritos definitivos poderão ser consultados abaixo.

Para ingresso no Curso de Formação de Oficiais, o candidato deverá atender os seguintes requisitos: a) aprovação em todas as etapas do concurso público e classificação dentro do número de vagas estabelecido neste Edital; c) Idade mínima de 18 anos, no ato da inclusão na Corporação; d) Idade máxima, no ato da inscrição no concurso público, de 30 anos; e) Altura mínima de 1,63m, se do sexo masculino, e 1,60m, se do sexo feminino; f) Conclusão do Ensino Superior (comprovada no ato do ingresso na Corporação); g) Idoneidade moral, comprovada mediante apresentação de certidões policial e judicial, na forma prevista em Edital; h) Comprovação negativa de sentença condenatória, transitada em julgado, em âmbito penal, penal militar e eleitoral; i) Estar em dia com as obrigações eleitorais; j) Se do sexo masculino, estar em dia com as obrigações do serviço militar; k) Pleno exercício dos direitos políticos; l) Compatibilização para nova investidura em cargo público; m) Não ser ex-aluno ou ex-agente público, civil ou militar, desligado, demitido ou exonerado por incompatibilidade ou motivo disciplinar, em qualquer Unidade da Federação; Procedimento irrepreensível e idoneidade moral ilibada, avaliados segundo legislação vigente na Corporação e outras normas editadas pelo Comandante-Geral da PMTO.

Para ingresso no Curso de Formação de Soldados, o candidato deverá atender: a) aprovação em todas as etapas do concurso público e classificação dentro do número de vagas estabelecido neste Edital; b) Nacionalidade brasileira; c) Idade mínima de 18 anos, no ato da inclusão na Corporação; d) Idade máxima, no ato da inscrição no concurso público, de 30 anos; e) Altura mínima de 1,63m, se do sexo masculino, e 1,60m, se do sexo feminino; f) Conclusão do Ensino Médio (comprovado no ato do ingresso na Corporação); g) Idoneidade moral, comprovada mediante apresentação de certidões policial e judicial, na forma prevista em Edital; h) Comprovação negativa de sentença condenatória, transitada em julgado, em âmbito penal, penal militar e eleitoral; i) Estar em dia com as obrigações eleitorais; j) Se do sexo masculino, estar em dia com as obrigações do serviço militar; k) Pleno exercício dos direitos políticos; l) Compatibilização para nova investidura em cargo público; m) Não ser ex-aluno ou ex-agente público, civil ou militar, desligado, demitido ou exonerado por incompatibilidade ou motivo disciplinar; n) Procedimento irrepreensível e idoneidade moral ilibada, avaliados segundo legislação vigente na Corporação e outras normas editadas pelo Comandante-Geral da PMTO. o) Carteira Nacional de Habilitação – CNH, permissão válida para dirigir ou comprovante de aprovação junto ao Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN, no mínimo na categoria “B”.

Salários e Benefícios do Concurso PM TO 2018

Oficiais: Durante o período de formação, o subsídio do Cadete I, em valores vigentes, é de R$ 4.499,52 (quatro mil quatrocentos e noventa e nove reais e cinquenta e dois centavos). O Cadete que obtiver aprovação no CFO será declarado Aspirante a Oficial, permanecendo nesta graduação por um período mínimo de 6 (seis) meses (interstício). O subsídio do Aspirante a Oficial, em valores vigentes, é de R$ 8.382,10 (oito mil trezentos e oitenta e dois reais e dez centavos).

Soldado: Durante o período de formação, o subsídio do Aluno Soldado, em valores vigentes, é de R$ 2.215,10 (Dois mil, duzentos e quinze e setenta e cinco centavos). O Aluno-Soldado que obtiver aprovação no Curso de Formação, será promovido ao Cargo de Soldado do QPPM da Polícia Militar do Tocantins, com remuneração prevista de R$ 4.455,46 (quatro mil, quatrocentos e cinquenta e cinco reais e quarenta e seis centavos).

Sobre os cargos do Concurso PM TO 2018

SOLDADO

São atribuições do cargo de Soldado: Cumprir os planos, normas e ordens emanadas do escalão superior; demonstrar equilíbrio emocional na atuação como servidor militar; atuar na atividade de policiamento ostensivo, nas suas mais diversas modalidades; demonstrar capacidade de trabalho em equipe com responsabilidade, lealdade e bom senso; atuar com disciplina, honestidade, sociabilidade e senso de organização; dirigir viaturas policiais; executar outros encargos e atividades de interesse da Corporação. O Soldado desempenhará essencialmente atividade de execução, para tanto, o Aluno-Soldado, durante o curso de formação, será preparado para a execução das atividades de policiamento ostensivo geral nos seus diversos tipos, processos e modalidades.

No decorrer da realização do curso, o Aluno Soldado estará sujeito às leis, normas e regulamentos que regem a Polícia Militar, além daquelas vigentes no Estabelecimento de Ensino em que vier a ser matriculado. A jornada de trabalho, durante toda a formação e carreira na PMTO, será em regime de tempo integral, com dedicação exclusiva, cujas atividades poderão se desenvolver no horário diurno e noturno, inclusive aos sábados, domingos e feriados.

Dado ao regime de dedicação exclusiva exigido dos policiais militares e consistindo a profissão policial militar em serviço voluntário, não será admitida qualquer excepcionalidade ao exercício da função por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política. Findo o interstício referido no item anterior, e havendo vagas no respectivo Quadro, o militar passará a concorrer ao primeiro posto do Oficialato previsto na legislação vigente, iniciando-se, então, a carreira no círculo de Oficiais da PMTO podendo galgar ao posto de Coronel do Quadro de Oficiais da Polícia Militar – QOPM.

Após conclusão e aprovação no Curso de Formação de Soldado, será oportunizada ao formando, por ordem de classificação no Curso de Formação e de acordo com o número de vagas existentes, a opção pela Unidade em que deseja servir, conforme previsão da Diretoria de Gestão Profissional.

Depois de concluir o Curso de Formação de Soldado e promovido ao cargo de Soldado do QPPM, os novos Policiais Militares serão apresentados na sede das respectivas Unidades, conforme opção feita pelo aluno, e permanecerá obrigatoriamente na Unidade escolhida (abrangendo todos os municípios, distritos, vilas e demais localidades que estejam sob a responsabilidade territorial da Unidade) pelo prazo mínimo de 3 (três) anos, não tendo direito ao pedido de transferência.

OFICIAIS

O CFO tem caráter eliminatório e classificatório, com duração estabelecida no plano de curso aprovado pela Diretoria de Ensino da Corporação a ser publicado em Boletim Geral da PMTO, a ser realizado na Academia Policial Militar Tiradentes, em Palmas-TO, ou em outro local determinado pelo Comando-Geral da Polícia Militar, com início previsto após o processo seletivo. No CFO, o Cadete será preparado para o exercício das funções de chefia, comando e execução dos diversos serviços e atividades inerentes à Polícia Militar do Estado do Tocantins – PMTO. Durante a realização do curso o Cadete estará sujeito às leis, normas e regulamentos que regem a Polícia Militar, além daquelas vigentes no Estabelecimento de Ensino em que vier a ser matriculado.

A jornada de trabalho, durante toda a formação e carreira na PMTO, será em regime de tempo integral, com dedicação exclusiva, cujas atividades, de essencial interesse público, poderão se desenvolver no horário diurno e noturno, inclusive aos sábados, domingos e feriados.

Para efeito do disposto no item anterior, consistindo a profissão policial militar em serviço voluntário, não será admitida qualquer excepcionalidade ao exercício da função por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política. O exercício das atividades profissionais será desempenhado em quaisquer das unidades da PMTO, ou em local determinado pelo Comando da PMTO, obedecido ao critério de conveniência e interesse maior da Administração Pública estadual. Após conclusão e aprovação no Curso de Formação de Oficiais, será oportunizada ao formando, por ordem de classificação no Curso de Formação e de acordo com o número de vagas existentes, a opção pela Unidade em que deseja servir, conforme previsão da Diretoria de Gestão Profissional.

Inscrição Concurso PM TO 2018

As inscrições do concurso da Polícia Militar do Tocantins 2018 foram realizadas entre 09 de janeiro de 2018 e 09 de fevereiro de 2018, no site oficial da organizadora (www.aocp.com.br). A taxa de inscrição custou R$120,00 para Oficiais e R$80,00 para Soldado.

Etapas do Concurso PM TO 2018

Etapas do Concurso do Curso de Formação de Oficiais e Curso de Formação de Soldado

a) 1ª etapa, de caráter eliminatório e classificatório, consistirá em avaliação intelectual de conhecimentos, mediante a aplicação de Prova Escrita Objetiva de Múltipla Escolha e Dissertativa para mensurar conhecimentos gerais e específicos dos candidatos, e será realizada nos municípios de Araguaína, Araguatins, Arraias, Gurupi e Palmas, ou em outras localidades no Estado do Tocantins, caso o número de inscritos exceda a capacidade de alocação do município, divulgadas pela AOCP Concursos Públicos no endereço eletrônico www.aocp.com.br, de acordo com a demanda. Os conteúdos programáticos da prova objetiva e da prova dissertativa encontram-se no Anexo I deste Edital.

b) 2ª etapa, de caráter apenas eliminatório, consistirá na realização de Exame de Capacidade Física, pertinente ao exercício do cargo público, aplicado por comissão de profissionais habilitados em Educação Física que possuam registro no Conselho Regional de Educação Física, e será realizada somente no município de Palmas;

c) 3ª etapa, de caráter apenas eliminatório, consistirá na realização de Avaliação Psicológica, com base em critérios objetivos definidos no respectivo Edital, aplicado por profissionais habilitados em Psicologia que possuam registro no Conselho Regional de Psicologia, e será realizada somente no município de Palmas;

d) 4ª etapa, de caráter apenas eliminatório, consistirá na realização de Avaliação Médica e Odontológica do candidato, a fim de verificar os atributos de saúde necessários para o exercício do cargo público, e será realizada somente no município de Palmas;

e) 5ª etapa, de caráter apenas eliminatório, consistirá na realização de Investigação Social do candidato, a fim de verificar sua idoneidade moral, vida pregressa, conduta incompatível etc, para o exercício do cargo público.

Provas do Concurso PM Tocantins 2018

As provas objetiva e dissertativa foram aplicadas no dia 11 de março de 2018, o turno da manhã para Cadetes e no turno da tarde para Soldados.

A prova de Cadete contará com questões de Língua Portuguesa (15), Raciocínio Lógico e Matemático (05), Atualidades e Conhecimentos Regionais (10), Noções de Direito (15), Noções de Informática (05), Normas Pertinentes à PM-TO (10) e uma Redação.

Já a prova de Soldado terá questões de Língua Portuguesa (20), Raciocínio Lógico e Matemático (05), Atualidades e Conhecimentos Regionais (10), Noções de Direito (10), Noções de Informática (05), Normas Pertinentes à PM-TO (10) e uma Redação.

A primeira etapa, de caráter eliminatório e classificatório, constará de uma prova dissertativa, consistindo em uma redação, e uma prova objetiva composta por 60 (sessenta) questões, com 5 (cinco) alternativas cada, sendo que cada questão terá apenas 1 (uma) alternativa correta, pontuadas conforme a Tabela. Será atribuída nota zero à questão que não apresentar resposta assinalada, apresentar emenda ou rasura ou contiver mais de uma resposta assinalada, ou estiver preenchida a lápis.

Sobre a prova dissertativa de Oficiais

A Prova Escrita Dissertativa será realizada juntamente à Prova Objetiva, e terá o valor máximo de 25 (vinte e cinco) pontos. O candidato deverá obter, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) da pontuação máxima possível na redação, para não ser eliminado do concurso público.

Sobre a prova dissertativa de Soldado

A Prova Escrita Dissertativa será realizada juntamente à Prova Objetiva, e terá o valor máximo de 20 (vinte) pontos. O candidato deverá obter, no mínimo, 30% (trinta por cento) da pontuação máxima possível na redação, para não ser eliminado do concurso público.

Informações do concurso
  • Concurso: Polícia Militar do Tocantins
  • Banca organizadora: AOCP
  • Escolaridade: médio e superior
  • Número de vagas: 1.040
  • Remuneração: R$ 8.382,10 para Oficial e  R$ 4.455,46 para Soldado
  • Inscrições: entre 09 de janeiro e 09 de fevereiro de 2018
  • Taxa de Inscrição: R$80,00 e R$120,00
  • Provas: 11 de março de 2018
  • Situação: PUBLICADO

Edital Concurso PM TO 2018

Último Concurso PM/TO

O último concurso da PM/Tocantins foi realizado em 2013, quando contou sob organização da empresa Consulplan e oferta de nada menos que 300 vagas, sendo 270 para candidatos do sexo masculino e 30 para o sexo feminino. O certame exigiu o nível médio completo.

Os salários chegaram a R$ 3.057,77, além do auxílio-alimentação. Os inscritos foram avaliados por prova objetiva e discursiva, exame de capacidade física, avaliação psicológica, exames médicos e odontológicos, investigação social e curso de formação.

Curso Concurso Vídeo Aulas Polícia Militar - TO - Soldado 2018

Curso Concurso Vídeo Aulas Polícia Militar – TO – Soldado 2018

em até 8x Sem Juros – PagSeguro

Comprar