Publicado em

Concurso TJ MA 2019 Edital com 63 vagas próximo

Concurso TJ MA 2019 Edital com 63 vagas próximo

O Tribunal de Justiça do Maranhão vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso TJ MA 2019) para 63 vagas. Para isso acontecer, o órgão está na fase de escolha de uma empresa para organizar o concurso. O TJ já recebeu as propostas das empresas interessadas em organizar o concurso. O órgão encaminhou à assessoria de jurídica para definir, juntamente com a presidência, quem será a escolhida.

A expectativa é que o concurso TJ-MA 2019 seja organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC). A Assessoria Jurídica da Presidência deu parecer favorável à escolha da banca. O documento (veja abaixo) informa que a FCC apresentou a proposta mais vantajosa, cumprindo todos os requisitos propostos para dispensa de licitação.

No dia 25 de abril, foi publicado o regulamento do novo certame. O documento havia sido aprovado em sessão plenária administrativa extraordinária no dia 15 de abril.

O edital do concurso TJ-MA será divulgado com 63 vagas, distribuídas entre os cargos de Oficial de Justiça, Analista e Técnico Judiciário. A expectativa é que o órgão inicie o processo de escolha da banca organizadora para que o edital seja divulgado ainda neste semestre.

A expectativa é que o cargo de técnico judiciário, que exige o nível médio, seja divulgado com um bom quantitativo de vagas, uma vez que o déficit de servidores na carreira, conforme Portal da Transparência, já chega a 81 cargos vagos.

“Nosso objetivo com o concurso é atender ao princípio constitucional de eficiência administrativa, selecionando, de forma isonômica e transparente, profissionais qualificados, visando elevar a primazia absoluta à qualidade da prestação jurisdicional, mantendo atualizadas as atividades institucionais para garantir uma resposta judicial efetiva à sociedade maranhense”, disse o presidente do TJ-MA, desembargador Joaquim Figueiredo.

De acordo com o documento, a comissão, cujo grupo de trabalho constará com três desembargadores, terá missão de planejamento, a coordenação e o acompanhamento das atividades pertinentes à realização do certame. Veja cada ponto do regulamento do concurso TJ MA 2019:

Publicação do edital do concurso TJ MA 2019

De acordo com o órgão, o edital será submetido, preliminarmente, à aprovação do presidente do órgão. Além disso, o TJ informa que o documento será publicado no Diário da Justiça, dando-se ampla publicidade pelos demais meios de comunicação, nas localidades onde forem oferecidas as vagas, inclusive em jornal diário de grande circulação em âmbito nacional, além dos sites do Tribunal e da instituição que executará o certame.

Banca organizadora do concurso TJ MA 2019

O concurso público terá organizadora especializada em processos de recrutamento e seleção de recursos humanos, contratada especialmente para essa finalidade. O TJ ainda não revelou quem será a instituição responsável, mas que o nome desta instituição constará no edital de abertura de inscrições, que trará ainda informações como número de vagas a serem oferecidas em cada cargo ou indicação de que se trata de formação de cadastro de reserva, descrição sumária das atribuições dos cargos, requisitos básicos para a investidura, jornada de trabalho, remuneração inicial, critérios de avaliação e de classificação, disciplinas e conteúdos, entre outras.

Inscrições e Provas do concurso TJ MA 2019

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever exclusivamente via internet, por meio do site da instituição contratada, e terão prazo mínimo de 15 dias.

O concurso TJ-MA 2019 contará com etapa única ou em etapas distintas, mediante a aplicação de provas, de caráter eliminatório e/ou classificatório, em que serão avaliados conhecimentos gerais e específicos sobre as disciplinas e conteúdos constantes do edital de abertura de inscrições.

As avaliações para aferição de conhecimentos gerais serão objetivas, e as de conhecimentos específicos poderão ser objetivas e/ou discursivas. Esta última modalidade abordará tema atual e poderá versar sobre tema relacionado à área de atividade ou à especialidade do cargo. Além dessas provas, será aplicada prova de títulos, de caráter classificatório.

Reserva de vagas para negros e deficientes

De acordo com o capítulo IV do Regulamento, que trata do candidato com deficiência e do autodeclarado negro, estabelece que, às pessoas com deficiência, devem ser reservadas 5% (cinco por cento do total de vagas) de cada cargo oferecido no edital ou das que surgirem no prazo de validade do concurso, que será de um ano, prorrogável por igual período, a critério do Tribunal de Justiça-MA, contado da data da publicação oficial do ato homologatório do resultado final.

O candidato com deficiência aprovado no concurso será submetido à perícia médica, a ser realizada pela instituição promotora do certame.

Em um outro artigo, o regulamento informa que serão reservadas 20% das vagas (vinte por cento do total de vagas) de cada cargo oferecido ou das que surgirem no prazo de validade do concurso para as pessoas negras, nos termos da Lei Estadual nº 10.404/2015. Para concorrer a estas vagas, o candidato deverá assim se autodeclarar, no momento da inscrição no concurso público, de acordo com os critérios de raça e cor utilizados pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os candidatos que se autodeclararam negros serão submetidos, obrigatoriamente antes da homologação do resultado final do concurso, ao procedimento de verificação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas aos candidatos negros, apresentando-se à comissão avaliadora, nos termos do edital.

Aprovação e classificação final do concurso TJ MA 2019

Os critérios de aprovação e da pontuação das provas, inclusive das provas de títulos, serão estabelecidos no edital de abertura do concurso público. Segundo o regulamento do concurso, os candidatos habilitados serão nomeados por ordem de classificação por cargo e especialidade.

Antes de ser nomeado, o candidato deverá submeter-se a exame de saúde perante a junta Médica do Tribunal de Justiça, que requisitará os exames necessários para formação do laudo. No ato da posse, o candidato que não apresentar a documentação exigida, será automaticamente eliminado do concurso.

Entre os documentos exigidos no regulamento para a posse estão: a comprovação da idade mínima de 18 anos, de escolaridade exigida para o cargo, prova de quitação com obrigações eleitorais, de quitação com obrigações militares (apenas para candidatos do sexo masculino) e prova do registro profissional, quando exigido para o cargo, entre outros.

Além disso, o candidato deverá apresentar certidões criminais negativas fornecidas pelas Justiças Estadual, Eleitoral e Federal de 1º e 2º Graus, além de certidões negativas do Tribunal de Contas da União e do Tribunal de Contas do Estado, todas elas das localidades onde residiu nos últimos dez anos.

CNJ cobrou realização de concurso e convocou audiência

A abertura do novo concurso TJ-MA 2019 é resultado de um Procedimento de Controle Administrativo (PCA) instaurado em dezembro passado pelo presidente do Sindicato dos Servidores da Justiça do Maranhão (Sindjus-MA), Aníbal Lins. O PCA obteve um despacho da conselheira Iracme Vale, que estabeleceu uma audiência de conciliação no dia 24 de abril.

A entidade sindical cobra que o órgão realize os trâmites necessários para abrir um novo edital para preencher todos os cargos vagos. Após uma notificação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o TJ-MA revelou que vai publicar o edital do concurso até julho, conforme informações do Sindicato dos Servidores da Justiça do estado (Sindjus-MA).

O termo de referência, documento usado para a contratação da banca organizadora, já foi finalizado e enviado ao Conselho Nacional de Justiça pelo Tribunal.

“Em resposta ao Procedimento de Controle Administrativo (PCA nº 0010768-82.2018.2.00.0000) no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que cobra a realização de concurso público para oficial de justiça do Poder Judiciário do Maranhão, a Administração do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) informou, no último dia 27 de fevereiro, que a publicação do edital do concurso tem previsão para o próximo mês julho”, disse o sindicato.

Agora, a expectativa é que a Diretoria de Recursos Humanos do órgão inicie os procedimentos para a escolha da banca organizadora que será responsável pela organização do concurso. Até o momento, o cargo de Oficial de Justiça está confirmado. Outros cargos do quadro de pessoal do órgão podem ser abertos, mas ainda não tem um quantitativo definido.

O Concurso TJ MA

Segundo dados do Portal de Transparência do órgão, existem 98 cargos vagos na função (veja o quantitativo de cargos vagos logo abaixo). O cargo tem salário de R$ 8 mil, podendo chegar a R$10 mil no topo da carreira.

O salário inicial conta com vencimento básico de R$ 6.883,85 e Gratificação de Atividade Judiciária (GAJ) de R$ 1.376,77. Além disso, os profissionais contam com auxílio-alimentação, auxílio-saúde e auxílio-creche.

Foi aprovado o Projeto de Lei que altera a escolaridade do cargo de oficial de justiça para o nível superior em Direito. Com isso, o texto agora deverá ser encaminhado para aprovação da Assembleia Legislativa do estado.

Além de oficial, existe a possibilidade de outros cargos serem contemplados, como fica subentendido na resposta do TJ-MA enviada ao CNJ sobre o Procedimento de Controle Administrativo (PCA) que cobra a realização do concurso. O órgão, no entanto, não confirmou a expectativa até o momento.

Conforme informação da Diretoria de Recursos Humanos do TJMA, repassada ao CNJ, já foram iniciados “os atos preparativos para a realização do concurso público para ingresso no Quadro de Pessoal deste Egrégio Tribunal de Justiça, inclusive para o cargo de oficial de justiça com previsão de publicação do edital no próximo mês de julho”. No texto, fica subentendido que o concurso poderá contemplar vagas em outros cargos, além da função confirmada, de Oficial.

O presidente do Sindjus-MA, Aníbal Lins, criticou a contratação temporária de profissionais para exercerem a função de oficial. Além disso, ele disse que a prática não traz nenhuma economia para o órgão.

“Até porque o Tribunal estava demandando os colegas auxiliares e técnicos para exercer a função de oficial temporário sem lhes pagar os valores remuneratórios devidos, portanto patrocinando o desvio ilegal de função. Isso resultou, inclusive, em algumas condenações judiciais para que o erário ressarcisse esses servidores integralmente. Logo a prática de nomear oficiais ad hoc não traz nenhuma economia para o Tribunal, pelo contrário, gera um passivo trabalhista e uma situação de injustiça social com os colegas nessa situação”, afirmou Aníbal Lins.

De acordo com dados de março deste ano, o TJ-MA conta com 856 cargos vagos em seu quadro de pessoal, conforme disposto na tabela abaixo.

Nome do cargo Cargos vagos
Analista Judiciário 94
Técnico Judiciário 81
Auxiliar Judiciário 334
Comissário de Justiça 5
Auxiliar Operacional 244
Oficial de Justiça 98

Último Concurso TJ MA

O último concurso do TJ-MA que contemplou vagas para o cargo de Oficial de Justiça foi divulgado em 2009. O certame foi divulgado com 277 vagas, sendo 74 vagas para o cargo de oficial. O certame foi organizado pelo IESES e contou com vagas para cargos de ensino fundamental e médio, com salários que variam entre R$1.505,92 e R$ 5.049,46.

O certame contou com provas objetivas, prova discursiva, prova prática de digitação e análise de títulos. A prova objetiva do certame contou com 40 questões na parte básica distribuídas entre as matérias de Língua Portuguesa (10), Noções de Informática (10), Matemática e Raciocínio Lógico (10) e Organização Judiciária Estadual (10).

Na parte de conhecimentos específicos, a prova teve 40 questões, sendo 20 de noções de direito civil e direito processual civil e 20 de noções de direito penal e de direito processual penal. A avaliação discursiva foi divulgado com cinco questões práticas, sobre o conteúdo de conhecimentos específicos.

Informações do concurso
  • Concurso: Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA)
  • Banca organizadora: a definir
  • Escolaridade: superior
  • Número de vagas: 63
  • Remuneração: a definir
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO
Publicado em

Concurso Prefeitura Brejo de Areia – MA com 200 vagas anunciado

Concurso Prefeitura Brejo de Areia – MA com 200 vagas anunciado

A Prefeitura Municipal de Brejo de Areia – MA anuncia as inscrições do Concurso Público destinado ao preenchimento de 200 vagas para contratação de profissionais.

Os cargos disponíveis desse Concurso Público são: Agente de Combate a Endemias (2); Assistente Social (1); Protético Dentário (1); Educador Físico (1); Enfermeiro (4); Enfermeiro do Psf (6); Engenheiro Agrônomo (1); Farmacêutico – Bioquímico (1); Recepcionista (8); Atendente de Farmácia (5); Fiscal de Tributos (1); Fisioterapeuta (2); Fonoaudiólogo (1); Médico do Psf (4); Técnico Agrícola (2); Motorista Categoria “D” (10); Monitor de Transporte Escolar (2); Nutricionista (2); Odontólogo (4); Operador de Máquina Pesada (2); Mecânico de Maquinas Pesadas (1); Procurador do Município (1); Advogado (1); Supervisor Escolar (2); Professor Cuidador para Alunos Autistas (1); Professor Cuidador para Alunos Com Deficiência Física (1); Professor de Educação Infantil e de Ensino Fundamental de 1º ao 5º ano- nível I (45); Professor Nível II Língua Portuguesa (2), Matemática (2), Inglês (1), Geografia (1); História (1); Psicólogo (2); Psicopedagogo (1); Técnico de Enfermagem (4); Técnico de Enfermagem – Psf (6); Técnico em Saúde Bucal (4); Técnico de Laboratório (1); Digitador (4); Agente Administrativo (4); Eletricista (2); Encanador (1); Auxiliar de Almoxarifado (2); Gari (2); Vigia (8) e Auxiliar Operacional de Serviços Diversos – Aosd (40).

O período de trabalho é de 40h semanais com vencimento no valor de R$ 998,00 a R$ 6.000,00 conforme o cargo escolhido pelo candidato.

É importante ressaltar que o requisito mínimo exigido é ter Ensino Fundamental, Médio ou Superior.

As inscrições podem ser realizadas a partir de hoje 29 de abril de 2019 até o dia 06 de junho de 2019, no site www.crescerconcursos.com.br.

Quanto ao certame constará de Avaliação de Títulos aos cargos de Professor Nível II e Procurador Municipal. Para os demais cargos, o certame se define com a aprovação na prova objetiva, prevista para o dia 23 de junho de 2019 (para os cargos de Nível Fundamental e Tarde – para os cargos de nível Médio) e 07 de julho de 2019 (para os cargos de Nível Superior e Tarde – cargos de Professor).

Este concurso terá validade para a convocação de dois anos a contar da data de publicação de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período. Para mais informações, acesse o Edital disponível em nosso site para consulta.

Publicado em

Concurso TJ MA 2019 é anunciado com 63 vagas

Concurso TJ MA 2019 é anunciado com 63 vagas

O Tribunal de Justiça do Maranhão vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso TJ MA 2019) para 63 vagas. A informação veio através do órgão, que também confirmou que o certame vai contar com oportunidades para outras carreiras além de oficial de justiça. Até o momento, o órgão não divulgou quais serão esses cargos.

A expectativa é que o cargo de técnico judiciário, que exige o nível médio, seja divulgado com um bom quantitativo de vagas, uma vez que o déficit de servidores na carreira, conforme Portal da Transparência, já chega a 81 cargos vagos.

O órgão aprovou, em sessão plenária administrativa extraordinária no dia 15 de abril, a resolução que trata do regulamento do certame para provimento dos cargos efetivos de servidores do Poder Judiciário estadual.

“Nosso objetivo com o concurso é atender ao princípio constitucional de eficiência administrativa, selecionando, de forma isonômica e transparente, profissionais qualificados, visando elevar a primazia absoluta à qualidade da prestação jurisdicional, mantendo atualizadas as atividades institucionais para garantir uma resposta judicial efetiva à sociedade maranhense”, disse o presidente do TJ-MA, desembargador Joaquim Figueiredo.

De acordo com o documento, a comissão, cujo grupo de trabalho constará com três desembargadores, terá missão de planejamento, a coordenação e o acompanhamento das atividades pertinentes à realização do certame. Veja cada ponto do regulamento do concurso TJ MA 2019:

Publicação do edital do concurso TJ MA 2019

De acordo com o órgão, o edital será submetido, preliminarmente, à aprovação do presidente do órgão. Além disso, o TJ informa que o documento será publicado no Diário da Justiça, dando-se ampla publicidade pelos demais meios de comunicação, nas localidades onde forem oferecidas as vagas, inclusive em jornal diário de grande circulação em âmbito nacional, além dos sites do Tribunal e da instituição que executará o certame.

Banca organizadora do concurso TJ MA 2019

O concurso público terá organizadora especializada em processos de recrutamento e seleção de recursos humanos, contratada especialmente para essa finalidade. O TJ ainda não revelou quem será a instituição responsável, mas que o nome desta instituição constará no edital de abertura de inscrições, que trará ainda informações como número de vagas a serem oferecidas em cada cargo ou indicação de que se trata de formação de cadastro de reserva, descrição sumária das atribuições dos cargos, requisitos básicos para a investidura, jornada de trabalho, remuneração inicial, critérios de avaliação e de classificação, disciplinas e conteúdos, entre outras.

Inscrições e Provas do concurso TJ MA 2019

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever exclusivamente via internet, por meio do site da instituição contratada, e terão prazo mínimo de 15 dias.

O concurso TJ-MA 2019 contará com etapa única ou em etapas distintas, mediante a aplicação de provas, de caráter eliminatório e/ou classificatório, em que serão avaliados conhecimentos gerais e específicos sobre as disciplinas e conteúdos constantes do edital de abertura de inscrições.

As avaliações para aferição de conhecimentos gerais serão objetivas, e as de conhecimentos específicos poderão ser objetivas e/ou discursivas. Esta última modalidade abordará tema atual e poderá versar sobre tema relacionado à área de atividade ou à especialidade do cargo. Além dessas provas, será aplicada prova de títulos, de caráter classificatório.

Reserva de vagas para negros e deficientes

De acordo com o capítulo IV do Regulamento, que trata do candidato com deficiência e do autodeclarado negro, estabelece que, às pessoas com deficiência, devem ser reservadas 5% (cinco por cento do total de vagas) de cada cargo oferecido no edital ou das que surgirem no prazo de validade do concurso, que será de um ano, prorrogável por igual período, a critério do Tribunal de Justiça-MA, contado da data da publicação oficial do ato homologatório do resultado final.

O candidato com deficiência aprovado no concurso será submetido à perícia médica, a ser realizada pela instituição promotora do certame.

Em um outro artigo, o regulamento informa que serão reservadas 20% das vagas (vinte por cento do total de vagas) de cada cargo oferecido ou das que surgirem no prazo de validade do concurso para as pessoas negras, nos termos da Lei Estadual nº 10.404/2015. Para concorrer a estas vagas, o candidato deverá assim se autodeclarar, no momento da inscrição no concurso público, de acordo com os critérios de raça e cor utilizados pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os candidatos que se autodeclararam negros serão submetidos, obrigatoriamente antes da homologação do resultado final do concurso, ao procedimento de verificação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas aos candidatos negros, apresentando-se à comissão avaliadora, nos termos do edital.

Aprovação e classificação final do concurso TJ MA 2019

Os critérios de aprovação e da pontuação das provas, inclusive das provas de títulos, serão estabelecidos no edital de abertura do concurso público. Segundo o regulamento do concurso, os candidatos habilitados serão nomeados por ordem de classificação por cargo e especialidade.

Antes de ser nomeado, o candidato deverá submeter-se a exame de saúde perante a junta Médica do Tribunal de Justiça, que requisitará os exames necessários para formação do laudo. No ato da posse, o candidato que não apresentar a documentação exigida, será automaticamente eliminado do concurso.

Entre os documentos exigidos no regulamento para a posse estão: a comprovação da idade mínima de 18 anos, de escolaridade exigida para o cargo, prova de quitação com obrigações eleitorais, de quitação com obrigações militares (apenas para candidatos do sexo masculino) e prova do registro profissional, quando exigido para o cargo, entre outros.

Além disso, o candidato deverá apresentar certidões criminais negativas fornecidas pelas Justiças Estadual, Eleitoral e Federal de 1º e 2º Graus, além de certidões negativas do Tribunal de Contas da União e do Tribunal de Contas do Estado, todas elas das localidades onde residiu nos últimos dez anos.

CNJ cobrou realização de concurso e convocou audiência

A abertura do novo concurso TJ-MA 2019 é resultado de um Procedimento de Controle Administrativo (PCA) instaurado em dezembro passado pelo presidente do Sindicato dos Servidores da Justiça do Maranhão (Sindjus-MA), Aníbal Lins. O PCA obteve um despacho da conselheira Iracme Vale, que estabeleceu uma audiência de conciliação no dia 24 de abril.

A entidade sindical cobra que o órgão realize os trâmites necessários para abrir um novo edital para preencher todos os cargos vagos. Após uma notificação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o TJ-MA revelou que vai publicar o edital do concurso até julho, conforme informações do Sindicato dos Servidores da Justiça do estado (Sindjus-MA).

O termo de referência, documento usado para a contratação da banca organizadora, já foi finalizado e enviado ao Conselho Nacional de Justiça pelo Tribunal.

“Em resposta ao Procedimento de Controle Administrativo (PCA nº 0010768-82.2018.2.00.0000) no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que cobra a realização de concurso público para oficial de justiça do Poder Judiciário do Maranhão, a Administração do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) informou, no último dia 27 de fevereiro, que a publicação do edital do concurso tem previsão para o próximo mês julho”, disse o sindicato.

Agora, a expectativa é que a Diretoria de Recursos Humanos do órgão inicie os procedimentos para a escolha da banca organizadora que será responsável pela organização do concurso. Até o momento, o cargo de Oficial de Justiça está confirmado. Outros cargos do quadro de pessoal do órgão podem ser abertos, mas ainda não tem um quantitativo definido.

O Concurso TJ MA

Segundo dados do Portal de Transparência do órgão, existem 98 cargos vagos na função (veja o quantitativo de cargos vagos logo abaixo). O cargo tem salário de R$8 mil, podendo chegar a R$10 mil no topo da carreira.

O salário inicial conta com vencimento básico de R$6.883,85 e e Gratificação de Atividade Judiciária (GAJ) de R$1.376,77. Além disso, os profissionais contam com auxílio-alimentação, auxílio-saúde e auxílio-creche.

Foi aprovado o Projeto de Lei que altera a escolaridade do cargo de oficial de justiça para o nível superior em Direito. Com isso, o texto agora deverá ser encaminhado para aprovação da Assembleia Legislativa do estado.

Além de oficial, existe a possibilidade de outros cargos serem contemplados, como fica subentendido na resposta do TJ-MA enviada ao CNJ sobre o Procedimento de Controle Administrativo (PCA) que cobra a realização do concurso. O órgão, no entanto, não confirmou a expectativa até o momento.

Conforme informação da Diretoria de Recursos Humanos do TJMA, repassada ao CNJ, já foram iniciados “os atos preparativos para a realização do concurso público para ingresso no Quadro de Pessoal deste Egrégio Tribunal de Justiça, inclusive para o cargo de oficial de justiça com previsão de publicação do edital no próximo mês de julho”. No texto, fica subentendido que o concurso poderá contemplar vagas em outros cargos, além da função confirmada, de Oficial.

O presidente do Sindjus-MA, Aníbal Lins, criticou a contratação temporária de profissionais para exercerem a função de oficial. Além disso, ele disse que a prática não traz nenhuma economia para o órgão.

“Até porque o Tribunal estava demandando os colegas auxiliares e técnicos para exercer a função de oficial temporário sem lhes pagar os valores remuneratórios devidos, portanto patrocinando o desvio ilegal de função. Isso resultou, inclusive, em algumas condenações judiciais para que o erário ressarcisse esses servidores integralmente. Logo a prática de nomear oficiais ad hoc não traz nenhuma economia para o Tribunal, pelo contrário, gera um passivo trabalhista e uma situação de injustiça social com os colegas nessa situação”, afirmou Aníbal Lins.

De acordo com dados de março deste ano, o TJ-MA conta com 856 cargos vagos em seu quadro de pessoal, conforme disposto na tabala abaixo.

Nome do cargo Cargos vagos
Analista Judiciário 94
Técnico Judiciário 81
Auxiliar Judiciário 334
Comissário de Justiça 5
Auxiliar Operacional 244
Oficial de Justiça 98

Último Concurso TJ MA

O último concurso do TJ-MA que contemplou vagas para o cargo de Oficial de Justiça foi divulgado em 2009. O certame foi divulgado com 277 vagas, sendo 74 vagas para o cargo de oficial. O certame foi organizado pelo IESES e contou com vagas para cargos de ensino fundamental e médio, com salários que variam entre R$1.505,92 e R$ 5.049,46.

O certame contou com provas objetivas, prova discursiva, prova prática de digitação e análise de títulos. A prova objetiva do certame contou com 40 questões na parte básica distribuídas entre as matérias de Língua Portuguesa (10), Noções de Informática (10), Matemática e Raciocínio Lógico (10) e Organização Judiciária Estadual (10).

Na parte de conhecimentos específicos, a prova teve 40 questões, sendo 20 de noções de direito civil e direito processual civil e 20 de noções de direito penal e de direito processual penal. A avaliação discursiva foi divulgado com cinco questões práticas, sobre o conteúdo de conhecimentos específicos.

Informações do concurso
  • Concurso: Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA)
  • Banca organizadora: a definir
  • Escolaridade: superior
  • Número de vagas: a definir
  • Remuneração: a definir
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO
Publicado em

Concurso TJ MA 2019 Edital para Oficial de Justiça em breve

Concurso TJ MA 2019 Edital para Oficial de Justiça em breve

O Tribunal de Justiça do Maranhão vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso TJ MA 2019) em breve. Segundo informações do Sindicato dos Servidores da Justiça do estado (Sindjus-MA), o órgão deve abrir um novo certame para o cargo de Oficial de Justiça até julho. O termo de referência, documento usado para a contratação da banca organizadora, já está pronta e deve ser anunciada em breve.

“Em resposta ao Procedimento de Controle Administrativo (PCA nº 0010768-82.2018.2.00.0000) no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que cobra a realização de concurso público para oficial de justiça do Poder Judiciário do Maranhão, a Administração do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) informou, no último dia 27 de fevereiro, que a publicação do edital do concurso tem previsão para o próximo mês julho”, disse o sindicato.

O Concurso TJ MA

O cargo de Oficial de Justiça tem exigência de nível superior em qualquer área. Conforme dados do Plano de Cargos, atualizado em 2015, a remuneração do cargo chega a R$4.525,62. Além disso, os servidores podem contar com auxílio-alimentação, auxílio-saúde e auxílio-creche.

Conforme informação da Diretoria de Recursos Humanos do TJMA, repassada ao CNJ, já foram iniciados “os atos preparativos para a realização do concurso público para ingresso no Quadro de Pessoal deste Egrégio Tribunal de Justiça, inclusive para o cargo de oficial de justiça com previsão de publicação do edital no próximo mês de julho”. No texto, fica subentendido que o concurso poderá contemplar vagas em outros cargos, além da função confirmada, de Oficial.

O presidente do Sindjus-MA, Aníbal Lins, criticou a contratação temporária de profissionais para exercerem a função de oficial. Além disso, ele disse que a prática não traz nenhuma economia para o órgão.

“Até porque o Tribunal estava demandando os colegas auxiliares e técnicos para exercer a função de oficial temporário sem lhes pagar os valores remuneratórios devidos, portanto patrocinando o desvio ilegal de função. Isso resultou, inclusive, em algumas condenações judiciais para que o erário ressarcisse esses servidores integralmente. Logo a prática de nomear oficiais ad hoc não traz nenhuma economia para o Tribunal, pelo contrário, gera um passivo trabalhista e uma situação de injustiça social com os colegas nessa situação”, afirmou Aníbal Lins.

Último Concurso TJ MA

O último concurso do TJ-MA que contemplou vagas para o cargo de Oficial de Justiça foi divulgado em 2009. O certame foi divulgado com 277 vagas, sendo 74 vagas para o cargo de oficial. O certame foi organizado pelo IESES e contou com vagas para cargos de ensino fundamental e médio, com salários que variam entre R$1.505,92 e R$ 5.049,46.

O certame contou com provas objetivas, prova discursiva, prova prática de digitação e análise de títulos. A prova objetiva do certame contou com 40 questões na parte básica distribuídas entre as matérias de Língua Portuguesa (10), Noções de Informática (10), Matemática e Raciocínio Lógico (10) e Organização Judiciária Estadual (10).

Na parte de conhecimentos específicos, a prova teve 40 questões, sendo 20 de noções de direito civil e direito processual civil e 20 de noções de direito penal e de direito processual penal. A avaliação discursiva foi divulgado com cinco questões práticas, sobre o conteúdo de conhecimentos específicos.

Informações do concurso
  • Concurso: Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA)
  • Banca organizadora: a definir
  • Escolaridade: superior
  • Número de vagas: a definir
  • Remuneração: a definir
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO
Publicado em

Concurso PROCON MA 2019 é confirmado para nível fundamental

Concurso PROCON MA 2019 é confirmado para nível fundamental

O Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado tem expectativa de abrir um novo edital de concurso (Concurso PROCON 2019) em breve. O contrato com a empresa Fundação Carlos Chagas (FCC) para organização do certame para 51 vagas no Estado do Maranhão já foi assinado. Do quantitativo de vagas, 40 serão destinadas ao cargo de Auxiliar de Serviços, com requisito de ensino fundamental. Segundo o portal de transparência, o cargo tem remuneração de R$2.053,00. Há casos em que o salário chega a R$ 3.653,00.

O extrato de contrato entre a banca e o órgão foi publicado no Diário Oficial do Estado. A empresa foi escolhida através de dispensa de licitação. “Contratação de instituição para a prestação de serviços técnicos especializados de organização e aplicação das provas do concurso público para provimento e formação de cadastro reserva para cargos do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado do Maranhão – PROCON/MA”, diz o trecho.

No início deste ano, em São Luís, durante solenidade que marcou o recorde do VIVA/Procon, foi informado que o concurso do Instituto sairia seria divulgado no primeiro semestre, o que acabou não acontecendo. Agora, com a definição da banca organizadora, a expectativa é que o edital seja liberado nas próximas semanas. O concurso do Procon do Maranhão 2018 contará com 51 vagas para cargos de níveis fundamental e superior.

Concurso Procon-MA foi confirmado no dia 26 de março, durante solenidade que marcou o recorde do VIVA/Procon. Foto: Karlos Geromy/Secap

Segundo concurso público

Este já é o segundo concurso que o Instituto promove para preenchimento do quadro de servidores. De acordo com o presidente do Procon/MA, Duarte Júnior, esta é uma das prioridades do Governo Flávio Dino. “Com uma gestão ética e transparente, agimos sempre em obediência aos princípios basilares da administração pública. Por isso, estamos realizando concursos em prol da maior qualificação dos serviços que colocamos à disposição dos cidadãos”, afirmou.

O primeiro concurso do Procon/MA foi realizado no segundo semestre do ano passado. Na ocasião, o concurso, também divulgado pela Fundação Carlos Chagas (FCC), ofereceu 10 vagas para o cargo de Fiscal de Defesa do Consumidor. Para concorrer a uma das vagas, o candidato precisou ter nível superior em qualquer área de formação. A remuneração inicial foi de R$ 3.890,00. Quando foi aberto o certame, o Instituto já tinha 30 anos que não realizava concursos para servidores.

Este novo concurso do Procon ofertará vagas para Auxiliar de Serviços e Conciliador, com requisito de nível fundamental e ensino superior em Direito, respectivamente. Mais detalhes do concurso serão informados no edital de abertura do concurso Procon-MA, previsto para ser publicado ainda neste semestre.

Último edital

Realizado no final de 2017, o concurso foi uma grande novidade, já que o Instituto não realizava concurso para o quadro de servidores há 30 anos. Na época, o presidente falou do certame. “Com uma gestão ética e transparente, estamos garantindo um serviço público mais qualificado em prol da melhoria da qualidade de vida de todos os maranhenses”, disse Duarte Júnior.

O Fiscal de Defesa do Consumidor teve missão de planejar, coordenar, supervisionar, avaliar e executar atividades de fiscalização relativas às normas de defesa do consumidor, participar de programas de desenvolvimento que envolvam conteúdos relativos à área de atuação ou neles atuar, executar outras atividades de interesse da área.

O concurso contou com provas objetivas e escritas, aplicadas no dia 19 de novembro de 2017 em São Luís (MA). A prova objetiva, que teve duração de 05 (cinco) horas, contará com questões de Noções de Administração (5), Noções de Economia (5), Direito Administrativo (5), Direito Empresarial (5), Direito Constitucional (5), Direito Civil (5), Direito do Consumidor (25) e Legislação Especial (5), totalizando 60 quesitos.

Sobre

O PROCON Maranhão tem finalidade, como órgão responsável por promover e executar a Política das Relações de Consumo no Estado do Maranhão, promover a defesa do consumidor no âmbito estadual. O órgão está à disposição dos consumidores em geral para receber reclamações e denúncias de abusos praticados por fornecedores de produtos e de serviços, bem como a apuração desses atos, quer seja na esfera administrativa ou judicial.

Dentre as suas atribuições podemos elencar: Planejar, elaborar, propor, coordenar e executar a política nacional de proteção ao consumidor; Receber, analisar, avaliar e encaminhar consultas, denúncias ou sugestões apresentadas por entidades representativas ou pessoas jurídicas de direito público ou privado; Prestar aos consumidores orientação permanente sobre seus direitos e garantias; Informar, conscientizar e motivar o consumidor através dos diferentes meios de comunicação; entre outras.

Criação

O PROCON-MA foi criado  no governado de Epitácio Cafeteira, em 03 de julho de 1987, por meio do Decreto nº 10.451. Em seu artigo 1º, o Decreto instituiu, no âmbito da Secretaria Estadual de Abastecimento, como subdivisão de suas atribuições globais, o Programa Estadual de Proteção do Consumidor (PROCON-MA), com o objetivo de planejar, coordenar e executar a política estadual de defesa do consumidor.

Com a edição deste decreto, 280 funcionários foram convocados pela SUNAB para um treinamento e teste por um período de 30 dias e, após essa ação, foi promovido um concurso interno, no qual foram aprovados 35 funcionários. A partir daí a SUNAB solicitou que essas pessoas iniciassem suas atividades.

Missão e Visão

Missão: Buscar a harmonização dos interesses dos participantes das relações de consumo e compatibilizar a proteção do consumidor com o desenvolvimento social e econômico e o consumo sustentável, sempre com fundamento na boa-fé e equilíbrio nas relações entre consumidores e fornecedores;

Visão: Humanizar o atendimento e garantir a efetividade do serviço público, sendo referência nacional e oferecendo serviços para atender as necessidades dos consumidores que buscam o nosso auxílio e confiam em nosso trabalho para resolução dos seus problemas.

Sedes

Atualmente o PROCON-MA possui unidades em Açailândia, Araioses, Barreirinhas, Balsas, Bacabal, Vitorino Freire, Barra do Corda, Cururupu, Caxias, Codó, Coroatá, Colinas, Chapadinha, Carolina, Estreito, Faculdade Estácio, Terminal São Cristóvão, Florence, Godofredo Viana, Itapecuru-Mirim, Imperial Shopping (Imperatriz), Tocantins Shopping (Imperatriz), Lago da Pedra, Pedreiras, Presidente Dutra, Pinheiro, Pátio Norte, Santa Rita, Sede, Santa Inês, São José de Ribamar, São João dos Patos, Santa Luzia do Tide, Santa Luzia do Paruá, Shopping da Ilha, Timon, UNDB, Viana, Zona Rural e Viva Beira-Mar.

Informações do concurso
  • Concurso: Procon Maranhão
  • Banca organizadora: FCC
  • Escolaridade: fundamental e superior
  • Número de vagas: 51
  • Remuneração: não informado
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: ANUNCIADO
Publicado em

Concurso PROCON MA 2018 para nível fundamental Edital 51 vagas

Concurso PROCON MA 2018 para nível fundamental Edital 51 vagas

O Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado tem expectativa de abrir um novo edital de concurso (Concurso PROCON 2018) em breve. O contrato com a empresa Fundação Carlos Chagas (FCC) para organização do certame para 51 vagas no Estado do Maranhão já foi assinado. Do quantitativo de vagas, 40 serão destinadas ao cargo de Auxiliar de Serviços, com requisito de ensino fundamental. Segundo o portal de transparência, o cargo tem remuneração de R$2.053,00. Há casos em que o salário chega a R$ 3.653,00.

O extrato de contrato entre a banca e o órgão foi publicado no Diário Oficial do Estado (veja abaixo). A empresa foi escolhida através de dispensa de licitação. “Contratação de instituição para a prestação de serviços técnicos especializados de organização e aplicação das provas do concurso público para provimento e formação de cadastro reserva para cargos do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado do Maranhão – PROCON/MA”, diz o trecho.

No início deste ano, em São Luís, durante solenidade que marcou o recorde do VIVA/Procon, foi informado que o concurso do Instituto sairia seria divulgado no primeiro semestre, o que acabou não acontecendo. Agora, com a definição da banca organizadora, a expectativa é que o edital seja liberado nas próximas semanas. O concurso do Procon do Maranhão 2018 contará com 51 vagas para cargos de níveis fundamental e superior.

Segundo concurso público

Este já é o segundo concurso que o Instituto promove para preenchimento do quadro de servidores. De acordo com o presidente do Procon/MA, Duarte Júnior, esta é uma das prioridades do Governo Flávio Dino. “Com uma gestão ética e transparente, agimos sempre em obediência aos princípios basilares da administração pública. Por isso, estamos realizando concursos em prol da maior qualificação dos serviços que colocamos à disposição dos cidadãos”, afirmou.

O primeiro concurso do Procon/MA foi realizado no segundo semestre do ano passado. Na ocasião, o concurso, também divulgado pela Fundação Carlos Chagas (FCC), ofereceu 10 vagas para o cargo de Fiscal de Defesa do Consumidor. Para concorrer a uma das vagas, o candidato precisou ter nível superior em qualquer área de formação. A remuneração inicial foi de R$ 3.890,00. Quando foi aberto o certame, o Instituto já tinha 30 anos que não realizava concursos para servidores.

Este novo concurso do Procon ofertará vagas para Auxiliar de Serviços e Conciliador, com requisito de nível fundamental e ensino superior em Direito, respectivamente. Mais detalhes do concurso serão informados no edital de abertura do concurso Procon-MA, previsto para ser publicado ainda neste semestre.

Último edital

Realizado no final de 2017, o concurso foi uma grande novidade, já que o Instituto não realizava concurso para o quadro de servidores há 30 anos. Na época, o presidente falou do certame. “Com uma gestão ética e transparente, estamos garantindo um serviço público mais qualificado em prol da melhoria da qualidade de vida de todos os maranhenses”, disse Duarte Júnior.

O Fiscal de Defesa do Consumidor teve missão de planejar, coordenar, supervisionar, avaliar e executar atividades de fiscalização relativas às normas de defesa do consumidor, participar de programas de desenvolvimento que envolvam conteúdos relativos à área de atuação ou neles atuar, executar outras atividades de interesse da área.

O concurso contou com provas objetivas e escritas, aplicadas no dia 19 de novembro de 2017 em São Luís (MA). A prova objetiva, que teve duração de 05 (cinco) horas, contará com questões de Noções de Administração (5), Noções de Economia (5), Direito Administrativo (5), Direito Empresarial (5), Direito Constitucional (5), Direito Civil (5), Direito do Consumidor (25) e Legislação Especial (5), totalizando 60 quesitos.

Sobre

O PROCON Maranhão tem finalidade, como órgão responsável por promover e executar a Política das Relações de Consumo no Estado do Maranhão, promover a defesa do consumidor no âmbito estadual. O órgão está à disposição dos consumidores em geral para receber reclamações e denúncias de abusos praticados por fornecedores de produtos e de serviços, bem como a apuração desses atos, quer seja na esfera administrativa ou judicial.

Dentre as suas atribuições podemos elencar: Planejar, elaborar, propor, coordenar e executar a política nacional de proteção ao consumidor; Receber, analisar, avaliar e encaminhar consultas, denúncias ou sugestões apresentadas por entidades representativas ou pessoas jurídicas de direito público ou privado; Prestar aos consumidores orientação permanente sobre seus direitos e garantias; Informar, conscientizar e motivar o consumidor através dos diferentes meios de comunicação; entre outras.

Criação

O PROCON-MA foi criado  no governado de Epitácio Cafeteira, em 03 de julho de 1987, por meio do Decreto nº 10.451. Em seu artigo 1º, o Decreto instituiu, no âmbito da Secretaria Estadual de Abastecimento, como subdivisão de suas atribuições globais, o Programa Estadual de Proteção do Consumidor (PROCON-MA), com o objetivo de planejar, coordenar e executar a política estadual de defesa do consumidor.

Com a edição deste decreto, 280 funcionários foram convocados pela SUNAB para um treinamento e teste por um período de 30 dias e, após essa ação, foi promovido um concurso interno, no qual foram aprovados 35 funcionários. A partir daí a SUNAB solicitou que essas pessoas iniciassem suas atividades.

Missão e Visão

Missão: Buscar a harmonização dos interesses dos participantes das relações de consumo e compatibilizar a proteção do consumidor com o desenvolvimento social e econômico e o consumo sustentável, sempre com fundamento na boa-fé e equilíbrio nas relações entre consumidores e fornecedores;

Visão: Humanizar o atendimento e garantir a efetividade do serviço público, sendo referência nacional e oferecendo serviços para atender as necessidades dos consumidores que buscam o nosso auxílio e confiam em nosso trabalho para resolução dos seus problemas.

Sedes

Atualmente o PROCON-MA possui unidades em Açailândia, Araioses, Barreirinhas, Balsas, Bacabal, Vitorino Freire, Barra do Corda, Cururupu, Caxias, Codó, Coroatá, Colinas, Chapadinha, Carolina, Estreito, Faculdade Estácio, Terminal São Cristóvão, Florence, Godofredo Viana, Itapecuru-Mirim, Imperial Shopping (Imperatriz), Tocantins Shopping (Imperatriz), Lago da Pedra, Pedreiras, Presidente Dutra, Pinheiro, Pátio Norte, Santa Rita, Sede, Santa Inês, São José de Ribamar, São João dos Patos, Santa Luzia do Tide, Santa Luzia do Paruá, Shopping da Ilha, Timon, UNDB, Viana, Zona Rural e Viva Beira-Mar.

Informações do concurso
  • Concurso: Procon Maranhão
  • Banca organizadora: FCC
  • Escolaridade: fundamental e superior
  • Número de vagas: 51
  • Remuneração: não informado
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: ANUNCIADO
Publicado em

Processo Seletivo com mais de 180 vagas é retificado pela Prefeitura de São João dos Patos – MA

Processo Seletivo com mais de 180 vagas é retificado pela Prefeitura de São João dos Patos – MA

A Prefeitura de São João dos Patos, no Estado do Maranhão, retifica Processo Seletivo destinado ao preenchimento de vagas oferecidas e formação de cadastro reserva de profissionais.

Os requisitos de escolaridade exigidos dos candidatos ao cargo de Orientador Social foram modificados. Mais informações podem ser obtidas nos editais disponíveis em nosso site.

Há 185 oportunidades nesta seleção que se encontram nos cargos de Assistente Social (3); Cirurgião Dentista (2); Educador Físico (1); Enfermeiro Plantonista (2); Enfermeiro – PSF (3); Fisioterapeuta (3); Fonoaudiólogo (1); Médico nas especialidades de Auditor (1), Psiquiatra (1), Cardiologista (1), Oftalmologista (1), Ortopedista (1) e Plantonista (4); Médico Veterinário (1); Médico – PSF (5); Nutricionista (1); Orientador Social (4); Psicólogo (3); Químico (1); Agente Administrativo (13); Agente Comunitário de Saúde (5); Apoio de Coordenação – Viva Cidadão (1); Atendente – Balcão CPD – Viva Cidadão (1); Atendente – Antecedentes Criminais – Viva Cidadão (2); Atendente Consultório Dentário (2); Cuidador para Creche (7); Fiscal de Tributos (2); Monitor do Projeto Recreando e Educando (4); Protético Dentário (1); Técnico de Enfermagem (7); Técnico em Informática (1); Visitador do Programa Criança Feliz (4); Mecânico (1); Motorista (6); Vigia (33); Zelador (55); e Operador de Máquinas (1).

Com carga horária de 30h ou 40h semanais, ou de Plantão, a remuneração dos selecionados de nível fundamental a superior tem valor entre R$ 954,00 e R$ 3.500,00.

Os interessados em alguma destas vagas podem efetuar inscrição por meio do endereço eletrônico www.fsadu.org.br, até às 18h do dia 5 de novembro de 2018, mediante pagamento de taxa com valor entre R$ 55,00 e R$ 85,00.

Todos os inscritos nesta seleção, válida por dois anos, realizarão Prova Objetiva, no entanto, os que concorrem à função de Operador de Máquinas também devem ser submetidos à Prova Prática. A Prova Objetiva deve ser aplicada provavelmente no dia 18 de novembro de 2018.

Publicado em

Prefeitura de Coroatá – MA divulga Concurso Público com 162 oportunidades

Prefeitura de Coroatá – MA divulga Concurso Público com 162 oportunidades

Concurso Público que visa o provimento de cargos efetivos no âmbito da Administração Pública Municipal é anunciado pela Prefeitura de Coroatá – MA.

As 162 oportunidades disponíveis neste certame se encontram nos cargos de Técnico em Enfermagem (15), Técnico em Inspeção Sanitária (1), Assistente Administrativo (15), Guarda Municipal (5), Técnico em Informática (1), Administrador (3), Assistente Social (3), Analista do Meio Ambiente (1), Analista de Ciências Contábeis (1), Enfermeiro (5), Fisioterapeuta (3), Nutricionista (2), Odontólogo (2), Psicólogo (3), Professor nível 01 – Educação Infantil (31), Professor nível 01 – 1º ao 5º Ano (34), Professor nível 01 – 6º ao 9º ano com habilitação em Português (9), Matemática (8), Ciências (4), Geografia (4), História (3), Inglês (3), Educação Física (2), Libras (3) e Informática (1).

Dentre as vagas ofertadas, há aquelas que são reservadas a pessoas que se enquadrem nos requisitos especificados no edital.

Selecionados de nível médio e superior devem fazer jus à remuneração com valor entre R$ 954,00 e R$ 3.102,15, em regime de 30h ou 40h semanais.

Os interessados em alguma destas vagas podem efetuar inscrição até o dia 16 de novembro de 2018, por meio do endereço eletrônico www.consep-pi.com.br. A taxa de participação tem valor de R$ 50,00 ou R$ 100,00.

Este certame, válido por dois anos, consistirá na realização de Provas Objetiva, de Títulos e de Aptidão Física. As Provas Objetivas, com 3h de duração, devem ser aplicadas provavelmente no dia 13 de janeiro de 2019.

Mais informações podem ser obtidas no edital de abertura disponível em nosso site.

Publicado em

Prefeitura de Raposa – MA divulga a retificação referente ao Concurso Público

Prefeitura de Raposa – MA divulga a retificação referente ao Concurso Público

A Prefeitura de Raposa, pertencente ao Estado do Maranhão, divulga a retificação do Concurso Público que visa contratar 220 novos profissionais em todos os níveis de escolaridade.

Desta vez, as alterações ocorreram na Prova Objetiva que passam a ser aplicadas em dois dias, o primeiro dia está previsto para 25 de novembro de 2018 e é destinado apenas para Cargos de nível superior e para Professores. Já o segundo dia, é provável que ocorra no dia 2 de dezembro de 2018 para as funções de níveis fundamental e médio.

Em nosso site podem ser adquirido o curso específico, que contém todo o conteúdo programático das avaliações para estudo.

Vale ressaltar que este certame prorrogou suas inscrições, e os interessados devem se inscrever via internet, no endereço eletrônico www.institutomachadodeassis.com.br, por meio do formulário que agora estará disponível até o dia 30 de outubro de 2018. As taxas de participação são nos valores de R$ 60,00; R$ 80,00; R$ 110,00 e R$ 150,00.

Como forma de classificação, os candidatos serão avaliados por meio de Prova Objetiva, Avaliação de Títulos, Prova Discursiva e, por fim, Teste de Aptidão Física, podendo alterar conforme o cargo escolhido.

Mais informações podem ser obtidas nos editais que estão disponíveis em nosso site.

Este certame conta com oportunidades para os cargos de Agente Administrativo (19); Agente Comunitário de Saúde (1); Agente de Endemias (1); Assistente Social (1); Auxiliar de Farmácia (2); Auxiliar Operacional de Serviços Diversos (35); Contador (1); Digitador (5); Educador Físico (1); Eletricista (2); Enfermeiro Obstetra (3); Enfermeiro (3); Farmacêutico (1); Fiscal Sanitário (1); Guarda Municipal (5); Médicos nas especialidades de Auditor (1), Cardiologista (1), Dermatologista (1), Ginecologista Obstetra (1), Pediatra (1) e Plantonista (7); Médico Veterinário (1); Merendeira (15); Motorista (14); Nutricionista (2); Porteiro (2); Procurador Jurídico (1); Psicólogo (1); Supervisor Pedagógico (8); Vacinador (2) e Vigia (26).

Há vagas também para Professores de Educação Básica – 1º ao 5º Ano (15); Educação Especial (1); Educação Infantil (10); Interprete de Libras (2); e do 6º ao 9º Ano nas áreas de Artes (2), Ciências (3), Educação Física (3), Ensino Religioso (2), Filosofia (2), Geografia (2), História (3), Língua Portuguesa (2), Inglês (3) e Matemática (5).

Dentro do total de funções, há oportunidades exclusivas para candidatos que se enquadram nos itens especificados no edital.

Os contratados devem prestar serviços em regime de 20h a 40 horas semanais, com salários que variam de R$ 954,00 a R$ 6.000,00, exceto para algumas funções que vão fazer jus à remuneração conforme o Piso Nacional.

As vagas são destinadas ao Gabinete do Prefeito e para as Secretarias de Administração e Planejamento, Educação, Saúde, Infraestrutura e Transporte, e Assistência Social.

Este certame é válido por dois anos, a contar da data de publicação de a homologação, podendo ser prorrogado por igual período, à critério do município.