Publicado em

Concurso PC DF 2020 – Edital vai ter 1.800 vagas

Concurso PC DF 2020 – Edital vai ter 1.800 vagas

concurso público da Polícia Civil do Distrito Federal (Concurso PC DF 2020) para Agente de Polícia está mais próximo do que nunca. Na manhã da última quarta-feira, 06 de maio, a corporação e o Cebraspe (antigo Cespe/UnB) assinaram o contrato para realização do concurso público da PC DF 2020. O documento foi publicado no Diário Oficial desta sexta, dia 08 de maio.

O diretor-geral da Polícia Civil do DF, Robson Candido, registrou o momento da assinatura do contrato com o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos – (Cebraspe) em seu Instagram pessoal.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, a solenidade de assinatura do contrato foi reservada e com poucas pessoas. Estavam presentes o diretor de Administração Geral da corporação, Silvério Andrade, um representante do Cebraspe, além do diretor-geral.

De acordo com informações da banca, a previsão é que as avaliações sejam aplicadas no segundo semestre, podendo acontecer no final de agosto. No entanto, o mais provável, segundo o Cebraspe, que ocorra em meados de setembro. A data de realização da prova, no entanto, ainda não tem previsão. Para fechar a data, será necessário saber quando o edital será divulgado.

A estimativa é que o edital seja publicado em até 30 dias, contados a partir do dia 06 de maio. Ou seja, já no início de junho.

Aval da Procuradoria

Em Parecer Jurídico, de n.º 289/2020, a Procuradoria-Geral do DF aprovou a contratação da banca, considerando a mesma juridicamente viável.

O diretor-geral da corporação já havia garantido que ainda nesta semana que seriam divulgadas novidades no edital. Segundo ele, seriam ‘excelentes notícias’. A fala do diretor-geral foi por meio de seu Instagram pessoal, dizendo: “Bom dia!!! Na próxima semana teremos excelentes notícias. Bora estudar!!!”, postou.

O diretor-geral, em entrevista à Rádio Atividade, disse que esse será o “maior concurso da história da Polícia Civil”. Além disso, ele comentou: “Estamos trabalhando forte para publicar esse edital o quanto antes. Será uma oportunidade única, o maior concurso de agente de polícia da história da PCDF”, disse o delegado.

Na manhã do dia 21 de fevereiro, o diretor-geral falou sobre a publicação do edital. Ele falou para os concurseiros que estudem para as provas que, segundo ele, ‘estão chegando’. Um seguidor respondeu a publicação e perguntou sobre novidades do concurso para agente de polícia. O diretor-geral respondeu: “estamos trabalhando para sair o mais rápido. Estou solista com a angústia de todos vocês.”

“Será uma oportunidade única, o maior concurso de agente de polícia da história da PCDF”, concluiu o diretor-geral.

O concurso PC DF 2020

Para concorrer a uma das vagas de Agente Policial, o candidato deverá ter nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, ter Carteira Nacional de Habilitação na categoria B ou superior, em validade, é requisito para ingresso na carreira.

O Agente de Polícia tem missão de realizar atividade de nível superior, envolvendo investigar atos ou fatos que caracterizem ou possam caracterizar infrações penais; assistir a autoridade policial no cumprimento das atividade de polícia judiciária; coordenar ou executar operações de natureza policial ou de interesse de segurança pública; executar intimações, notificações ou quaisquer outras atividades julgadas necessárias ao esclarecimento de atos ou fatos sob investigações; dirigir veículos automotores em serviços, ações e operações policiais; executar demais serviços de apoio à autoridade policial, além de outras atribuições inerentes ao cargo, previstas em legislação específica, notadamente no art. 99 do Regimento Interno da PCDF, aprovado pelo Decreto Distrital nº 30.490, de 22 de junho de 2009.

Agora, com as 1.800 vagas de agente e as 300 já autorizadas para Escrivão, o concurso PC-DF 2019 vai contar com 2.100 vagas.

Veja os salários do cargo:

Classe Especial – R$13.751,51;

Primeira Classe – R$10.961,45;

Segunda Classe – R$9.129,01;

Terceira Classe – R$8.698,78.

Último Concurso PC DF

O último concurso da PC/DF foi divulgado para 300 vagas de Agente Policial. Desse total, 15 foram reservadas aos portadores de necessidades especiais. Houve ainda, formação de cadastro reserva com 600 classificados.

Os inscritos no concurso foram avaliados por prova objetiva e discursiva, teste de capacidade física, exames biométricos, avaliação médica e psicológica, investigação social, avaliação de títulos e curso de formação.

A prova objetiva teve valor de 120 pontos. Foi necessário tirar nota mínima de 12 em conhecimentos básicos, 18 em conhecimentos específicos, e ao total 36 pontos.

  • Concurso: Polícia Civil do Distrito Federal
  • Banca organizadora: Cebraspe
  • Escolaridade: superior
  • Número de vagas: 1.800 para Agente
  • Remuneração: inicial de R$ 8.284,55
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-previstos/concurso-policia-civil-pc-df-2020-edital-agente/

Publicado em

DEPEN PR 2020 – Saiu o EDITAL com 1.394 vagas para Guarda Prisional

DEPEN PR 2020 – Saiu o EDITAL com 1.394 vagas para Guarda Prisional

Foi divulgado no Diário Oficial, o novo edital do Departamento Penitenciário do Estado do Paraná (Concurso DEPEN PR 2020) para o preenchimento de 1.394 vagas temporárias. De acordo com o documento publicado, as oportunidades são para o cargo de Guarda Prisional.

Do total de vagas oferecidas no EDITAL DEPEN PR 2020, são 227 oportunidades às mulheres e 1.167 aos homens. Para concorrer a uma das vagas, o candidato deverá ter nível médio completo e idade entre 18 e 59 anos.

De acordo com o edital DEPEN PR, o contrato assinado terá prazo máximo de um ano, mas com possibilidade de prorrogação por igual período, conforme necessidade da Administração Pública.

A Fundação de Apoio da Universidade Federal do Paraná (FUNPAR) tem a responsabilidade da seleção DEPEN PR 2020.

Salários, jornada e lotação das vagas do concurso DEPEN PR 2020

Salário

O salário pago ao Guarda Prisional aprovado no concurso DEPEN PR 2020 vai ser de R$3.055,69, sendo R$1.447,65 de salário base e R$1.608,04 de Gratificação Intramuros (GRAIM).

Os aprovados vão atuar com jornada de 40 horas semanais, sob regime de escala de trabalho ou, quando necessário, o exercício da atividade em Regime de Turno de Trabalho (RTT). Nesse caso, a jornada de trabalho vai ser de 12 por 36 horas, com duas folgas mensais.

Lotação

De acordo com o edital do concurso DEPEN PR 2020, os aprovados vão atuar em uma das nove regionais:

  • Curitiba
  • Foz do Iguaçu
  • Francisco Beltrão
  • Guarapuava
  • Cascavel
  • Cruzeiro do Oeste
  • Londrina
  • Maringá
  • Ponta Grossa

Por outro lado, vale destacar, no entanto, que o local de atuação não será de escolha do candidato aprovado no concurso DEPEN PR 2020 para Guarda Prisional, ficando a critério da conveniência e interesse da Administração a lotação nas unidades regionais.

Atribuições do cargo de Guarda Prisional

Guarda Prisional vai ter que vigiar, revistar e controlar áreas internas, áreas intramuros, alambrados e portarias dos estabelecimentos penais e setores de carceragem temporária, apreendendo objetos suspeitos ou não permitidos.

Ademais, o profissional aprovado no concurso DEPEN PR 2020 terá que vigiar, fiscalizar, revistar, cadastrar e conduzir sujeito submetido à privação de liberdade, bem como desenvolver atividades relacionadas àqueles que se encontrem sob medida alternativa à prisão, como monitoração eletrônica.

Ainda compete ao cargo, revistar, orientar e acompanhar visitantes em estabelecimentos penais e setores de carceragem temporária; proceder a revistas e inspeções no interior de celas, estabelecimentos penais e setores de carceragem temporária; e acompanhar os presos em deslocamento externo mediante atuação conjunta com servidor efetivo integrante das Forças de Segurança Pública, entre outras atribuições.

Inscrição Concurso DEPEN PR 2020

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 12 horas do dia 19 de maio e 12 horas do dia 29 de maio, através do site oficial da Fundação de Apoio da Universidade Federal do Paraná (Funpar/UFPR), banca que coordena o certame. A taxa é de R$75,00.

De acordo com o edital do concurso DEPEN PR 2020, podem solicitar isenção da taxa:

  • inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo (CadÚnico);
  • quem prestou  serviço para a Justiça Eleitoral; ou
  • doadores de sangue

Período para isenção da taxa: de 19 a 22 de maio.

Etapas Concurso DEPEN PR 2020

O concurso Depen PR 2020 vai contar com duas etapas. De acordo com o edital, a primeira etapa vai contar com análise de títulos, em que os candidatos deverão enviar seus documentos entre os dias 19 e 17 horas do dia 29 de maio.

Após o candidato confirmar o envio, não será admitida, sob hipótese alguma, a alteração, a inclusão ou a exclusão de qualquer documento. Os títulos deverão ser inseridos corretamente, correspondendo à formação ou a Experiência Profissional a ser avaliada, sob risco de ser atribuída a nota zero ao critério.

De acordo com o edital, serão considerados atividades em área de Segurança (valor total de 45 pontos); cursos técnicos de nível médio profissionalizantes em qualquer área (05 pontos); nível superior completo em qualquer área (20 pontos); e Curso de pós-graduação completo (30 pontos).

O resultado preliminar da prova de títulos está previsto para ser publicado no dia 08 de junho, com recursos nos dias 09 e 10 de junho. O resultado sai no dia 17 do mesmo mês.

Os aprovados na análise vão ser convocados para a segunda etapa do concurso, composta de exame de investigação de conduta, também no dia 17 de junho. O edital informa que a etapa vai acontecer entre os dias 17 e 26 de junho e terá até 11.152 convocados.

Do total de convocados, serão 9.336 homens e 1.816 mulheres. O resultado final está previsto para sair no dia 10 de julho. As convocações dos aprovados estão previstas para serem publicadas a partir do dia 13 de julho.

Quem não for convocado vai integrar um cadastro reserva para uma possível atuação, caso ocorra, por exemplo, uma vacância ou surgimento de novas vagas ao longo da validade do edital DEPEN PR 2020, que será de dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período.

Informações do Concurso DEPEN PR 2020
  • Concurso: Departamento Penitenciário do Paraná
  • Banca organizadora: FUNPAR
  • Escolaridade: nível médio
  • Número de vagas: 1.394 vagas
  • Remuneração: R$3.055,69
  • Inscrições: entre 19 e 29 de maio de 2020
  • Taxa de Inscrição: R$75
  • Provas: títulos
  • Situação: PUBLICADO

EDITAL do Concurso

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-abertos/depen-pr-2020-saiu-o-edital-com-1-394-vagas-para-guarda-prisional-ate-r3-05569/

Publicado em

Edital do concurso INSS com 8.230 vagas abre inscrições

Edital do concurso INSS com 8.230 vagas abre inscrições

Começa nesta segunda-feira, 04 de maio, as inscrições do edital de concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) visando preenchimento de mais de 8 mil vagas. As inscrições da seleção são totalmente gratuitas.

Segundo o edital publicado, para concorrer será necessário ser aposentado pelo regime próprio de Previdência Social da União ou militar da reserva das Forças Armadas. Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 04 e 10 de maio de 2020. A matrícula poderá ser feita através do site do próprio Instituto Nacional do Seguro Social.

No mesmo site do órgão vai ser feita a divulgação dos atos pertinentes do concurso, como por exemplo, os resultados das etapas do processo seletivo, e a convocação dos candidatos para ocupação dos cargos. Serão oferecidas, ao todo, 8.240 vagas.

A seleção

As vagas liberadas estão distribuídas em grupos e atuação no próprio Instituto ou demais órgãos que são vinculados ao INSS.

As oportunidades estão divididas em grupos e atuação no próprio INSS ou demais órgãos vinculados. No momento da inscrição, o candidato poderá escolher o grupo a qual deseja concorrer.

Como já era de se esperar, o maior quantitativo de vagas é para atendimento aos segurados e apoio administrativo. São 7.400 vagas abertas para todos os aposentados e militares no posto máximo de segundo sargento.

Segundo o edital, o concurso é para atender à necessidade temporária de excepcional interesse público. O edital de seleção foi autorizado na última terça-feira, 28 de abril.

Salários

Na seleção do INSS, os salários serão oferecidos conforme o grupo escolhido. Os valores foram distribuídos da seguinte forma:

  • Aos aposentados pelo regime próprio de previdência social da União contratados do Grupo E.1 – valor de R$57,50, por processo concluído.
  • Aos aposentados pelo regime próprio de previdência social da União contratados do Grupo E.2 – valor de R$ 61,72 por perícia realizada.
  • Aos aposentados pelo regime próprio de previdência social da União contratados dos Grupos G.1, G.2, G.3 e G.6 – valor mensal de R$ 2.100.
  • Aos aposentados pelo regime próprio de previdência social da União contratados dos Grupos G.4, G.5, G.7 e G.8 – valor mensal de R$ 4.200.
  • Segundo o edital, aos militares inativos das Forças Armadas contratados dos Grupos G.1 a G.8 será devido o adicional previsto em lei.

Além das remunerações, os profissionais vão receber diárias, quando necessário o deslocamento por interesse do serviço para localidade diversa daquela para a qual tenha sido contratado, auxílio-transporte e auxílio-alimentação.

Cronograma

De acordo com o cronograma do concurso, estão previstas nada menos que sete fases comuns a todos os grupos do edital, desde as inscrições até a homologação do resultado final:

  • Período de inscrição – 04/05/2020 a 10/05/2020
  • Análise das inscrições – 11/05/2020 a 17/05/2020
  • Divulgação da lista de inscritos e resultado preliminar – 18/05/2020
  • Período de interposição de recursos contra o resultado preliminar – 19/05/2020 e 20/05/2020
  • Análise dos recursos – 22/05/2020 a 25/05/2020
  • Divulgação do resultado dos recursos – 26/05/2020
  • Homologação do resultado final – 26/05/2020

Edital Temporários INSS 2020

Como fica o concurso para efetivos?

A contratação de profissionais aposentados e militares é uma proposta do Governo Federal para amenizar a fila de pedidos do benefícios, antes da abertura de um novo concurso.

Leonardo Rolim, presidente do órgão, em entrevista recente ao jornal O Globo, afirmou a necessidade de realização do concurso. Ele, porém, não confirma há previsão de quando isto poderá se concretizar. “Vamos precisar fazer concursos, mas agora não é o momento”, disse.

Está em análise no Ministério da Economia, o novo pedido de concurso para nada menos que 7.888 vagas, distribuídas entre as funções de Técnico do Seguro Social (nível médio – 3.984 vagas), Analista – diversas especialidades (nível superior – 1.692 vagas) e Perito Médico (nível superior – 2.212 vagas).

O cargo de analista tem remuneração de R$ 7.954,09, enquanto que o perito Médico tem ganhos de R$ 10.616,14 mensais. Os rendimentos já contam com o auxílio-alimentação de R$ 458.

O último concurso do órgão, aberto em 2015 para técnicos e analistas, contou com 950 vagas. Foram 1.087.804 candidatos inscritos. Desses, 1.043.815 eram para o cargo de técnico (com 800 vagas) e 43.989 para analista (com 150 vagas).

As oportunidades foram divulgadas da seguintes forma:

-Nível Médio: Técnico do Seguro Social (800 vagas). Salário de R$4.886,87 (chegando a R$ 5.259,87, após seis meses), já incluso as gratificações. Jornada de trabalho de 40 horas semanais.

-Nível Superior: Analista do Seguro Social (150 vagas). Salário de R$7.496,09 (até R$ 7.869,09), já com as gratificações. Jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Técnico: São Paulo (113), Acre (5), Alagoas (14), Amapá (5), Amazonas (34), Bahia (76), Ceará (22), Distrito Federal (10), Espírito Santo (4), Goiás (40), Maranhão (33), Mato Grosso (26), Mato Grosso do Sul (12), Minas Gerais (82), Pará (84), Paraíba (4), Paraná (37), Pernambuco (35), Piauí (2), Rio de Janeiro (17), Rio Grande do Norte (20), Rio Grande do Sul (49), Rondônia (22), Roraima (3), Santa Catarina (32), Sergipe (7) e Tocantins (12);

Analista: São Paulo (18), Acre (6), Alagoas (2), Amapá (3), Amazonas (3), Bahia (22), Ceará (7), Goiás (4), Maranhão (4), Mato Grosso (6), Mato Grosso do Sul (7), Minas Gerais (15), Paraíba (4), Rio Grande do Sul (12), Pará (6), Paraná (3), Pernambuco (3), Piauí (1), Rio de Janeiro (4), Rondônia (5), Roraima (2), Santa Catarina (6), Sergipe (1) e Tocantins (5), além do Distrito Federal (1).

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/noticias-concursos/edital-do-concurso-inss-com-8-230-vagas-temporarias-abre-inscricoes-em-todo-o-pais/

Publicado em

Concurso Polícia Civil PC PR 2020 abre inscrições com 400 vagas

Concurso Polícia Civil PC PR 2020 abre inscrições com 400 vagas

Polícia Civil do Estado do Paraná abriu as inscrições do edital de concurso público (Concurso PC PR 2020) para o preenchimento de 400 vagas imediatas nos cargos de Delegado, Investigador e Papiloscopista. A Fundação de Apoio da Universidade Federal do Paraná (FUNPAR), banca organizadora do certame, recebe os interessados até 02 de junho.

As vagas são destinadas aos cargos de Delegado (50 vagas), Investigador (300 vagas) e Papiloscopista (50 vagas). Os salários chegam a:

  • R$ 18.280,05 para Delegado;
  • R$ 5.588,05 para Investigador; e
  • R$ 5.867,45 para Papiloscopista

Segundo o edital, para concorrer será necessário diploma, devidamente registrado, de conclusão de qualquer curso de graduação de nível superior, no caso dos cargos de Investigador de Polícia e Papiloscopista.

No caso de bacharel em Direito, no cargo de Delegado de Polícia, será necessário formação de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação ou certidão que comprove ter o candidato colado grau e, neste caso, com a comprovação de estar sendo providenciado o registro do diploma, na forma da lei.

Inscrição Concurso PC PR 2020

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 04 de maio e 02 de junho de 2020, no endereço eletrônico oficial da banca organizadora da FUNPAR-UFPR (Fundação da Universidade Federal do Paraná). A taxa de inscrição vai custar:

  • R$ 120,00 (Escrivão e Investigador); e
  • R$ 200,00 (Delegado).

Etapas e Provas do Concurso PC PR 2020

concurso da Polícia Civil do Paraná (PC-PR) vai contar com:

  • a) Prova Objetiva;
  • b) Prova de Conhecimentos Específicos;
  • c) Prova de Títulos;
  • d) Prova de Higidez Física;
  • e) Prova de Aptidão Física;
  • f) Exame de Investigação de Conduta

A prova objetiva do concurso vai ser do tipo múltipla escolha, com cinco alternativas cada, das quais apenas uma deve ser assinalada, sendo avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos. A avaliação objetiva, prevista para ser aplicada no dia 26 de julho de 2020, será de caráter eliminatório e classificatório, sendo constituída da seguinte maneira:

Delegado de Polícia

  • Direito Administrativo – 15 questões
  • Direito Constitucional – 15 questões
  • Direito Penal – 15 questões
  • Direito Processual Penal – 15 questões
  • Legislação Penal Especial – 15 questões
  • Criminologia – 05 questões
  • Direito Civil – 05 questões
  • Direitos Humanos – 05 questões
  • Informática – 05 questões
  • Medicina Legal – 05 questões

Papiloscopista e Investigador

  • Língua Portuguesa – 15 questões
  • Informática – 05 questões
  • Raciocínio Lógico – 05 questões
  • Noções de Direito Administrativo – 05 questões
  • Noções de Direito Constitucional – 05 questões
  • Noções de Direito Penal – 05 questões
  • Noções de Direito Processual Penal – 05 questões
  • Noções de Legislação Penal Especial – 05 questões

Haverá, ainda, prova dissertativa. Para Investigador e Papiloscopista haverá texto dissertativo-argumentativo sobre tema atual, a partir da leitura de um ou mais textos de referência (integral ou fragmento).

Para Delegado haverá a elaboração de Peça Prática consistente em Representação por medida cautelar usualmente utilizada por Delegado de Polícia.

No dia 26 de julho de 2020, na cidade de Curitiba, com início às 13h30min e com duração de 5 (cinco) horas, serão realizadas as provas para todos os cargos, sendo:

a) Delegado de Polícia: Prova Preambular Objetiva; e

b) Investigador de Polícia e Papiloscopista: Prova Preambular Objetiva e Prova de Conhecimentos Específicos.

Exclusivamente para o cargo de Delegado de Polícia, apenas para os candidatos classificados para esta fase, a Prova de Conhecimentos Específicos será realizada no dia 13/09/2020, na cidade de Curitiba, com início às 13h30min e com duração de 5 (cinco) horas.

Prova de títulos

Participarão desta fase, de caráter exclusivamente classificatório, os candidatos classificados conforme estabelecido no edital.

Os candidatos classificados e que possuírem o(s) título(s)/documento(s) conforme discriminado nas tabelas do edital, conforme o cargo, deverão fazer fotocópias dos títulos/documentos, incluindo a grade curricular, autenticá-las em cartório, colocá-las em um envelope lacrado, devidamente identificado com o nome do candidato, número de inscrição e cargo pretendido, e entregá-lo, entre os dias 04/11/2020 e 06/11/2020, das 08h30min até as 17h30min, no seguinte endereço: Núcleo de Concursos da UFPR, Campus I (Agrárias), Rua dos Funcionários, 1540 – Juvevê, CEP 80035-050, Curitiba/PR. Especificar no envelope: Polícia Civil do Paraná – Edital n° 002/2020 – Documentos para a Prova de Títulos.

Prova de higidez física

A data de convocação para a Prova de Higidez Física atenderá aos critérios de conveniência e oportunidade da Administração Pública, sendo obrigação do candidato com expectativa de ser convocado, em face de sua classificação ao final das duas primeiras fases, acompanhar as publicações relacionadas ao Concurso Público na página do NC/UFPR (www.nc.ufpr.br), bem como manter seus dados atualizados.

A convocação para a Prova de Higidez Física será realizada por meio de Edital específico, a ser publicado no endereço eletrônico do NC/UFPR, por meio do qual serão divulgadas as orientações gerais aos candidatos, indispensáveis à realização dessa fase do Concurso Público.

A Prova de Higidez Física terá caráter eliminatório, sendo realizada por Banca Examinadora, consiste na realização de exame médico clínico, de forma presencial, que tem por finalidade avaliar, no conjunto, as condições físicas efetivas do candidato para o exercício da função de policial civil.

Serão consideradas causas incapacitantes, inclusive para candidatos inscritos na categoria pessoa com deficiência, as que impedem o exercício da profissão de Delegado de Polícia, Investigador de Polícia e Papiloscopista.

O candidato que for convocado e não se submeter à realização de exame ou avaliação previstos em Edital ou não comparecer no dia e local definidos por meio de agendamento será desclassificado do Concurso Público.

O candidato deverá providenciar, por conta própria, os seguintes exames:

Exames de Laboratório:

  • a) hemograma completo;
  • b) hepatite C;
  • c) glicemia em jejum;
  • d) gama glutamil transferase;
  • e) parcial de urina;
  • f) ureia;
  • g) creatinina.

Exames de Imagem:

  • a) raios X de tórax com laudo firmado por radiologista;
  • b) avaliação neurológica com realização de EEG e respectivos laudos firmados por neurologista ou neurocirurgião;
  • c) avaliação oftalmológica com realização de teste de acuidade visual e laudo firmado por oftalmologista;
  • d) avaliação otorrinolaringológica com realização de teste de audiometria e respectivos laudos firmados por especialista da área;
  • e) avaliação cardiovascular com realização de ECG e respectivos laudos firmados por cardiologista;
  • f) avaliação ortopédica com atestado médico citando ausência ou possíveis deformidades estruturais e anomalias morfológicas consideradas compatíveis com o exercício das atribuições do cargo ao qual concorre, firmado por especialista da área.

Prova de aptidão física

A data de convocação para a Prova de Aptidão Física atenderá aos critérios de conveniência e oportunidade da Administração Pública, sendo obrigação do candidato com expectativa de ser convocado, em face de sua classificação ao final das duas primeiras fases, acompanhar as publicações relacionadas ao Concurso Público na página do NC/UFPR (www.nc.ufpr.br), bem como manter seus dados atualizados.

TABELA MASCULINA – Idade e performance física mínima objetiva

Prova 21 a 29 anos 30 a 39 anos 40 a 49 anos Mais de 50 anos
Corrida de segmento de 9,14 metros
4 vezes (36,56 metros no total)
11s 11s30 12s 12s30
Flexão abdominal 45 rept/min 42 rept/min 39 rept/min 37 rept/min
Salto em extensão 2m 1,90m 1,80m 1,70m
Impulsão vertical 45cm 40cm 35cm 30cm
Corda (Escalada) 4m 4m 4m 4m
Corrida aeróbica (12min) 2.400m 2.300m 2.200m 2100m

TABELA FEMININA – Idade e performance física mínima objetiva

Prova 21 a 29 anos 30 a 39 anos 40 a 49 anos Mais de 50 anos
Corrida de segmento de 9,14 metros
4 vezes (36,56 metros no total)
12s30 13s 13s30 14s
Flexão abdominal 40rept/min 37 rept/min 34rept/min 31rept/min
Salto em extensão 1,60m 1,50m 1,40m 1,30m
Impulsão vertical 35cm 30cm 25cm 20cm
Corda (Escalada) 4m 4m 4m 4m
Corrida aeróbica (12min) 2.000m 1.900m 1.800m 1.700m

Sobre o curso de formação

Os empossados serão compulsoriamente matriculados no curso de formação técnico-profissional específico a ser ministrado pela Escola Superior de Polícia Civil.

Os matriculados estarão sujeitos às normas regimentais da Escola Superior da Polícia Civil e dos respectivos Cursos de Formação Técnico-Profissional, enquanto vigerem.

A duração, o programa, os critérios de aprovação e a forma de avaliação dos cursos de formação técnico-profissional serão propostos pela Escola Superior de Polícia Civil e aprovados por Deliberação do Conselho da Polícia Civil.

Informações do concurso
  • Concurso: Polícia Civil do Paraná (PC-PR)
  • Banca organizadora: FUNPAR
  • Escolaridade: superior
  • Número de vagas: 400 vagas
  • Remuneração: até R$18 mil
  • Inscrições: entre 04 de maio e 02 de junho de 2020
  • Taxa de Inscrição: R$ 120,00 (Escrivão e Investigador); e R$ 200,00 (Delegado)
  • Provas: 26 de julho de 2020
  • Situação: PUBLICADO

Edital Concurso Polícia Civil PC PR 2020

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-por-estado/concurso-policia-civil-pc-pr-2020-inscricoes/

Publicado em

Concurso DEPEN 2020: Saiu o edital com 309 vagas para nível médio e superior

Concurso DEPEN 2020: Saiu o edital com 309 vagas para nível médio e superior

Saiu o edital. Foi publicado na madrugada desta terça-feira, 05 de maio, o novo edital de concurso público do Departamento Penitenciário Nacional (Concurso DEPEN 2020). De acordo com o documento, são 309 vagas para os cargos de Agente Federal de Execução Penal (médio – 294 vagas) e Especialista Federal em Assistência à Execução Penal (superior – 15 vagas).

O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) tem a responsabilidade do certame. Veja a distribuição por cada cargo:

  • Cargo 1: Especialista Federal em Assistência à Execução Penal – Área: Enfermagem – 09 vagas, sendo 02 para negros e 01 para deficientes.
  • Cargo 2: Especialista Federal em Assistência à Execução Penal – Área: Médico Clínico – 01 vaga.
  • Cargo 3: Especialista Federal em Assistência à Execução Penal – Área: Médico Psiquiatra – 01 vaga.
  • Cargo 4: Especialista Federal em Assistência à Execução Penal – Área: Odontologia – 01 vaga
  • Cargo 5: Especialista Federal em Assistência à Execução Penal – Área: Psicologia – 01 vaga
  • Cargo 6: Especialista Federal em Assistência à Execução Penal – Área: Serviço Social – 01 vaga
  • Cargo 7: Especialista Federal em Assistência à Execução Penal – Área: Terapia Ocupacional – 01 vaga
  • Cargo 8: Agente Federal de Execução Penal – 294 vagas (sendo 59 para negros e 15 para deficientes).

Sobre os cargos do Concurso DEPEN 2020

NÍVEL SUPERIOR

CARGO: ESPECIALISTA FEDERAL EM ASSISTÊNCIA À EXECUÇÃO PENAL

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: realizar atribuições voltadas às atividades de classificação e assistência material, educacional, social e à saúde do preso, internado ou egresso, conforme Lei nº 11.907/2009.

REMUNERAÇÃOR$ 5.865,70 (R$ 4.361,30 referentes ao vencimento básico, acrescido de R$ 1.046,40 referentes à Gratificação de Desempenho de Atividade de Assistência Especializada, de que trata a Lei nº 11.907/2009, e de R$ 458,00 referentes ao auxílio-alimentação).

CARGO 1: ESPECIALISTA FEDERAL EM ASSISTÊNCIA À EXECUÇÃO PENAL – ÁREA: ENFERMAGEM

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Enfermagem, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.

CARGO 2: ESPECIALISTA FEDERAL EM ASSISTÊNCIA À EXECUÇÃO PENAL – ÁREA: MÉDICO CLÍNICO

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Medicina, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.

CARGO 3: ESPECIALISTA FEDERAL EM ASSISTÊNCIA À EXECUÇÃO PENAL – ÁREA: MÉDICO PSIQUIATRA

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Medicina, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, acrescido de especialização em Psiquiatria, e registro no órgão de classe.

CARGO 4: ESPECIALISTA FEDERAL EM ASSISTÊNCIA À EXECUÇÃO PENAL – ÁREA: ODONTOLOGIA

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Odontologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.

CARGO 5: ESPECIALISTA FEDERAL EM ASSISTÊNCIA À EXECUÇÃO PENAL – ÁREA: PSICOLOGIA

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Psicologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.

CARGO 6: ESPECIALISTA FEDERAL EM ASSISTÊNCIA À EXECUÇÃO PENAL – ÁREA: SERVIÇO SOCIAL

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Serviço Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.

CARGO 7: ESPECIALISTA FEDERAL EM ASSISTÊNCIA À EXECUÇÃO PENAL – ÁREA: TERAPIA OCUPACIONAL

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Terapia Ocupacional, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.

NÍVEL MÉDIO

CARGO 8: AGENTE FEDERAL DE EXECUÇÃO PENAL

REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível médio, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo órgão competente, e Carteira Nacional de Habilitação ou permissão para conduzir veículos automotores de, no mínimo, categoria “B”, válida e sem impedimentos, e que não possua observação de adaptação veicular ou restrição de locais e(ou) horário para dirigir.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: exercer atividades de atendimento, vigilância, custódia, guarda, escolta, assistência e orientação de pessoas recolhidas aos estabelecimentos penais e de internamento federais, integrantes da estrutura do Departamento Penitenciário Nacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e das atividades de natureza técnica, administrava e de apoio a elas relacionadas, conforme a Lei nº 10.693/2003 e a Lei nº 11.907/2009, ambas alteradas pela Lei nº 13.327/2016.

REMUNERAÇÃO INICIAL: R$ 6.030,23 (R$ 4.170.63 referentes ao vencimento básico, acrescida de R$ 1.401,60 referentes à Gratificação de Desempenho de Atividade de Agente Federal de Execução Penal, de que trata a de que trata a Lei nº 11.907, de 2009 e de R$ 458,00 referentes ao auxílio- alimentação).

Lotação

Os candidatos serão lotados na sede do DEPEN, em Brasília/DF, ou em uma das cinco penitenciárias federais, localizadas em Brasília/DF, Campo Grande/MS, Catanduvas/PR, Mossoró/RN e Porto Velho/RO, conforme interesse e necessidade da administração.

Inscrição Concurso DEPEN 2020

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 15 de maio e 05 de junho de 2020, no site oficial da banca organizadora do concurso (http://www.cebraspe.org.br/concursos/depen_20). A taxa de inscrição vai custar:

  • a) Especialista Federal em Assistência à Execução Penal – Cargos/áreas 1 a 7: R$ 130,00;
  • b) Agente Federal de Execução Penal – Cargo 8: R$ 120,00.

Somente será admitida uma inscrição por cargo/área/turno de provas.

Segundo o edital, durante o período de inscrição, a solicitação de inscrição feita para os cargos de Especialista Federal em Assistência à Execução Penal ou para o cargo de Agente Federal de Execução Penal poderá ser alterada no que diz respeito a cidade de realização das provas, área, sistema de concorrência e atendimento especial, sendo vedada a alteração entre os cargos de Especialista Federal em Assistência à Execução Penal e de Agente Federal de Execução Penal.

Isenção da taxa de inscrição

Haverá isenção total do valor da taxa de inscrição somente para os candidatos amparados pelo Decreto nº 6.593, de 2 de outubro de 2008, e pelo Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007, ou pela Lei nº 13.656, de 30 de abril de 2018.

É de responsabilidade exclusiva do candidato, sob pena de não concessão, a correta indicação, no sistema de inscrição, da possibilidade de isenção que pretenda pleitear, bem como a correta apresentação da respectiva documentação.

Para solicitar a isenção de taxa de inscrição, os candidatos amparados no edital deverão, no período estabelecido (de 15 de maio de 2020 a 05 de junho de 2020, das 10 horas do primeiro dia às 18 horas do último dia), no site oficial da banca. O candidato deverá proceder conforme subitem 7.4.8.2.1 do edital ou enviar, via upload, a imagem legível da documentação de que trata o subitem e 7.4.8.2.2 do edital edital, conforme o caso em que se enquadra.

Etapas Concurso DEPEN 2020

concurso DEPEN 2020 vai contar com as seguintes etapas:

  • a) provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade do Cebraspe, com o apoio do DEPEN;
  • b) prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade do Cebraspe, com o apoio do DEPEN;
  • c) exame de aptidão física, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe, com o apoio do DEPEN;
  • d) avaliação de saúde, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe, com o apoio do DEPEN;
  • e) avaliação psicológica, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe, com o apoio do DEPEN;
  • f) investigação social, de caráter eliminatório, de responsabilidade do DEPEN, com apoio do Cebraspe.

A segunda etapa do concurso vai consistir no curso de formação profissional (CFP), de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade do DEPEN, com apoio do Cebraspe, a ser realizado em local previamente indicado no edital de convocação para essa etapa.

Todas as fases da primeira etapa, a avaliação biopsicossocial dos candidatos que solicitarem concorrer às vagas reservadas às pessoas com deficiência e o procedimento de verificação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas aos candidatos negros serão realizadas nas 26 capitais das unidades da Federação, no Distrito Federal e nas cidades de Catanduvas/PR e Mossoró/RN.

Provas Concurso DEPEN 2020

As provas objetivas e a prova discursiva para os cargos/áreas de Especialista Federal em Assistência à Execução Penal terão a duração de 4 horas e 30 minutos e serão aplicadas no dia 06 de setembro de 2020, no turno da manhã.

As provas objetivas e a prova discursiva para os cargos de Agente Federal de Execução Penal terão a duração de 4 horas e 30 minutos e serão aplicadas no dia 06 de setembro de 2020, no turno da tarde.

As provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, valerão 120,00 pontos e abrangerão os objetos de avaliação constantes no edital.

Para o cargo de Especialista

  • 40 questões de Conhecimentos Básicos
  • 50 questões de Conhecimentos Específicos
  • 30 questões de conhecimentos Complementares

Para Agente Penal

  • 30 questões de Conhecimentos Básicos
  • 50 questões de Conhecimentos Específicos
  • 40 questões de conhecimentos Complementares

Critérios de avaliação

Para os cargos de Especialista Federal em Assistência à Execução Penal, será reprovado nas provas objetivas e eliminado do concurso público o candidato que se enquadrar em pelo menos um dos itens a seguir:

  • a) obtiver nota inferior a 8,00 pontos na prova objetiva de conhecimentos básicos P1;
  • b) obtiver nota inferior a 10,00 pontos na prova objetiva de conhecimentos específicos P2;
  • c) obtiver nota inferior a 6,00 pontos na prova objetiva de conhecimentos complementares P3;
  • d) obtiver NFPO < 36,00 pontos, nos termos definidos no subitem 9.11.7 do edital.

Para o cargo de Agente Federal de Execução Penal, será reprovado nas provas objetivas e eliminado do concurso público o candidato que se enquadrar em pelo menos um dos itens a seguir:

  • a) obtiver nota inferior a 6,00 pontos na prova objetiva de conhecimentos básicos P1;
  • b) obtiver nota inferior a 10,00 pontos na prova objetiva de conhecimentos específicos P2;
  • c) obtiver nota inferior a 8,00 pontos na prova objetiva de conhecimentos complementares P3;
  • d) obtiver NFPO < 36,00 pontos, nos termos definidos no subitem 9.11.8 do edital.

Prova discursiva

A prova discursiva vai ter valor de 20,00 pontos e vai consistir na redação de texto dissertativo, de até 30 linhas.

Segundo o edital, a prova discursiva vai avaliar o conteúdo (conhecimento do tema), a capacidade de expressão na modalidade escrita e o uso das normas do registro formal culto da Língua Portuguesa. O candidato deverá produzir, conforme comando formulado pela banca examinadora, texto dissertativo, primando pela coerência e pela coesão.

A prova discursiva de cada candidato será submetida a duas avaliações: uma avaliação de conteúdo e uma avaliação do domínio da modalidade escrita da Língua Portuguesa.

A avaliação de conteúdo será feita por pelo menos dois examinadores. A nota de conteúdo do candidato será obtida pela média aritmética de duas notas convergentes atribuídas por examinadores distintos.

Duas notas de conteúdo da prova discursiva serão consideradas convergentes se diferirem entre si em até 25% da nota máxima de conteúdo possível na prova discursiva.

Teste de Aptidão Física (TAF)

O exame de aptidão física do concurso DEPEN 2020 será realizado por candidatos habilitados por atestado médico específico. A etapa constará dos testes especificados a seguir:

I – para o cargo de Agente Federal de Execução Penal:

  • a) teste de flexão em barra fixa, teste dinâmico de barra fixa, como primeira avaliação para candidatos do sexo masculino, e teste estático de barra fixa, como primeira avaliação para candidatas do sexo feminino;
  • b) teste de flexão abdominal, como segunda avaliação;
  • c) teste de impulsão horizontal, como terceira avaliação; e
  • d) teste de corrida de 12 minutos, como quarta e última avaliação.

II – para o cargo de Especialista Federal em Assistência à Execução Penal:

  • a) teste de flexão abdominal, como primeira avaliação;
  • b) teste de corrida de 12 minutos, como segunda e última avaliação.

Curso de Formação Depen 2020

O Curso de Formação Profissional (CFP), de caráter eliminatório e classificatório, vai ser regulado pelo edital, pelos diplomas legais vigentes e pelo edital específico e pelo Regulamento do Curso de Formação Profissional do Departamento Penitenciário Nacional para os cargos de Especialista Federal em Assistência à Execução Penal e de Agente Federal de Execução Penal.

O CFP será realizado em local a ser indicado quando da convocação para essa etapa, em edital específico, exigindo-se do aluno tempo integral com frequência obrigatória e dedicação exclusiva.

As atividades do CFP terão a duração definida no edital de convocação para essa etapa e poderão desenvolver-se nos turnos diurno e noturno, inclusive aos sábados, domingos e feriados.

A critério do DEPEN, o candidato aprovado e classificado dentro do número de vagas existentes será convocado para participar do CFP, a ser realizado em local informado na forma do subitem 18.2 deste edital.

O candidato regularmente matriculado no CFP/DEPEN fará jus, a título de auxílio financeiro, a 50% da remuneração inicial mensal do cargo/área, sobre a qual incidirão os descontos legais, ressalvado o direito de opção pela percepção do vencimento e das vantagens do cargo efetivo de servidor público federal, nos termos do art. 14 da Lei nº 9.624, de 2 de abril de 1998.

Sobre o DEPEN

Ao Departamento Penitenciário Nacional cabe exercer as competências estabelecidas nos art. 71 e art. 72 da Lei no 7.210, de 11 de julho de 1984, e, especificamente: I – planejar e coordenar a política nacional de serviços penais; II – acompanhar a fiel aplicação das normas de execução penal no território nacional; III – inspecionar e fiscalizar periodicamente os estabelecimentos e os serviços penais; IV – assistir tecnicamente aos entes federativos na implementação dos princípios e das regras da execução penal; V – colaborar com os entes federativos: a) na implantação de estabelecimentos e serviços penais; b) na formação e na capacitação permanente dos trabalhadores dos serviços penais; e c) na implementação de políticas de educação, de saúde, de trabalho, de assistência cultural e de respeito à diversidade, para promoção de direitos das pessoas privadas de liberdade e dos egressos do sistema prisional; VI – coordenar e supervisionar os estabelecimentos penais e de internamento federais; VII – processar, analisar e encaminhar, na forma prevista em lei, os pedidos de indultos individuais; VIII – gerir os recursos do Fundo Penitenciário Nacional; IX – apoiar administrativa e financeiramente o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária; e X – autorizar os planos de correição periódica e determinar a instauração de procedimentos disciplinares no âmbito do Departamento.

Informações do concurso
  • Concurso: DEPEN
  • Banca organizadora: CEBRASPE
  • Escolaridade: médio e superior
  • Número de vagas: 309
  • Remuneração: Até R$ 6.030,23
  • Inscrições: entre 15 de maio e 05 de junho de 2020
  • Taxa de Inscrição: R$120 (nível médio) e R$130 (nível superior)
  • Provas: 06 de setembro de 2020 (manhã e tarde)
  • Situação: PUBLICADO

EDITAL CONCURSO DEPEN 2020

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-abertos/concursos-federais/concurso-depen-2020-saiu-o-edital-com-309-vagas-para-nivel-medio-e-superior-ate-r-6-03023/

Publicado em

Concurso TJ RJ 2020: Inscrições abertas com 160 vagas para técnicos e analistas

Concurso TJ RJ 2020: Inscrições abertas com 160 vagas para técnicos e analistas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro faz saber aos interessados a abertura de um novo edital de concurso público (Concurso TJ RJ 2020) para o preenchimento de 160 vagas, sendo 85 para técnico judiciário, de nível médio, e 75 para analista judiciário, de nível superior em áreas específicas. Os salários oferecidos podem chegar a até R$9 mil.

Do quantitativo de vagas, haverá reserva para ampla concorrência, negros ou índios, pessoas com deficiência e hipossuficientes. As contratação serão feitas sob regime escriturário, que prevê estabilidade empregatícia.

Cargos e vagas do concurso TJ RJ 2020

As vagas do concurso TJ-RJ 2020 para o cargo de Técnico Judiciário estão distribuídas para o Rio de Janeiro (30 vagas), Niterói (09 vagas), Petrópolis (07 vagas), Duque de Caxias (08 vagas), Volta Redonda (06 vagas), Campos dos Goytacazes (07 vagas); Vassouras (01 vaga); Itaguaí (05 vagas); Nova Friburgo (04 vagas); Itaperuna (01 vaga) e Cabo Frio (04 vagas).

Quem tem apenas nível médio completo poderá se inscrever no cargo de técnico de atividade judiciária sem especialidade. Os salários chegam a R$5.556,06, composto de R$3.870,06, auxílio-alimentação de R$1.290 e auxílio-locomoção de R$396 (R$18 por dia útil, considerando 22 dias úteis).

Para nível superior, o concurso do TJ-RJ traz vagas para a função de Analista Judiciário – Sem Especialidade. O cargo requer graduação em Administração, Direito ou Economia. Os salários chegam a R$8.059.89, sendo R$6.373,89 de salário-base, R$1.290 de auxílio-alimentação e R$396 de auxílio-locomoção (R$18 por dia útil, considerando 22 dias úteis).

Além disso, o edital traz vagas para Analista Judiciário nas áreas de contador; psicólogo; assistente social; comissário da infância, juventude e idoso; médico; médico psiquiatra; analista de negócios; analista de infraestrutura; analista de projetos; analista de segurança da informação; analista de gestão de TIC; analista de sistemas. Os cargos exigem graduação específica. O salário é de R$8.059.89.

concurso TJ-RJ 2020 ainda conta com vagas para Analista Judiciário – execução de mandados, conhecido como oficial de justiça. Para se candidatar, o candidato precista ter nível superior em Direito. Os salários chegam a R$9.972,05, já que recebem também a Gratificação de Atividade Externa (GAE). Essa representa 30% sobre o vencimento oferecido ao cargo (R$1.912,16).

As vagas de Analista são para o Rio de Janeiro; Niterói; Petrópolis; Duque de Caxias; Volta Redonda; Campos dos Goytacazes; Vassouras; Itaguaí; Nova Friburgo; Itaperuna e Cabo Frio, a depender de cada especialidade.

Técnico de Atividade Judiciária
Praticar os atos necessários ao impulsionamento oficial dos processos judiciais e administrativos, observando os comandos e rotinas automatizadas, disponibilizados pelos sistemas e a normatização interna do Poder Judiciário.

Analista Judiciário – Execução de Mandados
Realizar diligências externas relacionadas com a prática de atos de comunicação processual e de execução, tais como: cumprir pessoalmente as ordens de citação, intimação, prisão, penhora, arresto e demais diligências próprias de seu ofício, certificando no mandado o ocorrido, com menção de lugar, dia e hora, na presença de duas testemunhas, sempre que possível; executar as ordens do magistrado a que estiver subordinado; entregar o mandado, depois de cumprido, na serventia, dentro do prazo estabelecido.

Analista Judiciário – Comissário de Justiça da Infância, da Juventude e do Idoso
Exercer funções de fiscalização, de garantia, de cunho sócio-educativo em geral e de proteção dos direitos da criança, do adolescente e do idoso, desenvolver trabalhos de prevenção, aconselhamento, orientação, acompanhamento técnico à criança, ao adolescente e ao idoso, fornecer subsídios para instruir processos, judiciais e administrativos, que auxiliem na tomada de decisões.

Inscrição Concurso TJ RJ 2020

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 09 e 30 de março de 2020, no site do Cebraspe (antigo Cespe/UnB), banca organizadora. A taxa de inscrição vai custar R$80 para técnico judiciário e R$100 para analista judiciário.

O pagamento da taxa poderá ser efetuado até 29 de abril.

Vale lembrar que é possível se inscrever para mais de um cargo no concurso do TJ-RJ, desde que o horário de aplicação das provas não coincida.

Provas Concurso TJ RJ 2020

concurso do TJ-RJ vai contar com provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, a ser realizado para todos os cargos. A avaliação será aplicada no dia 21 de junho (conforme retificação), em dois turnos, sendo na manhã para analista e pela tarde para técnico.

A alteração na data das provas acabou alterando, também, a disponibilização dos locais de provas, que agora será no dia 06 de junho. Os gabaritos preliminares das provas objetivas serão liberados no dia 24 de junho. O resultado provisório vai sair no dia 14 de agosto.

Segundo o edital publicado, apenas os candidatos de Analista serão submetidos, no mesmo dia, a prova discursivas, de caráter eliminatório e classificatório. A etapa vai consistir em estudo de caso, redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, a respeito de temas relacionados aos conhecimentos específicos de cada especialidade.

As provas serão aplicadas em Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Duque de Caxias, Itaguaí, Itaperuna, Niterói, Nova Friburgo, Petrópolis, Rio de Janeiro, Vassouras e Volta Redonda.

Segundo o edital, em ambos os casos, as avaliações objetivas serão compostas por questões de múltipla escolha com cinco opções (A, B, C, D e E).

As avaliações objetivas vão ter o valor de 60 pontos, sendo habilitado quem obtiver o mínimo de 10 pontos em Conhecimentos Gerais e 20 em Conhecimentos Específicos.

Os classificados no cargo de analista vão passar, ainda, por prova de títulos. A validade do concurso vai ser de dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período. Durante esse período, o órgão poderá convocar aprovados para suprir a necessidade de novos servidores.

Os excedentes podem ser convocados, uma vez que há um grande número de desligamentos no tribunal. Atualmente, o órgão registra 645 cargos de analista judiciário e 128 de técnico de atividade judiciária desocupados.

Informações do concurso
  • Concurso: Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ)
  • Banca organizadora: CEBRASPE
  • Escolaridade: médio e superior
  • Número de vagas: 160
  • Remuneração: até R$9 mil
  • Inscrições: entre 09 e 30 de março
  • Taxa de Inscrição: R$80 para técnico judiciário e R$100 para analista judiciário
  • Provas: 21 de junho de 2020
  • Situação: PUBLICADO

EDITAL TJ RJ 2020 – Técnico

EDITAL TJ RJ 2020 – Analista

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-por-estado/concurso-tj-rj-edital-2020-inscricoes/

Publicado em

Concurso Polícia Civil PC PR: Edital com 400 vagas tem banca contratada

Concurso Polícia Civil PC PR: Edital com 400 vagas tem banca contratada

Polícia Civil do Estado do Paraná vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso PC PR). A  banca organizadora do novo concurso da corporação será a Fundação de Apoio da Universidade Federal do Paraná (FUNPAR). O contrato com a banca organizadora foi divulgado no Diário Oficial desta quinta-feira, 12 de março.

“Logo, logo, teremos a notícia do concurso da Polícia Civil, que faremos também com toda honra”, disse o reitor da Universidade.  A banca também será responsável pelo concurso da PM-PR e Bombeiros-PR.

Serão abertas nada menos que 400 vagas para PC-PR. A seleção foi autorizada oficialmente em novembro.

O edital do concurso PC-PR 2020 contará com 400 vagas distribuídas entre os cargos de Investigador (300), Papiloscopista (50) e Delegado (50). No momento, o concurso ainda não tem data para ser publicado. Segundo informações da assessoria da PC-PR, os trâmites estão sob responsabilidade da Secretaria de Segurança Pública (Sesp).

O Concurso PC PR 

Para concorrer ao cargo de Investigador exige formação em qualquer curso de graduação de nível superior e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria B ou superior. O salário é de R$ 5.478,49.

O cargo de Papiloscopista também exige nível superior. A remuneração inicial do cargo é de R$5.752,41, após aprovação no concurso público.

A função de Delegado exige bacharelado em Direito. A remuneração inicial passa dos R$13 mil mensais. Os policiais ainda têm direito a diversos benefícios e gratificações.

Últimos concursos da PC PR

O último edital de Investigador da Polícia Civil do Paraná foi divulgado em 2009 pela Coordenadoria de Processos Seletivos da Universidade Estadual de Londrina (COPS). Além das vagas de Investigador, o edital contou com vagas para Escrivão e Papiloscopista. Todas as fases do certame foram realizadas em Curitiba, inclusive nos casos de condições especiais.

O concurso contou com:

Prova Preambular de Conhecimentos Gerais (de caráter eliminatório e classificatório);
Prova de Conhecimentos Específicos (de caráter eliminatório e classificatório);
Prova de Higidez Física (de caráter eliminatório);
Prova de Aptidão Física (de caráter eliminatório);
Prova de Investigação de Conduta (de caráter eliminatório).

A prova objetiva do concurso contou com 50 questões, sendo 25 de conhecimentos gerais e 25 de conhecimentos específicos, sendo considerados aprovados, os candidatos que acertassem no mínimo 13 questões e nota 5,2 em cada prova uma das provas (gerais e específicos).

A avaliação de conhecimentos gerais contou com questões de Língua Portuguesa (10), Economia e Demografia Paranaense (07), Noções de Informática (04) e Raciocínio Lógico (04). Já a prova de Conhecimentos Específicos contou com questões de Noções do Estatuto da Polícia Civil (05), Noções de Direito Penal (04), Noções de Direito Constitucional (04), Noções de Direito Administrativo (04), Noções de Direito Processual Penal (04) e Noções de Legislação Específica (04).

A prova de aptidão física contou com corrida de segmento, flexão abdominal, salto em extensões, impulsão vertical, escalada (rede de abordagem) e corrida aeróbica (12 minutos).

Para o cargo de Escrivão, o último edital foi divulgado em 2018 para o preenchimento de 100 vagas. Sob organização da Universidade Estadual de Londrina (UEL), o certame contou com 30 vagas para Curitiba (capital) 20 para a região metropolitana; e 50 para cidades localizadas no interior do estado.

Para concorrer a uma das vagas, o candidato precisou ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de qualquer curso de graduação de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação ou certidão que comprove ter o candidato colado grau e, neste caso, com a comprovação de estar sendo providenciado o registro do diploma, na forma da lei.

O salário do cargo foi de R$ 5.752,41 (cinco mil setecentos e cinquenta e dois reais e quarenta e um centavos), por jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Informações do concurso

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-previstos/concurso-policia-civil-pc-pr-2020/

Publicado em

Concurso Polícia Civil PC RN 2020: Edital com 301 vagas em breve

Concurso Polícia Civil PC RN 2020: Edital com 301 vagas em breve

A expectativa de abertura do edital do concurso público da Polícia Civil do Rio Grande do Norte (Concurso PC RN 2020) é grande. Nesta sexta-feira, 13 de março, a foi divulgado no Diário Oficial a comissão especial que vai ficar responsável pelo certame da corporação. A equipe foi designada pela delegada-geral da PC-RN, Ana Claudia Saraiva, um dia após o concurso ser autorizado oficialmente.

Segundo a portaria, o grupo de trabalho vai contar com os seguintes membros:

  • Fábio Augusto de Castro Cavalcanti (presidente);
  • Josiel Pereira da Silva (membro);
  • Herlânio Pereira da Cruz (membro);
  • Paoulla Benevides Maués (membro);
  • Carolina de Souza Campos (membro);
  • Edilza Faustino de Lima Silveira (membro); e
  • Thiago Cortez Meira de Medeiros (membro da Ordem dos Advogados do Brasil).

O edital de concurso foi autorizado oficialmente na última quinta-feira, 12 de março, quando foi publicado o documento no Diário Oficial com 301 vagas. O edital deve ser publicado em até 180 dias.

Segundo o documento de autorização do concurso PC/RN, o edital vai contar com vagas para agente de polícia, delegado e escrivão. Até dezembro de 2019, estavam previstas 302 vagas, sendo 235 para agente, 41 para delegado e 26 para escrivão.

O aval de autorização, no entanto, conta com um número menor do que anunciado em janeiro. Na ocasião, a delegada-geral da PC-RN, Ana Claudia Saraiva, chegou a anunciar que seriam oferecidas mais de 400 oportunidades no próximo edital.

O quadro de servidores do órgão é de 5 mil servidores. No entanto, a corporação conta atualmente com apenas 1.360. Desta forma, a expectativa é de que diversas outras vagas sejam preenchidas durante o prazo de validade do concurso.

No dia 02 de janeiro, após a aula inaugural do curso de formação dos novos policiais militares, a governadora do Estado, Fátima Bezerra, confirmou novo concurso da corporação.

De acordo com a chefe do executivo estadual, um novo processo está sendo realizado, mas o cronograma já está fechado. Em suas redes sociais, ela publicou um vídeo na presença da delegada geral da Polícia Civil, Ana Cláudia Saraiva, e da secretária de Estado de Administração e Recursos Humanos, Virgínia Ferreira, que falaram sobre o novo concurso.

“A nossa intenção é já em agosto começarmos a formação. Em abril, então, após a a contratação da empresa, será lançado o edital. Então, em 2021, iniciaremos já com a contratação dos novos policiais civis, após os quatro meses do período de formação”, disse a delegada geral.

Para concorrer aos cargos será necessário nível superior em qualquer área, com exceção do cargo de delegado, que exige, ainda, formação específica na área de Direito.

O documento com o nome da banca organizadora do certame não foi publicado no Diário Oficial do Estado em outubro, como previsto pela corporação.

De acordo com Fátima, o novo concurso será realizado até o término de sua gestão. “Vamos realizar o concurso para Polícia Civil na nossa gestão. Inclusive a Secretaria de Administração já está tratando de todos os preparativos. A comissão já foi formada para começar a formatar a questão do concurso. Esta semana ainda vamos entregar um investimento para Polícia Civil de R$ 2 milhões”, disse Fátima.

Os salários do cargo de delegado chegam a R$18.752,13 para delegado especial, R$ 16.876,92 para delegado 3ª classe, R$ 15.189,23 para delegado 2ª classe, R$ 13.670,30 para delegado 3ª classe e R$ 12.303,27 para delegado substituto.

Para a agente e escrivão, os ganhos iniciais são de R$6.266,65 para categoria especial, R$5.222,20 para 1ª classe, R$4.351,84 para a 2ª classe, R$3.626,54 para a 3ª classe e R$3.022,11 para a 4ª classe.

Sobre os cargos

O cargo de Delegado requer diploma, devidamente registrado, de bacharel em Direito, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação. O delegado terá missão de instaurar e presidir inquéritos policiais e demais procedimentos que se iniciem na Polícia Judiciária, destinados a apurar a materialidade e a autoria das infrações penais; exercer atribuições previstas na legislação processual penal de competência da autoridade policial; requisitar a realização de prova pericial, quando necessária, ou de quaisquer outros exames que julgar imprescindíveis à elucidação do fato; prestar às autoridades judiciárias as informações necessárias à instrução e ao julgamento dos processos penais sob sua direção; entre outras atribuições.

O Agente de Polícia do Rio Grande do Norte, conforme o último edital, tem exigência de diploma, devidamente registrado, de graduação em nível superior, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação. O Agente tem missão de levantar todas as informações que conduzam ao esclarecimento dos delitos denunciados, subsidiando o Delegado de Polícia Civil com os elementos necessários para a conclusão do inquérito policial; efetuar prisões em flagrante, busca pessoal e apreensões; cumprir mandados expedidos pela autoridade policial competente; dirigir, conforme habilitação e de acordo com a devida designação, veículos automotores em missões policiais e no desempenho de atividades nos diversos setores da Polícia Civil; entre outras tarefas.

Por fim, o cargo de Escrivão de Polícia Civil exige diploma, devidamente registrado, de graduação em nível superior, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação. O cargo tem missão de dar cumprimento às formalidades processuais, na lavratura de autos, termos, mandados e demais atos próprios do seu ofício definidos em lei; lavrar autos de prisão em flagrante delito, autos de exibição e apreensão em flagrante delito e termos e boletins circunstanciados de ocorrência, quando determinado pela autoridade policial; elaborar termos de entrega de objetos e valores apreendidos, de ordem da autoridade policial; reduzir a termo as declarações, os interrogatórios, os depoimentos, os autos de prisão em flagrante, as acareações, os reconhecimentos, as resistências, as reconstituições, os recolhimentos e outros procedimentos policiais assemelhados; entre outras.

O último concurso

O último concurso da Polícia Civil do Rio Grande do Norte aconteceu em 2008. Na época, foram oferecidas 438 vagas, nos cargos de Escrivão (107), Agente (263) e Delegado (68). Os salários oferecidos chegaram a R$ 2.085,78 para Agente e Escrivão, enquanto o Delegado contava com remuneração inicial de R$ 7.957,18.

A prova do concurso foi composta por 100 questões de múltipla escolha, abrangendo Conhecimentos Básicos (30) e Conhecimentos Específicos (70). Em conhecimentos básicos para todos os cargos, foram cobrados conhecimentos nas matérias de Língua Portuguesa, Noções de Informática e Atualidades.

Já para Conhecimento Específicos, a exigência foi de acordo com o cargo, conforme disposto a seguir:

Delegado: Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Civil, Direito Tributário e Financeiro, Direito Penal, Direito Processual Penal, Legislação Complementar à Matéria Penal e Processual Penal, Medicina Legal, Noções de Criminalística e Lei Orgânica e Estatuto da Polícia Civil do Rio Grande do Norte.

Agente e Escrivão: Noções de Criminalística, Noções de Medicina Legal, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal, Noções de Direito Processual Penal, Legislação Complementar à Matéria Penal e Processual Penal e Lei Orgânica e Estatuto da Polícia Civil do Rio Grande do Norte.

As questões das provas escritas objetivas foram do tipo múltipla escolha, com cinco opções (A, B, C, D e E) e uma única resposta correta, de acordo com o comando da questão. Haverá, na folha de respostas, para cada questão, cinco campos de marcação: um campo para cada uma das cinco opções A, B, C, D e E, sendo que o candidato deverá preencher apenas aquele correspondente à resposta julgada correta, de acordo com o comando da questão.

A prova escrita discursiva teve valor de 10,00 pontos e consistiu na elaboração de um texto de, no máximo, 30 linhas, acerca dos objetos de avaliação constantes no edital.

A prova escrita discursiva tem o objetivo de avaliar o conteúdo – conhecimento do tema, a capacidade de expressão na modalidade escrita e o uso das normas do registro formal culto da Língua Portuguesa. O candidato precisou produzir, com base em temas formulados pela banca examinadora, texto narrativo, descritivo ou dissertativo, primando pela coerência e pela coesão.

A prova escrita discursiva deverá ser feita pelo próprio candidato, à mão, em letra legível, com caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, não sendo permitida a interferência e(ou) a participação de outras pessoas, salvo em caso de candidato a quem tenha sido deferido atendimento especial para a realização das provas. Nesse caso, se houver necessidade, o candidato será acompanhado por um agente do CESPE/UnB devidamente treinado, para o qual deverá ditar o texto, especificando oralmente a grafia das palavras e os sinais gráficos de pontuação.

Avaliação Física

A avaliação física, de caráter eliminatório, avaliou se o candidato esteve em condições físicas plenas para desempenhar as tarefas inerentes aos cargos de Delegado de Polícia Civil Substituto e de Agente de Polícia Civil Substituto.

O candidato foi considerado apto ou inapto na avaliação física. A avaliação física consistiu em submeter o candidato aos seguintes testes: BARRA, FLEXÃO ABDOMINAL e CORRIDA DE DOZE MINUTOS, conforme sexo do candidato.

MASCULINO FEMININO
Barra dinâmico – mínimo de 5 repetições Barra estático – mínimo de 15 segundos
Flexão abdominal – mínimo de 35 repetições Flexão abdominal – mínimo de 26 repetições
Corrida de 12 minutos – distância mínima de 2.100m Corrida de 12 minutos – distância mínima de 1.600m
Informações do concurso
  • Concurso: Polícia Civil do Rio Grande do Norte
  • Banca organizadora: a definir
  • Escolaridade: superior
  • Número de vagas: 301
  • Remuneração: a definir
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO
  • Link do último edital

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-por-area/concursos-seguranca-publica/concurso-policia-civil-pc-rn-2020/

Publicado em

Concurso PM e Bombeiros PR 2020: Banca é contratada para 2.400 vagas

Concurso PM e Bombeiros PR 2020: Banca é contratada para 2.400 vagas

Polícia Militar do Estado do Paraná vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso PM PR 2020) com 2 mil vagas. Foi divulgado no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 06 de março, o contrato com a Fundação de Apoio da Universidade Federal do Paraná (FUNPAR) para organização do certame, que está previsto para ser publicado até o dia 20 de março.

O contrato com a banca foi assinado no dia 03 de março no gabinete de Gestão e Informações do Palácio Iguaçu, em Curitiba. O governador iniciou o anúncio do concurso agradecendo ao apoio dos parlamentares e da própria Polícia Militar do Paraná. “Não se faz Segurança Pública sem a força física. Com esse compromisso, nós damos hoje início ao concurso público com mais de 2.400 profissionais que vão equipar e colaborar com a nossa Polícia Militar do Paraná”, disse.

A expectativa do Núcleo de Concursos da UFPR, banca organizadora, é receber cerca de 150 mil inscrições. O número é quatro vezes maior que o número de pessoas que prestaram o último vestibular da instituição, que teve 38 mil inscritos. O último edital da PM foi aberto em 2013 com 120 mil inscritos.

A banca organizadora também vai organizar o concurso para o Corpo de Bombeiros do Paraná com 400 vagas.

“Cujo objeto é a prestação de serviços técnicos especializados de planejamento e execução de concurso público para provimento de cargos de soldados policiais militares (PM) e soldados bombeiros militares (BM), para a Polícia Militar do Paraná (PMPR). Contratada: Fundação da Universidade Federal do Paraná para o Desenvolvimento da Ciência, TEC,” diz o texto.

Em outubro, quando autorizou o concurso, o governador também falou sobre a abertura do concurso. “Esse era um compromisso assumido que estamos concretizando. O reforço no policiamento vai contribuir para que o Paraná siga perseguindo índices de criminalidade cada vez menores”, disse o Ratinho Júnior durante a assinatura.

No dia 04 de setembro, o governador do Estado já havia anunciado a autorização dos concursos da PM, Polícia Civil, Bombeiros e Depen-PR. Ao todo, foram mais de 2.800 vagas autorizadas.

O Concurso PM PR 2020

Para concorrer a uma das vagas do concurso da PM-PR, o candidato deverá ter diploma, devidamente registrado, de conclusão do Ensino Médio em escola pública ou particular reconhecida pelos órgãos oficiais de ensino, ter no máximo 30 (trinta) anos de idade na data do primeiro dia da inscrição, ou seja, não ter completado 31 (trinta e um) anos no primeiro dia de inscrições, e os demais critérios para a posse previstos no edital. A remuneração inicial é de R$ 4.180,07.

Policial tem missão de desempenho do policiamento ostensivo e outras missões necessárias à preservação da ordem pública. A contratação é realizada sob regime estatutário, em conformidade com a legislação constitucional e infraconstitucional aplicável.

O Deputado Mauro Moraes publicou em seu site oficial a atual situação da corporação. “E a previsão para o próximo ano é de que pelo menos 1.500 policiais estarão na reserva em decorrência do veto do Governo ao abono permanência para quem completa 25 anos de serviço. Por isso a necessidade de realização de um concurso em breve. É preciso levar em consideração o tempo entre a realização de um processo de seleção e a escola. A reposição de aposentadoria leva pelo menos dois anos para acontecer na prática, quando o policial está apto a trabalhar na rua”, diz o texto

“Não podemos aguardar sequer por mais um ano para iniciar a primeira fase desse processo seletivo. As políticas de segurança pública ficariam absolutamente comprometidas”, finaliza o deputado. No mês de setembro de 2017, Assembleia Legislativa do Paraná vetou o Projeto de Lei do Poder Executivo que pretendia restringir por três anos a realização de concursos para a PM e Corpo de Bombeiros do Estado do Paraná.

“Ampliação do efetivo é tema urgente para conter caos na segurança”, diz Moraes

Apesar dos indicadores apresentados pelo Governo do Estado que apontam para a redução da de crimes contra a vida no Paraná, fruto da atuação das forças policiais em todas as regiões do estado, a maior parte da população paranaense vive apreensiva com a ação de criminosos. “Bandidos estão bem equipados e recrutam nossos jovens com maior rapidez que o Estado prepara policiais. Por isso precisamos garantir a ampliação de nosso efetivo, o que só é possível mediante a realização de concurso público”, defende o presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes.

Em meio a onda de violência que avança sobre o país e também sobre o Paraná, Moraes diz que o protocolo não pode ficar estagnado e sem uma resposta rápida.

Lotação dos aprovados Concurso PM PR

Assim como aconteceu no último concurso, a expectativa é que os policiais sejam lotados em qualquer uma das unidades pertencentes à Região Militar escolhida (abrangendo todos os municípios, distritos, vilas e demais localidades que estejam sob a responsabilidade territorial da Unidade) pelo prazo mínimo de 5 (cinco) anos, salvo promoção, após este período poderá ser lotado em qualquer unidade do Estado do Paraná.

Etapas do concurso PM PR 2020

O concurso da Polícia Militar do Paraná deverá ser composto por:

a) PROVA DE CONHECIMENTOS: de caráter eliminatório e classificatório, nos termos definidos no presente Edital e no Edital convocatório;

b) EXAME DE CAPACIDADE FÍSICA: de caráter eliminatório, nos termos definidos no presente Edital e no Edital convocatório;

c) EXAME DE SANIDADE FÍSICA: de caráter eliminatório, nos termos definidos no presente Edital e no Edital convocatório;

d) AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA: de caráter eliminatório, nos termos definidos no presente Edital e no Edital convocatório;

e) PESQUISA SOCIAL E DOCUMENTAL: de caráter eliminatório, nos termos definidos no presente Edital e no Edital convocatório.

Requisito para ser nomeado Policia Militar do Paraná

Para ser nomeado o candidato deverá ter sido aprovado em todas as fases do concurso público e encontrar-se dentro do número de vagas previstas nas respectivas turmas.

São requisitos básicos para a posse: Ter sido aprovado em todas as fases do concurso, nos termos regulados edital de concurso da Polícia Militar do Paraná; Ter nacionalidade brasileira; Estar em dia com as obrigações eleitorais; Estar em dia com as obrigações relativas ao serviço militar; Comprovar conclusão do ensino médio; Ter no máximo 30 (trinta) anos de idade na data do primeiro dia da inscrição (não ter completado 31 (trinta e um) anos no primeiro dia das inscrições); Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo.

Havendo dúvidas quanto à sanidade física e mental do candidato este não tomará posse e/ou não entrará em exercício e será submetido à inspeção médica. Não haverá reserva de vagas para candidatos julgados inaptos, mesmo que temporariamente, para a posse ou exercício do cargo.

Sobre o Curso de Formação

Aprovado no concurso público os candidatos deverão frequentar, na condição de Soldados de 2ª Classe, o Curso de Formação Soldados PM/BM, nos termos definidos pela Diretoria de Ensino e Pesquisa da Polícia Militar.

O Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar será realizado nas Escolas de Formação, Aperfeiçoamento e Especialização de Praças, no Centro de Ensino e Instrução, assim como poderá ser descentralizado para qualquer Unidade da Polícia Militar no Estado, na Capital e no Interior, preferencialmente na região escolhida pelo candidato para lotação inicial.

O Curso de Formação de Soldado Policial Militar destina-se a propiciar ao militar estadual os conhecimentos necessários à execução de atividades de polícia ostensiva e da preservação da ordem pública, através dos tipos, modalidades e processos de policiamento ostensivo e velado, previstos nas Constituições Federal e Estadual e legislações e atos normativos vigentes, em regime de dedicação exclusiva, incluindo atividades noturnas, feriados e finais de semana, não sendo possível a liberação para frequência a outros cursos ou atividades estranhas à Corporação, sendo possível ainda sujeitar-se ao regime de internato.

Sobre a prova objetiva e redação do concurso da Polícia Militar do Paraná 2020

As provas de conhecimentos têm previsão de serem aplicadas nas cidades de  Campo Mourão, Cascavel, Curitiba, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Guarapuava, Ivaiporã, Jacarezinho, Londrina, Maringá, Ponta Grossa, Paranaguá, Paranavaí, Telêmaco Borba, Umuarama e União da Vitória.

A prova tem expectativa de contar com 40 questões e uma redação. A prova poderá contar com questões de Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Informática, Estatuto da Criança e do Adolescente, Atualidades e Redação.

Prova subjetiva (redação)

A etapa subjetiva da Prova de Conhecimentos, conforme o último edital, deverá consistirá na elaboração de uma redação que será elaborada a partir de um tema proposto, baseado em um ou mais textos ou fragmentos de textos. O candidato adotará uma linha de abordagem utilizando a tipologia textual “Dissertação”, o seu texto deverá apresentar valores, opiniões, crenças, hipóteses, ideias, em suma, os aspectos axiológicos ou cognitivos para esse tipo de produção textual.

O texto deverá ser avaliados nos seguintes aspectos: a) o atendimento ao tema proposto; b) a clareza de argumentação/senso crítico; c) a seletividade de informação; d) a criatividade/originalidade; e) atendimento à norma padrão da Língua Portuguesa; f) coerência (progressão, articulação, informatividade, não-contradição); g) coesão referencial e sequencial; h) atendimento à proposta e ao gênero ou tipologia textual solicitada.

Último Concurso PM PR

O último concurso da Polícia Militar do Paraná foi divulgado em 2012, quando contou com 4.445 vagas para Soldado. Além disso, foram oferecidas 819 vagas para Bombeiro Militar. O concurso foi composto por prova de conhecimentos, exames de capacidade física, sanidade física, avaliação psicológica, pesquisa social e documental, e curso de formação.

Informações do concurso
  • Concurso: Polícia Militar do Paraná (Concurso PM PR)
  • Banca organizadora: FUNPAR
  • Escolaridade: médio
  • Número de vagas: 2.000 para PM e 400 para Bombeiros
  • Remuneração: R$ 4.180,07
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO
  • Link do último edital

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-por-estado/concurso-pm-pr-2020-edital-soldado/

Publicado em

Concurso INSS 2020: ‘vamos precisar fazer’, diz presidente do órgão

Concurso INSS 2020: ‘vamos precisar fazer’, diz presidente do órgão

De acordo com o novo presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Leonardo Rolim, o órgão vai necessitar de novos concursos públicos em breve. Hoje, o edital do INSS é um dos mais necessários e aguardados do Poder Executivo Federal, uma vez que o déficit de servidores é enorme.

“Vamos precisar fazer concursos, mas agora não é o momento,” disse o presidente. O INSS aguarda autorização de seu concurso desde 2018, quando foi feito um pedido de edital ao governo federal com 7.888 vagas em cargos dos níveis médio e superior.

O titular do órgão, explicou, em entrevista ao Jornal O Globo, que o INSS está em processo de transformação digital. Mesmo assim, um novo concurso é necessário.

“Estamos em um processo de transformação digital. Concluindo esse processo, vou saber qual é o perfil de servidor que preciso e qual é o quantitativo. A partir daí, vejo o que vai acontecer nos próximos anos de aposentadoria e faço um planejamento de concursos. Vamos precisar fazer concursos, mas agora não é o momento”, disse.

Segundo o presidente, o INSS tem o objetivo de se tornar uma grande agência social do governo, capaz de oferecer serviços de Previdência e trabalho. Para isso, será necessário servidores qualificados e de concursos, embora essa opção não seja possível no momento.

Caos no INSS

O novo presidente do INSS revelou alguns motivos para o INSS enfrentar o atual caos nas agências da Previdência Social em todo o país. Segundo ele, o Brasil foi envelhecendo, e as mudanças tecnológicas passaram a exigir mais.

“Aquele modelo antigo começou a ficar defasado. Entre 2015 e 2016, o prazo médio de agendamento para atendimento estava entre 50 e 60 dias e, em alguns estados, chegava a seis meses. Esse problema culminou com a greve em 2015, e a solução dada pela ex-presidente Dilma Rousseff foi algo irresponsável, o principal problema do estoque temos hoje.”

A solução dada que Leonardo se refere foi ligada à gratificação de desempenho, que não era levada integralmente pelo servidor na aposentadoria. Na ocasião, foi feito um escalonamento, e a partir de 1º de janeiro de 2019, o servidor poderia levar 100% da gratificação na aposentadoria, o que gerou um fluxo enorme de saídas por aposentadoria.

“Uma grande quantidade de servidores tirou férias ou entrou em licença prêmio, o que reduziu a quantidade de pessoas trabalhando. Além disso, como a gratificação deixou de ser aplicada, e todo mundo passou a receber 100%, independentemente de performance, houve uma acomodação natural”, pontuou.

MP que contrata temporários não burla concurso INSS, diz secretário

Nesta semana, foi publicado o texto da medida provisória que prevê novas situações em que o governo federal poderá contratar profissionais por prazo determinado e sem concurso público. Segundo o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, a medida não burla a realização de concursos.

Segundo o secretário em entrevista coletiva no Ministério da Economia, o Governo não tem a intenção de acabar com as contratações efetivas, mas quer ter mecanismos para lidar com situações excepcionais.

O Secretário também alertou que as contratações temporárias sejam usadas com cautela. Ele defende a medida como uma alternativa emergencial.

“Relevante e urgente (a MP 922/2020), para que possamos ter mecanismos na administração pública para fazer frente a uma situação de arrocho fiscal.”

Para ele, enquanto o concurso público do INSS não é autorizado por questões orçamentárias, a contratação dos temporários surge como uma alternativa. O secretário revelou que a MP não flexibiliza a contratação temporária, mas deixa explícito que é destinada apenas para situações excepcionais, como o caso do INSS.

Em declaração publicada pela Uol, ele afirma: “A MP está dizendo, de maneira clara: se não houver caráter excepcional, haverá concurso público.”

O Governo Federal espera que a fila do INSS seja resolvida até outubro com a contratação dos aposentados em caráter temporário. Ainda não foi confirmado, contudo, se a abertura de um concurso para efetivos será considerada depois disso.

O novo presidente do INSS, Leonardo Rolim, acredita que a situação volte ao patamar de normalidade no ano que vem.

“Nessa velocidade que a gente vai reduzindo, a gente precisaria de algo em torno de um ano para alcançar ao objetivo, que é voltar ao patamar anterior a 2013: com a média de 20, 25 dias. Que, entendo eu, é a ideal. Hoje está na casa de um pouco mais de 80 dias (a análise de pedidos).”

Pedido de novo concurso para INSS é para 7.888 vagas

Está em análise no Ministério da Economia, o novo pedido de concurso para nada menos que 7.888 vagas, distribuídas entre as funções de Técnico do Seguro Social (nível médio – 3.984 vagas), Analista – diversas especialidades (nível superior – 1.692 vagas) e Perito Médico (nível superior – 2.212 vagas).

Para concorrer ao cargo de Técnico do Seguro Social do INSS, o candidato deverá ter certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau) ou curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC. O cargo tem missão de realizar atividades internas e externas relacionadas ao planejamento, à organização e à execução de tarefas de competências constitucionais e legais do INSS que não demandem formação profissional específica; coletar informações, executar pesquisas, levantamentos e controles, emitir relatórios e pareceres; e exercer, mediante designação da autoridade competente, outras atividades relacionadas às finalidades institucionais do INSS, além das atividades comuns mencionadas no edital. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

Já o Analista do Seguro Social requer diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Serviço Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no órgão de classe específico. O cargo tem missão de prestar atendimento e acompanhamento aos usuários dos serviços prestados pelo INSS nas Agências da Previdência Social – APS e aos seus servidores, aposentados e pensionistas; elaborar, executar, avaliar planos, programas e projetos na área de Serviço Social e Reabilitação Profissional; supervisionar e homologar os programas profissionais realizados por terceiros ou instituições conveniadas; entre outras atribuições. A jornada de trabalho também é de 40 horas semanais.

Por fim, o cargo de Perito Médico Previdenciário requer diploma de conclusão de curso de graduação de nível superior em Medicina, fornecido por Instituição de Ensino Superior credenciada pelo MEC, Registro regular no Conselho Regional de Medicina. O cargo deverá exercer, privativamente, no âmbito do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e do Ministério da Previdência Social (MPS), as atividades Médico-Periciais inerentes ao Regime Geral da Previdência Social de que tratam as leis, em especial a: I – emissão de parecer conclusivo quanto à capacidade laboral para fins previdenciários; II – inspeção de ambientes de trabalho para fins previdenciários; III – caracterização da invalidez para benefícios previdenciários e assistenciais; e IV – execução das demais atividades definidas em regulamento. Os ocupantes do cargo de Perito Médico Previdenciário poderão executar, ainda, nos termos do regulamento, as atividades Médico-Periciais relativas à aplicação da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

O cargo de analista tem remuneração de R$ 7.954,09, enquanto que o perito Médico tem ganhos de R$ 10.616,14 mensais. Os rendimentos já contam com o auxílio-alimentação de R$ 458.

Último concurso do INSS abriu apenas 950 vagas

O último concurso do órgão, aberto em 2015 para técnicos e analistas, contou com 950 vagas. Foram 1.087.804 candidatos inscritos. Desses, 1.043.815 eram para o cargo de técnico (com 800 vagas) e 43.989 para analista (com 150 vagas).

As oportunidades foram divulgadas da seguintes forma:

-Nível Médio: Técnico do Seguro Social (800 vagas). Salário de R$4.886,87 (chegando a R$ 5.259,87, após seis meses), já incluso as gratificações. Jornada de trabalho de 40 horas semanais.

-Nível Superior: Analista do Seguro Social (150 vagas). Salário de R$7.496,09 (até R$ 7.869,09), já com as gratificações. Jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Técnico: São Paulo (113), Acre (5), Alagoas (14), Amapá (5), Amazonas (34), Bahia (76), Ceará (22), Distrito Federal (10), Espírito Santo (4), Goiás (40), Maranhão (33), Mato Grosso (26), Mato Grosso do Sul (12), Minas Gerais (82), Pará (84), Paraíba (4), Paraná (37), Pernambuco (35), Piauí (2), Rio de Janeiro (17), Rio Grande do Norte (20), Rio Grande do Sul (49), Rondônia (22), Roraima (3), Santa Catarina (32), Sergipe (7) e Tocantins (12);

Analista: São Paulo (18), Acre (6), Alagoas (2), Amapá (3), Amazonas (3), Bahia (22), Ceará (7), Goiás (4), Maranhão (4), Mato Grosso (6), Mato Grosso do Sul (7), Minas Gerais (15), Paraíba (4), Rio Grande do Sul (12), Pará (6), Paraná (3), Pernambuco (3), Piauí (1), Rio de Janeiro (4), Rondônia (5), Roraima (2), Santa Catarina (6), Sergipe (1) e Tocantins (5), além do Distrito Federal (1).

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/noticias-concursos/concurso-inss-2020-vamos-precisar-fazer-diz-presidente-do-orgao/