Publicado em

Concurso Polícia Civil PC BA 2021: Edital em breve, diz Governador

Um novo edital de concurso da Polícia Civil do Estado da Bahia (Concurso PC BA 2021) está autorizado. O Governador do Estado, Rui Costa, voltou a falar sobre o certame. Segundo ele, a seleção deverá ser publicada em breve.

A previsão do chefe do executivo foi passada em publicação nas redes sociais, quando Rui oficializou a convocação dos últimos aprovados do concurso anterior para o cargo de investigador.

O governador já convocou 51 candidatos. De acordo com o governador, com essa chamada fica encerrada a lista e encerrado o último concurso

O certame será publicado ainda neste semestre. A confirmação foi dada por meio da delegada da corporação, Heloisa Brito.

Pelas redes sociais, Heloisa publicou que o edital sai ainda este ano e ainda há uma expectativa de prova em 2021. No entanto, vai depender de quando o edital for divulgado e se haverá tempo para aplicação dos exames.

As convocações dos aprovados estão previstas para o primeiro semestre de 2022.

“Atenção, concurseiros! No segundo semestre deste ano, será aberto o edital para um novo concurso da Polícia Civil: serão mil vagas distribuídas entre delegados, escrivães e investigadores. A convocação será no primeiro semestre de 2022, conforme anunciou o governador @ruicostaoficial. Já para os remanescentes do concurso de 2018, a notícia também é positiva: todos serão convocados em breve. Estamos ansiosos pela chegada de vocês!”

A autorização foi anunciada pelo Governador do Estado, Rui Costa, durante o seu programa Papo Correria.

O concurso PC-BA foi autorizado com 1.000 vagas, distribuídas entre os cargos de agente, delegado e escrivão. Todos os cargos exigem nível superior:

  • 800 para agentes;
  • 100 vagas de delegado; e
  • 100 vagas para escrivão.

Rui Costa já autorizou a Secretaria da Administração do Governo do Estado da Bahia (Saeb) dar início aos preparativos. A ideia é anunciar o edital ainda em 2021.

“Autorizei ontem a Saeb, junto com a Secretaria de Segurança Pública, para iniciar os preparativos de fazer o concurso neste segundo semestre de cerca de mil vagas para a Polícia Civil”, disse Rui Costa.

O Concurso da Polícia Civil PC BA 2021

Veja os requisitos, atribuições e jornada de trabalho das funções:

Delegado de Polícia

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de bacharelado em Direito, reconhecido pelo Ministério da Educação – MEC.

Atribuições: instaurar e presidir inquéritos policiais, formalizar o termo circunstanciado de ocorrência e outros procedimentos legais, instrumentos e atos oficiais, no âmbito de sua competência; exercer as atribuições previstas na legislação processual penal da competência da autoridade policial; planejar, dirigir, supervisionar e fiscalizar as atividades de investigação dos servidores policiais civis; planejar, dirigir, supervisionar, fiscalizar e avaliar as atividades operacionais e administrativas do órgão ou unidade policial sob sua direção; no curso de procedimentos, compete-lhe: expedir ordens de serviço, intimações e requisitar condução coercitiva, em caso de descumprimento injustificado; comparecer ao local de crime e requisitar a realização de exames periciais necessários para o esclarecimento do fato; representar pela instauração de incidente de sanidade mental do indiciado; representar à autoridade judiciária pela decretação de medidas cautelares, reais ou pessoais, ou ainda, quaisquer modalidades de prisões provisórias e pela concessão de mandados de busca e apreensão; solicitar, fundamentadamente, informações e documentos a entidades públicas e privadas; requisitar serviços e técnicos especializados de órgãos públicos, de concessionárias e permissionárias de serviço público, para esclarecimento de questões que possam subsidiar a apuração de infrações penais; dirigir e supervisionar operacionalmente, com exclusividade, a atividade de investigação criminal e o exercício da polícia judiciária, exceto quando relacionadas à matéria sob jurisdição militar; assegurar, no âmbito de sua competência, a unidade da investigação policial, bem como a eficácia dos princípios institucionais da Polícia Civil; adotar medidas necessárias ou participar de programas e operações, com vistas à prevenção, repressão e controle da criminalidade; proceder a estudos, levantamentos e análises de ocorrências policiais e criminais, visando à criação e ao desenvolvimento de programas, métodos, técnicas e rotinas do trabalho policial; participar de estudos e pesquisas de natureza técnica ou especializada sobre administração policial; prestar assessoramento em assuntos relacionados com a segurança pública e com a administração policial; zelar pela incolumidade dos presos.

Jornada de Trabalho: 30 horas semanais.

Requisitos: Diploma de conclusão de curso superior, devidamente registrado no Ministério da Educação – MEC, bem como Carteira Nacional de Habilitação (CNH) válida, categoria “B”, no mínimo.

Atribuições: proceder à investigação criminal e ao exercício de Polícia Judiciária, exceto quando relacionadas à matéria sob jurisdição militar; participar do planejamento, coordenação, supervisão e fiscalização das atividades operacionais e administrativas do setor sob sua direção; participar de levantamento de local de crime e interagir na execução de atividade investigativa; zelar pela incolumidade de preso; cumprir diligências, mandados e outras determinações de autoridades policiais e/ou judiciárias competentes, sendo responsável pela produção de dados, informações e conhecimentos; participar de estudos, projetos e pesquisas de natureza técnica ou especializada sobre ciências criminais, inteligência policial e estatísticas de crimes; efetuar prisões e busca pessoal, para fins de apuração de infração penal; participar de programas e operações de prevenção, repressão, controle da criminalidade, reconstituição e de ações de inteligência policial; executar tarefas de fiscalização de estabelecimentos de hospedagem, diversões públicas, teatros, cinemas, esportes e produtos controlados pela Polícia Civil, sendo-lhe assegurado o livre acesso aos locais fiscalizados; adotar providências sobre qualquer ocorrência policial de que tiver conhecimento, dando ciência imediata à autoridade competente; elaborar os relatórios de investigação criminal, conforme expedição de ordem de serviço; executar as ações necessárias para segurança das investigações; executar em trabalho de equipe operações de resgate de reféns; exercer assessoramento especializado e superior no âmbito da estrutura da Polícia Civil do Estado da Bahia; participar de estudos e pesquisas de natureza técnico-científica ou especializada sobre administração policial; alimentar e pesquisar, nos arquivos físicos e eletrônicos, dados sobre a identificação de pessoas; dirigir viatura em missão de natureza policial; coordenar e supervisionar a investigação criminal e a atividade de polícia judiciária, exceto quando relacionada à matéria sob jurisdição militar, e desde que no exercício da função de coordenação do setor de investigação.

Jornada de Trabalho: 30 horas semanais.

Escrivão de Polícia

Requisitos: Diploma de conclusão de curso superior, devidamente registrado no Ministério da Educação – MEC, bem como Carteira Nacional de Habilitação (CNH) válida, categoria “B”, no mínimo.

Atribuições: lavrar os atos de inquéritos policiais, termos circunstanciados de ocorrência e outros procedimentos legais, contribuindo na gestão de dados, informações e conhecimentos; expedir, mediante requerimento de interessado e despacho da autoridade policial, certidões e translados; zelar pela guarda de papéis, documentos, procedimentos, armas e munições sob sua responsabilidade e de objetos e instrumentos apreendidos vinculados aos inquéritos policiais, termos circunstanciados e outros procedimentos legais; ter a guarda e responsabilidade, mantendo atualizada a escrituração em livros e/ou banco de dados; emitir guia de recolhimento, quando legalmente autorizado e determinado por autoridade policial; preencher planilhas de controle de inquéritos, processos e boletins; acompanhar a autoridade policial, quando necessário ao exercício funcional; prestar assessoramento especializado e superior no âmbito da estrutura da Polícia Civil do Estado da Bahia; expedir guias para exames periciais; escrever, subscrever e lavrar atos e termos e demais peças de procedimentos penais ou administrativos.

Jornada de Trabalho: 30 horas semanais.

Salários do Concurso PC BA 2021

Para o cargo de Delegado de Polícia a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 4.374,97 (quatro mil, trezentos e setenta e quatro reais e noventa e sete centavos), acrescido de Gratificação de Atividade Judiciária (GAJ I), equivalente a R$ 412,71 (quatrocentos e doze reais e setenta e um centavos), podendo ser acrescida de outras vantagens em razão da submissão à jornada de trabalho de 40 horas semanais, hipótese em que a remuneração poderá atingir o valor de R$ 11.389,96 (onze mil, trezentos e oitenta e nove reais e noventa e seis centavos).

Para os cargos de Investigador de Polícia e de Escrivão de Polícia a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 1.074,34 (mil setenta e quatro reais e trinta e quatro centavos), acrescido de Gratificação de Atividade de Polícia Judiciária (GAPJ I), equivalente a R$ 925,38 (novecentos e vinte e cinco reais e trinta e oito centavos), podendo ser acrescida de outras vantagens em razão da submissão à jornada de trabalho de 40 horas semanais, hipótese em que a remuneração poderá atingir o valor de R$ 3.915,85 (três mil, novecentos e quinze reais e oitenta e cinco centavos).

Etapas do Concurso PC BA 2021

A expectativa é que o concurso da Polícia Civil da Bahia 2021 será composto por:

a) 1ª Etapa: Provas Objetivas para todos os candidatos inscritos, de caráter eliminatório e classificatório, sob a responsabilidade da banca organizadora.

b) 2ª Etapa: Prova Discursiva para todos os candidatos inscritos, de caráter eliminatório e classificatório, realizada juntamente com as Provas Objetivas, sob a responsabilidade da banca organizadora.

c) 3ª Etapa: Exame Biomédico, de caráter eliminatório, aplicada para todos os candidatos habilitados na 2ª Etapa: Prova Discursiva, sob a responsabilidade da banca organizadora.

d) 4ª Etapa: Teste de Aptidão Física, de caráter eliminatório, aplicada a todos os candidatos aptos na 3ª Etapa: Exame Biomédico, sob a responsabilidade da banca organizadora.

e) 5ª Etapa: Exame Psicotécnico, de caráter eliminatório, aplicada a todos os candidatos aptos na 4ª Etapa: Teste de Aptidão Física, sob a responsabilidade da banca organizadora.

f) 6ª Etapa: Prova de Títulos, de caráter classificatório, aplicada a todos os candidatos habilitados na 5ª Etapa: Exame Psicotécnico, sob a responsabilidade da banca organizadora.

g) 7ª Etapa: Investigação Social e de Conduta Pessoal – de caráter eliminatório, realizada durante todo o certame até a nomeação do candidato, sob a responsabilidade da Polícia Civil do Estado da Bahia – PC/BA.

Último concurso foi divulgado em 2018

O último edital do concurso da Polícia Civil do Estado da Bahia foi divulgado no início de 2018 com oferta de 1.000 vagas, distribuídas entre os cargos de Delegado de Polícia (82), Investigador de Polícia (880) e Escrivão de Polícia (38). A Fundação VUNESP organizou o certame, que contou com 48.120 inscritos. A abstenção foi de quase 22% do quantitativo de inscritos.

Todas as etapas do concurso da Polícia Civil da Bahia foram realizadas na cidade de Salvador (BA). As provas objetivas e discursivas foram aplicadas no dia 22 de abril de 2018, no turno da manhã.

prova objetiva de Delegado contou com questões de Língua Portuguesa, Informática, Raciocínio Lógico, Atualidades, Promoção de Igualdade e Gênero, Medicina Legal, Noções de Administração, Leis Específicas, Direito Penal, Direito Processual Penal, Legislação Penal e Processual Penal Extravagante, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Civil / Empresarial, Direito Processual Civil, Noções de Direito Eleitoral, Noções de Direito Agrário, Direito Tributário, Direito Ambiental e Criminologia.

Já a prova objetiva de Investigador de Polícia contou com temas de Língua Portuguesa, Informática, Raciocínio Lógico, Atualidades, Promoção de Igualdade e Gênero, Medicina Legal, Noções de Administração, Leis Específicas, Noções de Direito Penal, Noções de Direito Processual Penal, Legislação Penal Extravagante, Noções de Direito Constitucional e Noções de Direito Administrativo.

Por fim, a prova objetiva de Escrivão de Polícia abordou questões de Língua Portuguesa, Informática, Raciocínio Lógico, Atualidades, Promoção de Igualdade e Gênero, Medicina Legal, Noções de Administração, Leis Específicas, Noções de Direito Penal, Noções de Direito Processual Penal, Legislação Penal Extravagante, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Noções de Estatística e Noções de Arquivologia.

Critérios – Prova Objetiva

As Provas Objetivas de Conhecimentos Gerais e de Conhecimentos Específicos tiveram caráter eliminatório e classificatório e foram avaliadas na escala de 0 (zero) a 100,00 (cem) pontos. Foi considerado habilitado nas Provas Objetivas o candidato que, cumulativamente, obtiver na soma dos pontos nota igual ou superior a 70,00 (setenta) pontos.

Os candidatos habilitados nas Provas Objetivas foram classificados em ordem decrescente de nota, em 03 (três) listas, por cargo, sendo uma com a relação de todos os candidatos habilitados, uma apenas com os candidatos negros habilitados e outra apenas com os candidatos com deficiência habilitados.

Critérios – Prova Discursiva

A Prova Discursiva foi aplicada no mesmo dia e período das Provas Objetivas. Foram corrigidas as Provas Discursivas dos candidatos habilitados e melhores classificados na 1ª Etapa: Provas Objetivas, até o limite de 1,5 (um e meio) vezes o número de vagas previstas por cargo, incluindo os empatados na última posição, ficando os demais candidatos reprovados e excluídos do Concurso Público para todos os efeitos.

Dentre os candidatos que concorrerem às vagas reservadas a candidatos negros, foram corrigidas as Provas Discursivas dos candidatos habilitados e melhores classificados na 1ª Etapa: Provas Objetivas, na forma prevista no edital, até o limite de 1,5 (um e meio) vezes o número de vagas reservadas previstas neste Edital por cargo, incluindo os empatados na última posição e desconsiderados os candidatos enquadrados no edital, ficando os demais candidatos reprovados e excluídos do Concurso Público para todos os efeitos.

Dentre os candidatos que concorrerem às vagas reservadas a candidatos com deficiência, foram corrigidas as Provas Discursivas dos candidatos habilitados e melhores classificados na 1ª Etapa: Provas Objetivas, na forma prevista no edital, até o limite de 1,5 (um e meio) vezes o número de vagas reservadas previstas neste Edital por cargo, incluindo os empatados na última posição, e desconsiderados os candidatos enquadrados no subitem do edital, ficando os demais candidatos reprovados e excluídos do Concurso Público para todos os efeitos.

Informações do concurso
  • Concurso: Polícia Civil da Bahia
  • Banca organizadora: a definir
  • Escolaridade: superior
  • Número de vagas: 1.000
  • Remuneração: até R$ 11 mil
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO
  • Link do último edital
Publicado em

Concurso Bombeiros PA 2021: Edital deve sair este ano

Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Pará tem expectativa de abrir um novo edital de concurso público (Concurso Bombeiros PA 2021) ainda em 2021, conforme informou o governador do estado, Hélder Barbalho, em anúncio.

O Governo do Pará trabalha para publicar o certame este ano. A informação foi passada pela secretária de Planejamento e Administração do Estado, Hana Ghassan, em suas redes sociais no dia 20 de julho.

O Governo do Estado continua com os procedimentos necessários para realização do concurso. O processo licitatório para escolha da banca organizadora deve começar nos próximos dias.

“O concurso do CBM (Corpo de Bombeiros Militar do Pará) está em andamento e em breve iniciará o processo licitatório”, disse a secretaria no dia 15 de julho, em resposta a um seguidor nas redes sociais.

De acordo com informações da secretária de Planejamento e Administração do Estado, Hana Sampaio Ghassan, em suas redes sociais, o edital tem expectativa de ser publicado no segundo semestre deste ano. No momento o concurso está na etapa de escolha da banca organizadora. Segundo ela, essa é uma fase anterior à divulgação do edital.

“Mas pelo nosso cronograma, se tudo correr dentro do planejamento, será no segundo semestre de 2021”, disse a secretária.

Comissão especial formada

O Governo do Estado formou a comissão especial de licitação do concurso, que terá a responsabilidade pelo processo de contratação da banca. O grupo de trabalho terá cinco servidores, cujos nomes foram publicados no Diário Oficial do Estado. O grupo de trabalho terá missão, ainda, de participar da licitação para escolha da banca organizadora do concurso. A banca organizadora irá receber as inscrições e aplicar as etapas, como provas objetivas de teste de aptidão física.

Segundo o Governador, durante um evento que foi marcado pela entrega de novas viaturas e equipamentos para a corporação, estão previstas 405 vagas. As vagas devem ser oferecidas para Soldados e Oficiais.

“Este Estado cresce, a população aumenta e junto precisa que as tropas também se equiparem proporcionalmente a ampliação populacional. Nós deveremos lançar nos próximos dias o edital de licitação para o concurso, incialmente, com 405 novas vagas para o Corpo de Bombeiros do Pará”, disse o governador.

O Governo do Estado do Pará, incluindo o Corpo de Bombeiros, informou que outros 19 concursos estão confirmados para 2021. As oportunidades serão oferecidas para candidatos de ensino fundamental, médio e superior.

A Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad) falou que o Governo tem o compromisso com o plano de melhorias na prestação de serviços e o aumento do quadro de servidores públicos.

Último concurso Bombeiros PA

Os últimos editais de concursos públicos para o Corpo de Bombeiros do Pará foram divulgados nos últimos anos. Para servidores efetivos, os editais foram publicados entre 2015 e 2016.

O edital contou com 330 vagas,  sendo 300 para praças (soldados) e 30 para oficiais. As oportunidades foram destinadas a candidatos de ambos os sexos. O Instituto Consulplan organizou a seleção.

Além da escolaridade, os candidatos precisaram ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias A e B. Na época, durante o curso de formação, o salário era de R$788 para praças e de R$1.005,71 para oficiais, além do auxilio alimentação no valor de R$379,75.

Após a conclusão do curso de formação, o vencimento é de R$2.521,60 (praças) e R$ 5.469,59 (oficiais).

Os candidatos inscritos no concurso foram submetidos a quatro etapas, realizadas nos municípios de Belém, Santarém, Marabá e Altamira.

A primeira fase do concurso, a prova objetiva, contou com questões de Língua Portuguesa, Matemática, Física, Química e Biologia. Além disso, o concurso contou com exame antropométrico e médico; testes de aptidão física e exame psicotécnico.

A alidade do concurso foi de seis meses, com possibilidade de prorrogação por igual período.

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concurso-bombeiros-pa-2021/

Publicado em

Concurso Polícia Civil PC PB 2021: Edital entre julho e agosto

O Governo do Estado da Paraíba vai abrir um novo edital de concurso público da Polícia Civil (Concurso Polícia Civil PC PB 2021). Nesta quarta-feira, 21 de julho, foi publicado no Diário Oficial, a informação de que a comissão organizadora foi alterada. A equipe passa a contar com a servidora Tatiana Matos Barros, no lugar de Fernando Klayton Fernandes de Andrade.

Os demais servidores que compõem a banca permanecem na organização do concurso, sendo eles:

  • Marlene Rodrigues da Silva (presidente);
  • Alcides Magalhães de Souza;
  • José Carlos da Silva;
  • Antonio de Arruda Brayner Neto;
  • Bergson Almeida de Vasconcelos;
  • Israel Aureliano da Silva Neto;
  • Italo Ramon Silva Oliveira (OAB-PB); e
  • Tulio Cesar Fernandes Neves (Ministério Público da Paraíba).

O edital da PC-PB está previsto para ser publicado entre julho e agosto. As provas da primeira fase ocorrerão 90 dias após o lançamento do edital. Desta forma, se o documento for publicado ainda este mês, os exames serão realizados em outubro.

Caso o concurso seja liberado em agosto, as provas serão aplicadas também no mês seguinte, em novembro.

“A gente está trabalhando para entre julho ou agosto o edital estar pronto. A prova acontece no mínimo em 90 dia após a publicação do edital. Se o edital sair em julho, as provas acontecem entre outubro ou novembro desse ano”, explicou o delegado.

O concurso vai contar com provas objetivas e discursivas, teste de aptidão física (TAF), exame psicotécnico, investigação social e curso de formação.

Segundo o secretário da Segurança Pública, Jean Nunes, este será o “maior concurso da história” da Polícia Civil da Paraíba.

No dia 25 de junho, foi informado que o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) será o organizador do próximo certame da corporação.

Em entrevista ao jornal Bom Dia Paraíba, revelou uma nova distribuição de vagas para o concurso. O quantitativo total não foi alterado, permanecendo com 1.400 vagas. Agora, o edital do concurso PC-PB passou a contar com o cargo de perito odonto-legal. A distribuição das vagas ficou assim:

  • delegado (120 vagas);
  • escrivão (515 vagas);
  • perito médico (50);
  • técnico em perícia (68);
  • necrotomista (65);
  • agente de investigação (400);
  • perito criminal (77);
  • perito odonto-legal (dez);
  • perito químico (35); e
  • papiloscopista (60).

Todos os cargos têm requisito de nível superior, conforme atualização da lei das carreiras da corporação. Os salários, segundo o delegado, vão variar entre R$3 mil e R$9 mil.

No momento, o edital já está em elaboração, assim como o processo de escolha da banca organizadora do certame.

De acordo com o chefe do executivo estadual, o concurso público da PC-PB tem o objetivo de atender as necessidades dos cargos da Polícia Civil, considerando um cenário com previsão de 785 servidores aptos à aposentadoria.

concurso público da Polícia Civil PC-PB é uma necessidade de anos no Estado. Em 2019, por exemplo, o secretário de Estado da Segurança e da Defesa Social da Paraíba, Jean Nunes, confirmou que estudos para um novo edital estavam sendo realizados.

Porém, um ano após a informação, o concurso da PC-PB seguiu sem definição. Na época, o secretário afirmou que precisaria de autorização governamental e da equipe econômica do estado.

Categoria cobrou edital

No dia 26 de novembro de 2020, a Adepdel esteve com delegados da 3ª Superintendência Regional de Polícia Civil (SRPC), em reunião presencial e virtual. Durante o encontro, foi tratado sobre as dificuldades dos policiais em meio ao déficit da corporação.

“Todos os colegas relataram as sérias dificuldades enfrentadas pela Polícia Civil, sendo a questão do efetivo a mais comentada. Delegacia Seccional como Itaporanga, que abrange 20 cidades, está apenas com quatro delegados para responder pelos municípios 24 horas por todos os dias da semana. A Superintendência dispõe de menos de 40 delegados, para uma área de quase 1 milhão de habitantes”, diz a categoria.

No fim de outubro, a entidade começou uma série de reuniões com os delegados da Polícia Civil do Estado a fim de discutir os problemas que a instituição enfrenta. A Adepdel revelou as seguintes demandas:

  • o não cumprimento da Lei do Subsídio por parte do Governo do Estado;
  • ausência de concurso público; e
  • falta de valorização profissional.

“Não dá mais pra continuar assim. Trabalhar até morrer ou morrer de trabalhar”, ressalta o presidente da Adepdel, Steferson Nogueira.

Último edital do concurso PC PB foi aberto em 2008

O último edital de concurso público da Polícia Civil PC-PB foi aberto em 2008. Na ocasião, o edital contou com 1.162 vagas, sendo 909 oportunidades de nível superior e 252 de nível médio.

As vagas do concurso foram distribuídas entre os cargos de delegado de polícia (33 vagas); perito oficial criminal (35); perito químico legal (16); perito médico-legal (26); perito odonto-legal (16); agente de investigação (569); escrivão de polícia (214). papiloscopista (05), técnico em perícia (24), necrotomista (24) e motorista policial (200). Os salários oferecidos oscilam entre R$1.231,20 e R$4.822,54.

O Cebraspe organizou o edital. O concurso contou com provas objetivas, discursivas, exames médicos, Teste de Aptidão Física (TAF), avaliação psicológica e prova de títulos.

Na primeira etapa, os candidatos tiveram que responder a questões de Conhecimentos Básicos e Específicos, sendo necessário acertar, pelo menos, 50% dos pontos de cada área de conhecimento para ser aprovado.

A validade do concurso foi de dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período.

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concurso-policia-civil-pc-pb-2021/

Publicado em

Concurso Manaus Previdência: Edital aguarda autorização dos órgãos de controle

Manaus Previdência, Estado do Amazonas, confirmou que vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso Manaus Previdência AM). O edital necessita somente da autorização dos órgãos de controle para ser publicada, segundo informações da Prefeitura, na última quarta-feira, 21 de julho, durante a comemoração dos 16 anos de atividades do órgão.

Hoje, o órgão conta com mais de 80 servidores em sua estrutura. Para este ano, a realização do concurso público está entre as metas.

“Uma das metas para o ano de 2021 é a realização do concurso público, cujo o andamento do processo já foi retomado. O concurso será possível assim que houver liberação dos órgãos de controle”, disse a Prefeitura. Somente com o aval dos órgãos o edital poderá ser publicado.

Em maio foi divulgada a comissão que terá a responsabilidade de acompanhar todas as etapas da seleção até a homologação do certame.

O grupo de trabalho é composto por Eduardo Alves Marinho (coordenador); Ana Silva dos Santos Domingues (membro); Bruna Veloso Vieira Machado (membro); Carolinne Nunes dos Santos (membro); e Fernando Krichanã dos Santos (membro).

Foi divulgado no Diário Oficial, a informação de que a Fundação Carlos Chagas (FCC) foi contratada para organizar o certame. A escolha havia sido feita em novembro (2020), por dispensa de licitação. O contrato entre as partes foi assinado no dia 28 de abril.

O edital vem sendo aguardando desde 2019, quando a autarquia formou sua comissão organizadora para tratar dos preparativos do próximo edital. De acordo com o documento, o grupo de trabalho conta, ao todo, com cinco servidores: Eduardo Alves Marinho (coordenador); Ana Silvia dos Santos Domingues (subcoordenadora); Bruna Veloso Vieira Machado; Carolinne Nunes dos Santos; e Fernando Krichanã dos Santos.

A comissão organizadora deve realizar estudos, levantamento do número de cargos e vagas a serem oferecidos, assim como o processo de escolha da banca organizadora.

O concurso deve contar com 05 vagas, além de formar cadastro reserva de pessoal, para os cargos de procurador autárquico, analista previdenciário e técnico previdenciário, com exigência de formação superior para procuradores e analistas e ensino médio para técnicos.

Confira as especialidades das carreiras de analista e técnico previdenciário:

Analista

  • Administração (CR);
  • Administrativa (CR);
  • Arquivologia (CR);
  • Auditoria (CR);
  • Ciências Atuariais (uma vaga mais CR);
  • Contabilidade (CR);
  • Economia (CR);
  • Psicologia (uma vaga mais CR);
  • Serviço Social (CR); e
  • Tecnologia da Informação (CR).

Técnico Previdenciário

  • Administrativa (duas mais CR); e
  • Tecnologia da Informação (CR).

Último edital foi em 2015

O último edital de concurso da Manaus Previdência foi publicado em 2015. Na ocasião, foram oferecidas 57 vagas, em cargos de ensino médio e superior. Os salários variaram entre R$4 mil e R$6 mil. A Fundação Carlos Chagas (FCC) teve a responsabilidade do certame.

Do quantitativo de vagas, 32 foram para técnico previdenciário, com requisito de nível médio, 20 para analista previdenciário (em diversas áreas), com exigência de nível superior, e cinco vagas para o cargo de procurador autárquico, também para os graduados.

O concurso contou com provas objetivas (para todos) e discursiva (somente para Procurador). A prova objetiva de múltipla escolha, para técnicos e analistas, contou com questões de Conhecimentos Gerais e Específicos, nas matérias de Língua Portuguesa e Raciocínio Lógico-Matemático. A avaliação contou com 60 questões, sendo 30 somente Específicos.

Para o cargo de Procurador, foram cobradas 100 questões, distribuídas nas áreas de Direito Constitucional, Administrativo, Civil, Processual Civil, Trabalho, Processual do Trabalho, Financeiro, Tributário e Previdenciário. Além disso, o exame também contou com a disciplina de Legislação Municipal.

Para ser considerado habilitado no cargo de Procurador, o candidato precisou, na prova objetiva, ter 50% ou mais de acertos. Já os técnicos e analistas precisaram obter média igual ou superior a 150 pontos e 200 pontos, respectivamente.

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concurso-manaus-previdencia/

Publicado em

Concurso SEFAZ RR 2021: comissão de fiscalização é formada

O novo edital de concurso da Secretaria da Fazenda do Estado de Roraima (Concurso SEFAZ RR 2021) está muito próximo, uma vez que um dos últimos processos foi concluído: a formação da comissão de fiscalização do contrato com a banca.

A equipe, que conta com os servidores Marcio Aparecido Picolli e Josiane Silva de Souza, ficará responsável por fiscalizar e acompanhar a execução do contrato com a banca organizadora.

Foi publicado no Diário Oficial, edição do dia 19 de julho, a informação de que o Cebraspe será o organizador do próximo certame da pasta. A escolha aconteceu por meio de dispensa de licitação.

De acordo com informações do governador do Estado, Antonio Denarium, o edital será lançado em, no máximo, 30 dias, com todo o conteúdo programático e o novo cronograma da seleção.

“É um momento histórico para Roraima. O último concurso feito para auditores da Sefaz ocorreu em 2006 e, hoje, temos um grande déficit desses profissionais. É a oportunidade de atender a uma demanda do estado, da categoria e também das pessoas que buscam uma oportunidade no serviço público”, destacou Antonio Denarium.

No dia 16 de julho, o secretário da Fazenda, Marcos Jorge, afirmou que a previsão é para que o concurso seja totalmente concluído ainda em 2021. Os aprovados serão lotados em Boa Vista ou em algum dos municípios onde a Sefaz RR tem posto de fiscalização.

“O concurso, além de fortalecer o trabalho da Sefaz, garante maior estabilidade para os profissionais e também movimenta toda uma cadeia econômica, proporcionando a abertura de cursinhos preparatórios e outros meios para facilitar a vida dos concurseiros, gerando emprego e renda para muita gente”, disse o secretário.

Concurso SEFAZ RR 2021

Do quantitativo de vagas, 20 serão oferecidas para contratação imediata e 10 para cadastro reserva, para contratação durante a validade do concurso. O concurso vai contar com provas objetivas e curso de treinamento, ambos de caráter eliminatório. Todas as etapas serão realizadas na cidade de Boa Vista.

A prova objetiva vai contar com questões cobrando conhecimentos nas matérias de Direito Tributário e Legislação Tributária; Direito Constitucional, Administrativo, Civil, Penal e Comercial; Contabilidade Geral, Comercial, de Custos e Pública; Economia, Matemática e Estatística; e Português.

O secretário de Fazenda do Estado, Marcos Jorge de Lima, em recente entrevista, falou sobre os preparativos do novo certame da pasta. De acordo com Marcos Lima, a Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento de Roraima (Seplan) já autorizou o orçamento para realização do concurso.

“Roraima tem um déficit antigo de auditores fiscais, o que tem limitado o trabalho de fiscalização da Sefaz ao longo dos anos. O governador Antonio Denarium, sensível com essa situação, aprovou o concurso, que vem suprir essa carência de profissionais na Secretaria”, disse o secretário estadual da Fazenda, Marcos Jorge, à Folha BV.

A pasta formou uma comissão setorial, para dar suporte à comissão organizadora do certame. De acordo com o documento, foram designados os seguintes representantes da Secretaria de Fazenda de Roraima:

  • Givaldo Ramos da Silva (presidente);
  • Josiane Silva de Souza (membro);
  • Márcio Aparecido Pereira Picolli (membro); e
  • Diego Nunes Leite (membro).

Foi publicado no Diário Oficial do Estado, edição do dia 03 de junho, a portaria que forma a comissão organizadora do novo edital SEFAZ-RR. novo concurso da SEFAZ-RR visa repor o quadro de auditores fiscais de tributos estaduais pertencentes ao Grupo TAF da Secretaria de Estado da Fazenda de Roraima.

O grupo de trabalho é formado por Givaldo Ramos da Silva (presidente); Josiane Silva de Souza; e Márcio Aparecido Pereira Picolli. A comissão organizadora vai ter 90 dias para concluir os trabalhos. Dessa forma, o levantamento de vagas deverá ser concluído até setembro.

O grupo de trabalho deverá:

  • I – Emitir justificativa sobre a necessidade da realização do certame;
  • II – Solicitar autorização do titular do órgão para realização do concurso público, bem como autorização expressa do governador;
  • III – Analisar a regularidade do concurso público, segundo as normas legais vigentes, por meio da emissão de parecer jurídico pela Procuradoria-Geral do Estado;
  • IV – Autorização específica para admissão de pessoal na Lei de Diretrizes Orçamentarias, relativas ao exercício de deflagração do concurso público;
  • V – Observância das disposições contidas nos artigos 16 e 17 da Lei Complementar n° 101, de 4 de maio de 2000 (estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade fiscal e dá outras providências);
  • VI – Certifica-se que as admissões decorrente do concurso público não podem extrapolar os limites no art. 19, inciso II, e artigo 20, inciso II, da Lei Complementar n° 101, de 4 de maio de 2000;
  • VII – Comprovação da existência de dotação prévia e suficiente para atender as despesas decorrentes das admissões devidamente analisadas pela Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan);
  • VIII – Declaração de que o número de vagas oferecidas se encontra disponível para preenchimento;
  • IX – Publicar edital de abertura do certame no órgão oficial de divulgação;
  • X – Designar a Comissão setorial de concurso devidamente publicada em veículo oficial de divulgação;
  • XI – Solicitar informações a qualquer setor da Secretaria de Estado da Fazenda e demais órgãos da Administração Pública Estadual;
  • XII – Realizar visitas às Unidades Regionais de Fiscalização e realizar outras diligências que julgarem necessárias.

Último Concurso SEFAZ-RR

O último concurso realizado pela SEFAZ/RR aconteceu em 2006, quando contou com 30 vagas. As oportunidades foram para graduados em Direito, Administração, Economia ou Ciências Contábeis.  A organizadora do certame foi a CETAP. Na ocasião, o salário era de R$5.484,09.

A primeira fase do concurso contou com prova de múltipla escolha e a segunda o curso de formação e treinamento. Na avaliação objetiva, foram cobradas questões de Língua Portuguesa (10); Conhecimentos Gerais (25); e Conhecimentos Específicos (25).

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concurso-sefaz-rr-2021/

Publicado em

Concurso CFQ 2021 para 270 vagas tem provas suspensas

O concurso CFQ suspendeu as provas do certame e não será aplicada na data marcada no edital. O novo cronograma ainda não foi revelado. A confirmação veio em um comunicado divulgado pela banca na última quarta-feira, 5 de maio.

Inicialmente, os exames do concurso estavam marcados para o dia 18 de abril. No entanto, as provas foram remarcadas para 16 de maio.

Notícia de abertura

O Conselho Federal de Química tem novo edital de concurso (Concurso CFQ 2021) em andamento para o preenchimento de 270 vagas, sendo 25 em caráter imediato e 245 em cadastro reserva (para contratação conforme necessidade). As vagas requerem o nível superior e possuem salário de R$8.951,25.

As vagas do concurso estão distribuídas entre as áreas de químico, advogado, analista de sistemas, contador e analista superior (com ênfase nas áreas de Comunicação, Gestão de Pessoas e geral).

Veja o quantitativo de vagas por cada área:

CARGO VAGAS (CR)*
Químico 2 (28)
Advogado 2 (28)
Analista de sistemas (ênfase em Sistemas e Processos) 3 (27)
Analista de sistemas (ênfase em Infraestrutura) 4 (26)
Analista superior (geral) 7 (53)
Analista superior (Comunicação) 2 (28)
Analista superior (Gestão de Pessoas) 2 (28)
Contador 3 (27)

Quais os requisitos?

Para Contador, Advogado e Químico, o concurso exige nível superior na respectiva área de atuação e inscrição no respectivo Conselho Superior (no caso de advogados, é preciso ter inscrição na OAB). No caso de analista, é aceita graduação em qualquer área.

Os aprovados serão contratados sob regime celetista. Além dos salários iniciais, os selecionados no certame contarão com um auxílio-alimentação/refeição no valor de R$1.133,48. Sendo assim, os ganhos totais podem alcançar R$10.084,73 mensais.

O órgão ainda dispõe de assistência médica e odontológica, além de cesta natalina, no mesmo valor do auxílio (R$1.133,48), no mês de dezembro.

Inscrições

Os interessados em concorrer a uma das vagas puderam se inscrever até 20 de abril de 2021, no site do Iades. A taxa de inscrição vai custar R$78.

Etapas e Provas

O concurso CFQ 2021 vai contar com três etapas, todas aplicadas no Distrito Federal. As provas objetivas e discursivas serão aplicadas em nova data.

O certame terá as seguintes etapas:

  • prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório; e
  • avaliação de títulos e de experiência profissional, de caráter apenas classificatório.

A prova objetiva do concurso vai contar com 50 questões de múltipla escolha, sendo 30 relativas à Conhecimentos Específicos da área concorrida e 20 de Conhecimentos Básicos. Veja as matérias cobradas:

  • Língua Portuguesa (seis)
  • Raciocínio Lógico e Matemático (quatro)
  • Legislação Aplicada ao CFQ (cinco)
  • Governança Corporativa e Compliance (três)
  • Atualidades (duas)

A prova discursiva vai contar com duas questões e consistirá na elaboração de textos dissertativos e/ou descritivos, com extensão de 20 a 30 linhas, com base em tema formulado pela banca.

Segundo o edital, todos os candidatos aprovados nos exames escritos serão convocados para a terceira etapa. Os documentos comprobatórios de títulos e de experiência profissional deverão ser apresentados conforme determinado pela banca, em data que ainda será divulgada.

A validade do concurso CFQ 2021 será de dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período.

Informações do concurso
  • Concurso: Conselho Federal de Química
  • Banca organizadora: IADES
  • Escolaridade: superior
  • Remuneração: até R$8.951,25 + benefícios
  • Inscrições: até 20 de abril de 2021
  • Taxa de Inscrição: R$78
  • Provas:  suspensas
  • Situação: PUBLICADO

EDITAL Concurso CFQ 2021

Publicado em

Concurso da Polícia Federal é autorizado oficialmente com 1.500 vagas

Concurso da Polícia Federal é autorizado oficialmente com 1.500 vagas

O diretor-geral da Polícia Federal, Rolando Alexandre de Souza, assinou hoje, quarta-feira, 09 de dezembro, o documento oficial de autorização do concurso público da PF 2021. O documento já consta no Sistema Eletrônico de Informações (SEI) e agora segue para divulgação no Diário Oficial da União (DOU), o que deve ocorrer já nesta quinta-feira, 10 de dezembro.

De acordo com o texto, p prazo para a publicação do edital de abertura de inscrições para o concurso público será de até seis meses, contado a partir da publicação desta portaria.

Segundo o documento de autorização, serão oferecidas 1.500 vagas, sendo:

  • 123 (cento e vinte e três) cargos de delegado de polícia federal;
  • 400 (quatrocentos) cargos de escrivão de polícia federal;
  • 84 (oitenta e quatro) cargos de papiloscopista policial federal; e
  • 893 (oitocentos e noventa e três) cargos de agente de polícia federal.

    Concurso da Polícia Federal 
    O diretor-geral da corporação, Rolando Alexandre de Souza, confirmou que o edital do novo concurso da Polícia Federal será divulgado ainda em 2020. A declaração foi dada pelo chefe da corporação em live realizada junto à Associação dos Delegados de Polícia Federal (ADPF).

    “Se der tudo certo, ainda este ano divulgaremos o edital do novo concurso, e se tudo der certo, com o curso de formação iniciado no final do ano que vem, já que nosso concurso é longo, um ano em razão das etapas, mas entraríamos em 2022 com o maior efetivo da história da Polícia Federal”.

  • No dia 31 de agosto, por exemplo, o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre o concurso da PF nas redes sociais, confirmando o novo edital para mais de 2 mil vagas. No entanto, o documento autorizativo só foi publicado para 1.500 vagas.

    Além disso, o diretor-geral da Polícia Federal comentou com representantes da ADPF sobre a intenção de realizar novos concursos públicos periódicos, a cada dois anos, tendo em vista que a duração é extensa em função das etapas de seleção. Para isso acontecer, ele comenta sobre a criação de um projeto de lei para que essa periodicidade seja ainda mais reforçada.

    “Tivemos conversas com o Ministério da Justiça e Segurança Pública para tentar realizar concursos a cada dois anos. Teríamos concursos menores, mas permitindo uma oxigenação continua no efetivo da PF.”

    Sobre os cargos da Polícia Federal

    DELEGADO DE POLÍCIA FEDERAL

    REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de bacharel em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e comprovação de 3 (três) anos de atividade jurídica ou policial.

    ATRIBUIÇÕES: instaurar e presidir procedimentos policiais de investigação; orientar e comandar a execução de investigações relacionadas com a prevenção e repressão de ilícitos penais; participar do planejamento de operações de segurança e investigações; supervisionar e executar missões de caráter sigiloso; participar da execução das medidas de segurança orgânica, bem como desempenhar outras atividades, semelhantes ou destinadas a apoiar o órgão na consecução dos seus fins.

    SALÁRIO: R$ 22.672,48.

    JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva.

    AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL

    REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso superior em nível de graduação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

    ATRIBUIÇÕES: investigar atos ou fatos que caracterizem ou possam caracterizar infrações penais, observada a competência da Polícia Federal; proceder à busca de dados necessários; executar todas as tarefas necessárias à identificação, ao arquivamento, à recuperação, à produção e ao preparo dos documentos de informações; executar todas as atividades necessárias à prevenção e repressão de ilícitos penais da competência da Polícia Federal; conduzir veículos automotores, embarcações e aeronaves; auxiliar a autoridade policial em todos os atos de investigação, cumprir medidas de segurança orgânica; desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas.

    SALÁRIO: R$ 11.983,26.

    JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva

    ESCRIVÃO DE POLÍCIA FEDERAL

    REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso superior em nível de graduação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

    ATRIBUIÇÕES: dar cumprimento às formalidades processuais, lavrar termos, autos e mandados, observando os prazos necessários ao preparo, à ultimação e à remessa de procedimentos policiais de investigação; atuar nos procedimentos policiais de investigação, acompanhar a autoridade policial, sempre que determinado, em diligências policiais; responsabilizar-se pelo valor das fianças recebidas e pelos objetos de apreensão; conduzir veículos automotores; cumprir medidas de segurança orgânica; atuar nos procedimentos policiais de investigação; desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas.

    REMUNERAÇÃO: R$ 11.983,26.

    JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva.

    PAPILOSCOPISTA POLICIAL FEDERAL

    REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso superior em nível de graduação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

    ATRIBUIÇÕES: executar, orientar, supervisionar e fiscalizar os procedimentos de coleta, revelação, levantamento e armazenamento de fragmentos e impressões papilares, exames e laudos oficiais papiloscópicos, representação facial humana; operação e gestão de bancos e sistemas automatizados de identificação civil e criminal; assistir à autoridade policial; desenvolver estudos na área de papiloscopia; conduzir veículos automotores; cumprir medidas de segurança orgânica; desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas.

    REMUNERAÇÃO: R$ 11.983,26.

    JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva.

    Etapas do Concurso Polícia Federal PF

    A primeira etapa do concurso público destina-se à admissão à matrícula no Curso de Formação Profissional e abrange as seguintes fases:

    a) prova(s) objetiva(s), para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade do Cebraspe;

    b) prova discursiva, para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade do Cebraspe;

    c) exame de aptidão física, para todos os cargos, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe;

    d) prova oral, somente para o cargo de Delegado de Polícia Federal, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade do Cebraspe;

    e) prova prática de digitação, somente para o cargo de Escrivão de Polícia Federal, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe;

    f) avaliação médica, para todos os cargos, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe;

    g) avaliação psicológica, para todos os cargos, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe;

    h) avaliação de títulos, somente para os cargos de Delegado de Polícia Federal e de Perito Criminal Federal, de caráter classificatório, de responsabilidade do Cebraspe.

    A segunda etapa do concurso público consiste de Curso de Formação Profissional, de caráter eliminatório, de responsabilidade da Academia Nacional de Polícia, a ser realizado no Distrito Federal, podendo ser desenvolvidas atividades, a critério da Administração, em qualquer unidade da Federação.

    Último concurso da Polícia Federal

    Em 2018, a Polícia Federal abriu edital para preenchimento de 500 vagas. As oportunidades do concurso da Polícia Federal foram destinadas aos cargos de Agente Policial (180 vagas), Delegado de Polícia (150 vagas), Papiloscopista (30 vagas), Perito Criminal (60 vagas) e Escrivão (80 vagas). O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe Cespe/UnB) teve a responsabilidade do certame.

    A Polícia Federal recebeu a participação de 147.744 inscritos. O cargo de maior procura foi o de Agente de Polícia Federal, com 92.671 interessados. Com 180 vagas, a concorrência geral foi de aproximadamente 514 candidatos por vaga.

Publicado em

NOVO concurso do Ministério da Economia abre 39 vagas

NOVO concurso do Ministério da Economia abre 39 vagas

Grande edital publicado. O Ministério da Economia publicou nesta sexta-feira, 09 de outubro, o seu novo edital de concurso para preenchimento de 39 vagas temporárias. De acordo com o edital publicado, as oportunidades são para atuação em Brasília, no Distrito Federal.

O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) tem a responsabilidade do certame. As vagas abertas foram para níveis superior, nas áreas de Direito (37 vagas) e Arquivologia (duas).

Em ambos os casos, além da graduação na área, os candidatos devem ter experiência profissional superior a três anos, em organizações públicas ou privadas na área de atuação, ou título de pós-graduação, mestrado ou doutorado.

Os aprovados na seleção vão contar com salários de R$6.130, por jornada de trabalho de 40 horas semanais. De acordo com a portaria autorizativa do certame, os aprovados atuarão até 1º de dezembro de 2022, quando o prazo de validade do contrato será encerrado.

Vagas

De acordo com o texto, os profissionais contratados vão desenvolver atividades técnicas especializadas no âmbito da Comissão Especial de Extintos Territórios Federais de Rondônia, Amapá e Roraima (CEEXT) do Ministério da Economia.

As vagas do edital do Ministério da Economia serão oferecidas para atividades técnicas de complexidade intelectual, de nível superior. As oportunidades serão para ingresso nas seguintes áreas:

  • Direito (37 vagas); e
  • Arquivologia (02).

De acordo com o aval, os aprovados no processo seletivo irão atuar até 1º de dezembro de 2022, quando o prazo de validade do contrato será encerrado.

As admissões vão depender de prévia aprovação em processo seletivo simplificado. Além disso, as contratações somente vão ser formalizadas mediante disponibilidade de dotações orçamentárias específicas.

Inscrição e Provas

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 10 horas do dia 14 de outubro e 18 horas do dia 19 de outubro, no  site do Cebraspe. A taxa de inscrição custa R$100.

Os inscritos no concurso deverão ser avaliados por provas objetivas e títulos. O exame está previsto para o dia 8 de novembro, em locais e horários que serão divulgados no dia 04 do mesmo mês. As provas serão aplicadas em Brasília (DF), com três horas e meia de duração.

De acordo com o edital, a prova terá 120 questões, no modelo “certo” ou “errado”. Serão 70 perguntas de Conhecimentos Específicos e 50 de Conhecimentos Gerais, sendo eles:

  • Língua Portuguesa;
  • Ética na Administração Pública e Legislação; e
  • Noções de Informática.

De acordo com o edital, o candidato será aprovado na prova objetiva caso tenha nota igual ou superior a dez pontos em Conhecimentos Gerais, a 21 pontos na parte Específica e a 36 pontos no conjunto das provas.

O exame de títulos ainda não tem data definida. Após a publicação do resultado final, o concurso Ministério da Economia vai ter validade de dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período.

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-previstos/concursos-previstos-federais/novo-concurso-ministerio-economia-39-vagas-cebraspe/

Publicado em

Concurso Bombeiros RJ para Oficiais é autorizado oficialmente com 25 vagas

Concurso Bombeiros RJ para Oficiais é autorizado oficialmente com 25 vagas

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso Bombeiros RJ) para o quadro de Oficiais. O documento de autorização do certame foi publicado nesta sexta-feira, 09 de outubro, no Diário Oficial do Rio de Janeiro. O edital vai abrir 25 vagas.

A organização do concurso será da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), instituição que será responsável pelas primeiras etapas do concurso, previsto para ser lançado em novembro.

De acordo com informações da Universidade, a corporação optou por aplicar vestibular isolado. Sendo assim, a primeira etapa do concurso Bombeiros RJ Oficiais vai contar com uma prova objetiva e uma redação. Dessa forma, o exame discursivo, com perguntas sobre Física e Matemática, não deverá ser aplicado.

Os interessados em concorrer a uma das vagas deverão se inscrever entre 18 e 30 de novembro, conforme informou a UERJ. A prova objetiva do concurso está prevista para ser aplicada no dia 10 de janeiro de 2021. Requisitos

O Concurso Bombeiros-RJ para o Curso de Formação de Oficiais do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro deve ter os seguintes requisitos:

  • Ser brasileiro;
  • Estar em dia com as obrigações militares nos termos da Lei de Serviço Militar;
  • Ter consentimento do pai ou do responsável para assentar Praça Especial do Corpo de Bombeiros, se menor de 18 anos;
  • Não deve ter limite de idade;
  • Ter concluído ou concluir até a data da matrícula no curso de formação de oficiais o nível médio;
  • Para os candidatos militares, estar, no mínimo, classificado no comportamento “bom”.

Etapas

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever no site da UERJ, durante o 1º ou o 2º exame de qualificação. A primeira fase vai contar com uma prova objetiva e discursiva do vestibular da universidade.

A avaliação vai contar com questões de Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas. Será aplicado, ainda, uma prova de redação.

Após o término do exame, os aprovados dentro de três vezes o número de vagas oferecidas no concurso Bombeiros RJ serão convocados para a parte Específica, que é realizada pela própria corporação.

As próximas etapas devem ser exames físicos e de saúde, além de pesquisas documental e social. Após isso, o curso de formação será realizado.

Último concurso para oficiais foi em 2019

O último edital de concurso Bombeiros-RJ foi realizado em 2019. De acordo com o documento de abertura, foram oferecidas 50 vagas para Oficiais, com requisito de nível médio completo.

O edital contou com vagas para candidatos de ambos os sexos. O certame não teve limite de idade ou altura.

O salário do cadete (militar em formação para se tornar oficial) é de, aproximadamente, R$3.200. Após três anos de formação, no posto de aspirante, a remuneração chega a R$6 mil.

Informações do concurso
  • Concurso: Bombeiros-RJ
  • Cargo: oficial
  • Requisito: nível médio
  • Vagas: 25
  • Remuneração: inicial de R$3.200
  • Inscrições: 18 a 30 de novembro de 2020
  • Provas: 10 de janeiro de 2021

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-previstos/concursos-previstos-sudeste/concurso-bombeiros-rj-para-oficiais/

Publicado em

Concurso PC PA 2020: Instituto AOCP assina contrato para organizar edital

Concurso PC PA 2020: Instituto AOCP assina contrato para organizar edital

É grande a expectativa de realização do concurso da Polícia Civil do Estado do Pará (Concurso PC PA 2020). A corporação assinou o contrato com o Instituto AOCP, empresa que vai organizar o edital. Agora, o edital pode sair a qualquer momento.

O extrato de contrato foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, 08 de outubro. De acordo com o documento, estão confirmados os valores das taxas de inscrição:

  • delegado: R$140
  • escrivão: R$ 70
  • investigador: R$70
  • papiloscopista: R$70

Na Seplad, o documento foi assinado pela titular da pasta, Hana Ghassan, que enfatizou a importância da realização dos concursos para o Estado.

“A Polícia Civil entende que a realização do concurso é muito importante para que, dessa forma, possamos repor o efetivo que está em vias de se aposentar, especialmente com o cenário de pandemia em que muitos policiais tiveram que se afastar do trabalho”, destacou Juliana Cavalcante.

A Secretária adjunta de gestão e modernização da Seplad, Josynélia Tavares, falou da transparência na realização da licitação para escolher a banca organizadora.

“O concurso da PM e da PC é um compromisso de governo com a categoria, que já possui uma defasagem de servidores, em razão de vacâncias no quadro. Nesse sentido, a Seplad, por meio da Diretoria de Gestão e logística e em conjunto com a comissão formada para a licitação desses concursos, vem trabalhando sem medir esforços, para dar continuidade ao processo de seleção da banca organizadora, buscando a melhor proposta no quesito técnica e preço, envidando pela legitimidade e o devido processo legal em todas as fases, sem perder o ritmo intenso de trabalho objetivando a conclusão dessa seleção o mais breve possível”, destacou Josynélia Tavares.

O edital do concurso da corporação está previsto para ser publicado no final de novembro ou no início de dezembro, conforme informou o delegado-geral, Walter Resende, no início de outubro.

Segundo informações do chefe da corporação, em um vídeo publicado no seu perfil do Instagram, este será o maior concurso da Polícia Civil.

“Hoje foi homologado o resultado da licitação que escolheu a banca que vai organizar o concurso público da Polícia Civil. A vencedora foi a banca AOCP. A partir de agora a gente vai viabilizar o contrato com a referida empresa. E posteriormente, no final de novembro a início de dezembro, a publicação do edital irá definir todas as regras do concurso.”

De acordo com Walter, a Polícia Civil trabalha para aplicar provas no primeiro semestre de 2021.

O concurso PC PA 2020

A Seplad confirmou quais serão as localidades de aplicação de provas. Serão, ao todo, seis cidades, incluindo a capital Belém.

De acordo com informações da coordenadora de seleção de pessoas, Anna Laura Araújo, os exames serão aplicados em Belém, Marabá, Altamira, Santarém, Itaituba e Redenção. A primeira etapa do concurso da corporação vai contar com provas escritas, sendo elas objetiva e discursiva.

A comissão de licitação foi definida, conforme portaria publicada no Diário Oficial do Estado do Pará do dia 05 de junho. O grupo de trabalho vai contar com os seguintes membros:

  • Presidente: Iris Alves Miranda Negrão;
  • 1º membro: Marilia Lima de Moraes;
  • 2º membro: Odilene Fernandes da Conceição Santos;
  • 3º membro: Sinélio Ferreira de Menezes Filho.

Preparativos

O efetivo em lei previsto é de 5.600 vagas. No entanto, o efetivo atual conta com 3.170 cargos preenchidos, resultando em um déficit de 43,39% de servidores.

De acordo com informações da Secretaria de Administração do Pará (SEAD), o governo estadual iniciou os procedimentos necessários para a realização de um novo certame para corporação. Além disso, a pasta confirmou editais de concursos para Polícia Militar e Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (SUSIPE).

Após escolher a banca, a próxima etapa será a publicação do edital PC-PA 2020. Em setembro de 2019, a corporação confirmou que o edital será publicado com 1.495 vagas. As vagas serão distribuídas entre os cargos de Delegado (265 vagas), Escrivão (252 vagas), Investigador (818 vagas) e Papiloscopista (160 vagas).

Projeto básico do concurso PC-PA lista requisitos e etapas do concurso

Alguns detalhes do concurso estão disponíveis no projeto básico do certame. Através desse documento, as empresas interessadas em organizar o certame podem tomar conhecimentos sobre os principais detalhes do certame. A corporação trabalha, no momento, com uma estimativa de 42.183 inscritos, sendo:

  • Delegado: 14.519 inscritos;
  • Investigador: 18.205 inscritos;
  • Escrivão: 7.709 inscritos;
  • Papiloscopista: 1.750 inscritos.

O número de inscritos foi obtido com base no último concurso, realizado em 2016.

Segundo a corporação, foi estimado um valor máximo para taxa de inscrição no concurso. Para delegado, a taxa será de até R$182,95. Já os demais deverão pagar um valor de até R$148,68.

O concurso PC-PA será realizado em duas fases. A primeira etapa será composta por prova escritas, prova oral, prova de capacitação física, exames médicos, exames psicológicos e investigação social e criminal. Já a segunda fase vai contar com um curso técnico-profissional. A formação será ministrada pela Academia de Polícia Civil e terá carga horária mínima de 480 horas.

O tempo de duração do curso vai ser distribuído por atividades de aulas técnicas e práticas e estágios supervisionados em órgãos policiais.

Último Concurso da Polícia Civil do Pará

O último concurso da Polícia Civil do Pará aconteceu em 2016, quando contou com vagas para o cargo de Delegado. Para concorrer ao cargo, o candidato precisou ter nível superior completo de bacharel em Direito, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação. A remuneração foi de R$ 12.250.

Para as demais carreiras da corporação, funções de investigador, escrivão e papiloscopista, são exigidos o nível superior em qualquer área. O salário chegou a R$ 5.204,05. De acordo com o último edital, a jornada de trabalho será integral, com exclusiva dedicação às atividades do cargo, com jornada semanal de quarenta e quatro horas, respeitadas as peculiaridades do cargo, podendo ser convocado a qualquer tempo, a critério da Administração da Polícia Civil-PA.

Os candidatos foram avaliados por prova objetiva de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório; prova de capacitação física, de caráter eliminatório; exame médico, de caráter eliminatório; exame psicológico, de caráter eliminatório;  e investigação criminal e social, de caráter eliminatório. A prova objetiva foram aplicadas em Belém, Marabá, Altamira e Santarém.

Provas do Concurso

A prova de delegado contaram com questões de Língua Portuguesa (5), Direito Administrativo (10), Direito Ambiental (5), Direito Civil/Empresarial (10), Direito Constitucional (10), Direitos Humanos (5), Direito Penal (10), Direito Processual Penal (10), Medicina Legal (5) e Legislação Especial (10), totalizando 80 quesitos. Os candidatos ainda passam por prova discursiva, na qual o candidato deverá elaborar 01 (uma) Peça Processual de Representação.

Já para as demais carreiras, cargos de Investigador e Escrivão, as provas contaram com questões de Língua Portuguesa (10), Noções de Informática (5), Raciocínio Lógico (5), Noções de Direito Administrativo (10), Noções de Direito Constitucional (10), Noções de Direito Penal (10), Noções de Direito Processual Penal (10), Legislação Especial (10) e Noções de Medicina Legal (10), num total de 80 questões. Para a função de Papiloscopista, ainda haverá questões de Noções de Identificação, Noções Básicas de Química e Noções de Medicina Legal.

Informações do concurso
  • Concurso: Polícia Civil do Pará (PC PA) 2020
  • Banca organizadora: Instituto AOCP
  • Escolaridade: superior
  • Número de vagas: 1.495
  • Remuneração: a definir
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-previstos/concurso-policia-civil-pc-pa-2020-edital/