Publicado em

Concurso Bombeiros RJ para Oficiais é autorizado oficialmente com 25 vagas

Concurso Bombeiros RJ para Oficiais é autorizado oficialmente com 25 vagas

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso Bombeiros RJ) para o quadro de Oficiais. O documento de autorização do certame foi publicado nesta sexta-feira, 09 de outubro, no Diário Oficial do Rio de Janeiro. O edital vai abrir 25 vagas.

A organização do concurso será da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), instituição que será responsável pelas primeiras etapas do concurso, previsto para ser lançado em novembro.

De acordo com informações da Universidade, a corporação optou por aplicar vestibular isolado. Sendo assim, a primeira etapa do concurso Bombeiros RJ Oficiais vai contar com uma prova objetiva e uma redação. Dessa forma, o exame discursivo, com perguntas sobre Física e Matemática, não deverá ser aplicado.

Os interessados em concorrer a uma das vagas deverão se inscrever entre 18 e 30 de novembro, conforme informou a UERJ. A prova objetiva do concurso está prevista para ser aplicada no dia 10 de janeiro de 2021. Requisitos

O Concurso Bombeiros-RJ para o Curso de Formação de Oficiais do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro deve ter os seguintes requisitos:

  • Ser brasileiro;
  • Estar em dia com as obrigações militares nos termos da Lei de Serviço Militar;
  • Ter consentimento do pai ou do responsável para assentar Praça Especial do Corpo de Bombeiros, se menor de 18 anos;
  • Não deve ter limite de idade;
  • Ter concluído ou concluir até a data da matrícula no curso de formação de oficiais o nível médio;
  • Para os candidatos militares, estar, no mínimo, classificado no comportamento “bom”.

Etapas

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever no site da UERJ, durante o 1º ou o 2º exame de qualificação. A primeira fase vai contar com uma prova objetiva e discursiva do vestibular da universidade.

A avaliação vai contar com questões de Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas. Será aplicado, ainda, uma prova de redação.

Após o término do exame, os aprovados dentro de três vezes o número de vagas oferecidas no concurso Bombeiros RJ serão convocados para a parte Específica, que é realizada pela própria corporação.

As próximas etapas devem ser exames físicos e de saúde, além de pesquisas documental e social. Após isso, o curso de formação será realizado.

Último concurso para oficiais foi em 2019

O último edital de concurso Bombeiros-RJ foi realizado em 2019. De acordo com o documento de abertura, foram oferecidas 50 vagas para Oficiais, com requisito de nível médio completo.

O edital contou com vagas para candidatos de ambos os sexos. O certame não teve limite de idade ou altura.

O salário do cadete (militar em formação para se tornar oficial) é de, aproximadamente, R$3.200. Após três anos de formação, no posto de aspirante, a remuneração chega a R$6 mil.

Informações do concurso
  • Concurso: Bombeiros-RJ
  • Cargo: oficial
  • Requisito: nível médio
  • Vagas: 25
  • Remuneração: inicial de R$3.200
  • Inscrições: 18 a 30 de novembro de 2020
  • Provas: 10 de janeiro de 2021

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-previstos/concursos-previstos-sudeste/concurso-bombeiros-rj-para-oficiais/

Publicado em

Concurso PC RJ está autorizado e vai sair em 2021! Até R$18 mil

Concurso PC RJ está autorizado e vai sair em 2021! Até R$18 mil

A Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro vai abrir um novo edital de concurso público (Edital Concurso Polícia Civil PC RJ 2020) para sete cargos, totalizando 864 vagas. O anúncio de vagas da corporação foi anunciado pelo secretário da corporação, Allan Turnowski, no primeiro semestre de 2021. 

Em coletiva de imprensa no último dia 08, o chefe da pasta revelou que o concurso tinha preparativos adiantados. No entanto, o certame foi atingido pelo bloqueio de mais de 8 mil cargos vagos no Estado.

Mesmo assim, o secretário explica que já tem vacâncias que ocorreram depois desse bloqueio. Dessa forma, os cargos poderão ser preenchidos por novos aprovados em concursos.

A corporação, inicialmente, tinha objetivo de abrir o concurso com um quantitativo menor que as 864 vagas autorizadas inicialmente. Após isso, será necessário convocar mais aprovados à medida que surgirem novas vacâncias.

“Vamos abrir o concurso e ir chamando conforme novas vagas forem abertas, chamando de acordo com a colocação. O concurso está autorizado e vai sair ano que vem,” disse.

As oportunidades serão divulgadas para cargos de níveis fundamental, médio e superior, com iniciais de até R$ 18.157,73. O Instituto AOCP foi confirmado como banca organizadora para todos os cargos, com exceção de Delegado, que terá o Instituto Acesso na organização.

Segundo o subsecretário de Gestão Administrativa, delegado Flávio Britto, será permitido concorrer a mais de um cargo, desde que atenda aos requisitos de cada um. Isso será permitido porque as avaliações serão aplicadas em dias diferentes.

“Nós termos uma grande notícia para você, candidato, vai poder fazer todos os concursos, desde que seja habilitado. Vamos garantir que não haverá coincidência de datas das provas de primeira fase. Estude bastante que a Polícia Civil te espera”, esclareceu Britto.

As vagas do concurso PC-RJ 2020 foram autorizadas para os cargos de Delegado (47 vagas); Perito Legista (54 vagas), Inspetor (597 vagas), Investigador (118 vagas), Perito Criminal (20 vagas), Técnico de Necropsia (16 vagas) e Auxiliar de Necropsia (12 vagas).

De acordo com dados do Sindicato dos Policiais Civis do Rio (Sindpol), a legislação prevê 23.800 cargos preenchidos. No entanto, o Estado conta com apenas cerca de 9 mil agentes na ativa. Desse total, 2.500 já poderiam ter se aposentado, mas continuam trabalhando.

Segundo Marcus, a carência de 15 mil policiais foi o motivo para a autorização de um novo concurso da Polícia Civil do RJ. “Nosso déficit é muito grande e o governador Wilson Witzel entendeu isso e já autorizou. A toda hora, ele me pergunta como está o andamento das comissões”, disse o secretário.

O Secretário espera um concurso bastante concorrido, por isso recomenda uma boa preparação. “A gente espera que todos se preparem muito bem, estudem, porque ser policial civil passa a ser a nossa vida. É um trabalho que a gente faz para sociedade, é servir realmente à sociedade. Estudem bastante, pois será um concurso muito concorrido”, disse em entrevista à rádio CBN.

O Concurso PC RJ 2020

O concurso público da Polícia Civil-RJ 2020 terá objetivo de reforçar a Segurança Pública do Estado. “A Segurança Pública continua sendo uma das prioridades do nosso governo. Sabemos que uma Polícia Civil bem aparelhada e com capacidade de investigação poderá desmobilizar o crime organizado. Os resultados estão começando a aparecer. Além de mais policiais nas ruas, a Secretaria de Administração Penitenciária está fazendo diversas vistorias nas cadeias para apreender celulares e drogas”, afirmou.

A carência de 15 mil policiais, segundo o chefe da pasta, foi o motivo para a autorização de um novo concurso da Polícia Civil. Algumas carreiras da corporação, como a de delegado, não têm novos editais há seis anos. “Nosso déficit é muito grande e o governador Wilson Witzel entendeu isso e já autorizou (o concurso). A toda hora, ele me pergunta como está o andamento das comissões”, disse o secretário de Polícia Civil-RJ sobre o trabalho na organização dos editais.

O Concurso Polícia Civil PC RJ

O cargo de Auxiliar de Necropsia da Polícia Civil/RJ requer nível fundamental e conta com salário de R$ 4.743,12. Já para Técnico de Necropsia, é exigido nível médio. A remuneração é de R$ 5.277,59. O cargo de Investigador também exigirá nível médio.

Para concorrer ao cargo de Inspetor de Polícia Civil será necessário nível superior em qualquer área. Os profissionais aprovados no cargo fazem jus ao salário de R$ 6.280,31. O cargo de Investigador também exige a mesma escolaridade. Para o posto, o salário é de R$ 5.740,38.

A função de Médico Legista tem exigência de graduação nas áreas de Medicina, Odontologia, Farmácia e Bioquímica. O salário é de R$ 9.376,46, além de benefícios.

Para concorrer ao cargo de Delegado, o candidato deverá ter nível superior em Direito, devendo apresentá-lo na data da posse, o diploma devidamente registrado e emitido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação. A remuneração é de R$ 18.747,95.

Os salários citados já incluem o auxílio-alimentação de R$ 264,00.

Sobre os cargos

Auxiliar de Necropsia:  exercer atividades de natureza repetitiva relacionada à remoção, lavagem e asseio de cadáveres, limpeza e conservação de necrotérios, em qualquer órgão da Polícia Civil, compatível com suas atribuições; exercer outras atividades que forem definidas por lei ou outro ato normativo.

Técnico de Necropsia: exercer atividades de natureza repetitiva relativa à execução de trabalhos operacionais-complementares, na área de anátomo-patologia, abrangendo a realização de necropsia e dissecação de cadáveres, sob supervisão direta de Peritos Policiais, bem assim conservação do material técnico, em qualquer órgão da Polícia Civil, compatível com suas atribuições; exercer outras atividades que forem definidas por lei ou outro ato normativo.

Inspetor Policial: exercer atividades, envolvendo supervisão, coordenação, orientação e controle chefias de policiais civis, bem como assistência às autoridades superiores em assuntos técnicos especializados e fiscalização de trabalhos de segurança, investigações e operações policiais; exercer a segurança de autoridades, de bens e de serviços ou de áreas de interesse da segurança interna, bem assim investigações e operações policiais, com vistas à apuração de atos e fatos que caracterizam infrações penais; exercer, quando exigidas a especialidade e habilitação profissionais, atividades de natureza repetitiva, compreendendo a execução qualificada, sob supervisão e orientação superior, dos trabalhos laboratoriais, relativos a determinações, dosagens e análises em geral, com vistas à investigação policial, operar radiografias em vivo e em cadáver, para localização de projéteis de arma de fogo ou outros, bem como técnicas histológicas e hematológicas; zelar, quando incumbido de sua guarda, pelo instrumento técnico e científico dos laboratórios de perícias, encarregando-se de sua preparação para exame em geral, limpeza e conservação; exercer, ainda, quando exigidas, no concurso público, a especialidade e habilitação profissionais, atividades de natureza técnica, envolvendo supervisão, orientação e execução de serviços em oficinas ou unidades policiais relacionadas com a função, bem assim a revisão de trabalho de equipes de funcionários de categoria igual ou inferior, além de outras relativas às áreas de informática e de telecomunicações policiais; dirigir viaturas policiais, quando a situação o exigir, em qualquer órgão da Polícia Civil, compatível com suas funções; exercer, quando ocupante da classe Comissário de Polícia, além da assistência às autoridades superiores em assuntos técnicos especializados e fiscalização de trabalhos de segurança, investigações e operações policiais, segurança de autoridades, bens, serviços e de áreas de interesse da segurança pública, investigações e operações policiais, com vistas à apuração de atos e fatos que caracterizam infrações penais, também, a supervisão, coordenação, orientação e o controle de chefias de equipes de policiais civis hierarquicamente subordinados; exercer outras atividades que forem definidas por lei ou outro ato normativo.

O Delegado de Polícia deverá: – zelar pela segurança do Estado e de sua população; – concorrer para a manutenção da ordem pública; – assegurar a observância da lei; – defender as instituições públicas; – promover a prevenção, a apuração e a repressão das infrações penais; – assegurar o exercício pleno da cidadania e das liberdades individuais; – exercer atividades de nível superior, compreendendo supervisão, planejamento, coordenação e controle, no mais alto nível de hierarquia da Administração Policial do Estado; – exercer atividades de pesquisa, orientação e organização de trabalhos técnicos relacionados com segurança, investigação e operações policiais; – exercer atividades de comando, coordenação e controle de programas, planos, projetos e realizações, assessoramento e auditagem; – exercer atividades de direção e chefia nos vários escalões da estrutura organizacional da Polícia Civil; – exercer atividades de direção de Divisões, Delegacias Especializadas e Policiais, de conformidade com a escala hierárquica, instauração e presidência de todos os procedimentos de Polícia Judiciária; – e outras atividades que forem definidas por lei ou regulamento.

Etapas do concurso

Delegado: Provas objetivas; Provas discursivas; Provas orais; Prova de capacidade física; Exame psicotécnico; Exame médico.

Demais cargos: Provas objetivas; Prova de capacidade física; Exame psicotécnico; Exame médico.

Os aprovados ainda serão submetidos a cursos de formação e prova de investigação social, na Academia de Polícia (Acadepol).

Último concurso de Delegado foi divulgado em 2012

O último concurso de Delegado da Polícia Civil do Rio de Janeiro foi divulgado em 2012, quando contou, a princípio, com 100 vagas. Logo depois, a oferta foi ampliada para 150 vagas. A Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (FUNCAB) organizou o certame.

A Prova Objetiva Preliminar, que integra a Primeira Fase do Concurso, teve caráter eliminatório, compreendendo 100 (cem) questões, distribuídas entre as disciplinas de Direito Penal (20 questões), Direito Processual Penal (20 questões), Direito Administrativo (20 questões), Direito Constitucional (20 questões), Direito Civil (10 questões) e Medicina Legal (10 questões).

Participaram da segunda etapa (prova discursiva específica), todos os candidatos aprovados na Prova Objetiva Preliminar. As provas foram aplicadas, de forma agrupada, em 03 (três) dias diferentes, sendo o primeiro grupo no sábado, o segundo grupo no domingo seguinte e o terceiro grupo no domingo subsequente. A avaliação abordou questões de Direito Penal (04), Direito Processual Penal (04), Direito Administrativo (04), Direito Constitucional (04), Medicina Legal (04) e Direito Civil (04).

Sobre o órgão

A primeira polícia existente no Rio foi a Guarda Escocesa, trazida por Villegagnon em 1555, para lhe garantir a vida, permitindo-lhe colocar em execução um regime opressor e severo. No dia 1º de março de 1565, na várzea existente entre o Morro Cara de Cão, hoje São João, e o pico do Pão de Açúcar foi fundada solenemente a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. Nessa ocasião, Estácio de Sá nomeou as primeiras autoridades, sendo indicado para o cargo de Alcaide Pequeno – encarregado das diligências noturnas o carcereiro Francisco Fernandes.

Nesse dia foram nomeados ainda, Pedro Martins Namorado – Juiz das Terras; Antonio de Marins Coutinho – Provedor da Fazenda Real; Francisco Dias Pinto – Alcaide Mor; Pedro Costa – Tabelião, Escrivão das Sesmarias e Oficial de Armas da Cidade; João Grossi – Almotacé , funcionário incumbido da aferição dos pesos e medidas, preços de comestíveis e asseio da população.

A Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro tem missão de garantir os direitos fundamentais através da apuração eficiente e qualificada das infrações penais.

Valores – Ética, Hierarquia e disciplina, Comprometimento, valorização do servidor, Garantia dos direitos fundamentais, Foco no cidadão, Excelência e transparência na prestação do serviço policial, Gestão por resultado e Parcerias institucionais.

Visão – Ser reconhecida como polícia cidadã e referência pelo alto índice de elucidação das infrações penais.

Informações do concurso
  • Concurso: Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (PC-RJ)
  • Banca organizadora: Instituto AOCP e Instituto Acesso
  • Escolaridade: fundamental, médio e superior
  • Número de vagas: 864
  • Remuneração: Até R$18.747,95
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: AUTORIZADO

100% de Acordo com Último Edital

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-previstos/concurso-pc-rj-2020-edital/

Publicado em

Concursos abertos nesta semana abrem mais de 8 mil vagas no país

Concursos abertos nesta semana abrem mais de 8 mil vagas no país

semana começou com tudo! Se você sonha em ingressar no serviço público, a hora é agora. Acontece que diversos editais de concursos estão abertos para preenchimento de vagas no país.

As seleções abertas contam com muitas vagas – são 8.684 no total – com salários atrativos. Veja a lista completa e prepare-se:

Cabo Frio (RJ)

No Estado do Rio de Janeiro, a Prefeitura Municipal de Cabo Frio abriu editais de concurso público para preenchimento de 922 vagas em cargos de níveis fundamental, médio/técnico e superior na autarquia municipal.

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre o período de 14 de outubro até às 23h59 do dia 13 de dezembro de 2020, no endereço eletrônico oficial da banca organizadora  Instituto Brasileiro de Administração Municipal (Ibam). O valor da inscrição oscila entre R$ 40,00 a R$ 60,00.

As avaliações serão aplicadas em data provável nos dias 21 de março e 11 e 18 de abril de 2021, enquanto as provas prática e de aptidão física estão previstas para os dias 29 e 30 de maio e 5 e 6 de junho de 2021.

O concurso é válido por 24 meses, a contar da data de homologação do resultado final, prazo este que poderá ser prorrogado uma vez, por igual período, a critério da autarquia municipal.

  • Concurso: Prefeitura Municipal de Cabo Frio RJ
  • Banca organizadora: Instituto Brasileiro de Administração Municipal (Ibam)
  • Escolaridade: fundamental, médio/técnico e superior
  • Número de vagas: 922
  • Remuneração: R$ 998,00 a R$ 5.018,98
  • Inscrições: 14 de outubro a 13 de dezembro de 2020
  • Taxa de Inscrição: R$ 40,00 a R$ 60,00
  • Provas: 21 de março e 11 e 18 de abril de 2021
  • Situação: PUBLICADO

 

PM SP (Guarda-Vidas)

Saiu o edital. O Corpo de Bombeiros da Polícia Militar de São Paulo faz saber aos interessados a abertura de novo edital de processo seletivo para o cargo de Guarda-Vidas. Serão oferecidas, ao todo, 600 vagas para diversas regiões.

Para concorrer a uma das vagas, o candidato precisa ter nível fundamental, além de ter preciso ter idade igual ou superior a 18 anos, estar em dia com as obrigações militares e eleitorais e não ter antecedentes criminais.

O salário do profissional será de R$1.290,66, mais vale-transporte e vale-refeição. As vagas serão distribuídas da seguinte maneira:

  • Ilha Comprida (36 vagas);
  • Iguape (14);
  • Guarujá (50);
  • Bertioga (58);
  • Peruíbe (40);
  • São Sebastião (30);
  • Itanhaém (50);
  • Ilha Bela (12);
  • Mongaguá (60);
  • Caraguatatuba (20);
  • Praia Grande (100);
  • Ubatuba (50);
  • São Vicente (20);
  • Santos (10);
  • São Paulo – represa Guarapiranga (36);
  • e São Bernardo do Campo – represa Billings (14).

Os profissionais serão contratados por, no máximo, cinco meses. Os serviços serão prestados de novembro de 2020 a março de 2021. A jornada será de 40 horas semanais.

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 01 e 31 de outubro de 2020, no site da corporação . Além disso, o candidato também consegue se inscrever pessoalmente nos endereços descritos no edital. Não haverá taxa de inscrição.

Itaboraí RJ

  • Concurso: Prefeitura Municipal de Itaboraí RJ
  • Banca organizadora: Instituto Carlos Augusto Bittencourt – INCAB
  • Escolaridade: médio/magistério e superior
  • Número de vagas: 653
  • Remuneração: R$ 1.526,13 e R$ 1.983,36
  • Inscrições: até 29 de outubro de 2020
  • Taxa de Inscrição: R$ 70,00 e R$ 90,00
  • Provas: 22 de novembro de 2020
  • Situação: PUBLICADO

Mari PB

  • Concurso: Prefeitura Municipal de Mari PB
  • Banca organizadoraIDIB
  • Escolaridade: fundamental, médio e superior
  • Número de vagas: 143
  • Remuneração: R$ 1.045,00 a R$ 8.591,00
  • Inscrições: até 12 de outubro de 2020
  • Taxa de Inscrição: R$ 70,00 a R$ 130,00
  • Provas: 6 de dezembro de 2020
  • Situação: PUBLICADO

Carutapera MA

  • Concurso: Prefeitura Municipal de Carutapera MA
  • Banca organizadora: prefeitura
  • Escolaridade: fundamental, médio, técnico e superior
  • Número de vagas: 189
  • Remuneração: R$ 1.045,00 a R$ 2.410,80
  • Inscrições: até 22 de outubro de 2020
  • Taxa de Inscrição: R$ 69,00 a R$ 101,90
  • Provas: 22 de novembro de 2020
  • Situação: PUBLICADO

Alagoa Nova PB

  • Concurso: Prefeitura Municipal de Alagoa Nova PB
  • Banca organizadoraContemax Consultoria
  • Escolaridade: fundamental, médio e superior.
  • Número de vagas: 111
  • Remuneração: R$ 1.045,00 a R$ 2.738,82
  • Inscrições: até 25 de outubro de 2020
  • Taxa de Inscrição: R$ 75,00 e R$ 110,00
  • Provas: 22 de novembro de 2020
  • Situação: PUBLICADO

Redenção PA

No Estado do Pará, a Prefeitura de Redenção faz saber aos interessados a abertura de nada menos que 1.012 vagas em cargos de ensino fundamental, médio e superior.

De acordo com o comunicado de vagas, os futuros aprovados no certame atuarão nos quadros das secretarias de Administração, Educação e Saúde. Os interessados poderão se inscrever até 12 de novembro, no  site do Ivin, organizador da seleção .

Marapanim PA

  • Concurso: Prefeitura Municipal de Marapanim PA
  • Banca organizadora: Instituto Vicente Nelson (Ivin)
  • Escolaridade: fundamental, médio e de níveis técnico e superior
  • Número de vagas: 380
  • Remuneração: R$ 1.045,00 a R$ 3.193,00
  • Inscrições: 21 de setembro até o dia 20 de outubro de 2020
  • Taxa de Inscrição: R$ 60,00 a R$ 90,00
  • Provas:  06 de dezembro de 2020
  • Situação: PUBLICADO

Costa Marques RO

No Estado de Rondônia, a Prefeitura Municipal de Costa Marques faz saber aos interessados a abertura de um novo edital de concurso e processo seletivo simplificado que tem por objetivo preencher 138 vagas em cargos de níveis fundamental, médio, técnico e superior.

CREA SC

  • Concurso: CREA SC
  • Banca organizadora: IESES
  • Escolaridade: superior
  • Número de vagas: 07 + CR
  • Remuneração: R$8.428,71
  • Inscrições: até 13 de novembro
  • Taxa de Inscrição: R$95
  • Provas: 13 de dezembro
  • Situação: PUBLICADO

Campo Bom (RS)

No Estado do Rio Grande do Sul, a Prefeitura de Campo Bom faz saber aos interessados a abertura de novo edital para o preenchimento de 20 vagas de nível médio no cargo de Guarda Municipal.

O cargo requer nível médio, ter, no mínimo, 21 anos e, no máximo, 35 na data final das inscrições e ter estatura mínima de 1,65m (homens) ou 1,60m (mulheres). Além disso, será necessário possuir Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo, na categoria “A” e “B”.

O salário inicial do cargo de Guarda Municipal será de R$2.500,00. Além disso, os profissionais vão contar com vale-transporte (R$300,62) e auxílio-alimentação (R$249,85) e Adicional de Risco de Vida de 50% sobre o vencimento.

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever até as 17 horas do dia 22 de outubro. Os interessados podem fazer a candidatura por meio do  site da Fundatec, banca organizadora  .

Fundação Hospitalar Getúlio Vargas (RS)

Edital publicado. A Fundação Hospitalar Getúlio Vargas, na Região Metropolitana de Porto Alegre faz saber aos interessados a abertura de novo edital de concurso para preenchimento de 251 vagas, sendo 239 de nível superior.

Além disso, o edital reserva vagas para cargos de níveis fundamental e médio. O regime de contratação é o celetista. O salário pode chegar a até R$ 11.893,96.

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever até 28 de outubro pelo site do IBRASP.

Alta Taquari (MT)

  • Concurso: Prefeitura Municipal de Alto Taquari MT
  • Banca organizadora: prefeitura
  • Escolaridade: fundamental, médio ou superior
  • Número de vagas: 14
  • Remuneração: R$ 1.517,48 a R$ 3.033,30
  • Inscrições: 1º a 30 de outubro de 2020
  • Taxa de Inscrição:
  • Situação: PUBLICADO

Sinop (MT)

  • Concurso: Prefeitura Municipal de Sinop MT
  • Banca organizadora: Método e Soluções
  • Escolaridade: fundamental e superior
  • Número de vagas: 41
  • Remuneração: R$ 1.549,00 a R$ 11.352,94
  • Inscrições: 24 de setembro até 22 de outubro de 2020
  • Taxa de Inscrição: R$ 50,00 a R$ 120,00
  • Provas: 22 de novembro de 2020
  • Situação: PUBLICADO

Bandeirantes (MS)

  • Concurso: Prefeitura Municipal de Bandeirantes
  • Banca organizadoraFapec Concursos
  • Escolaridade: fundamental, médio, técnico e superior
  • Número de vagas: 126
  • Remuneração: R$ 1.065,75 e R$ 4.032,00
  • Inscrições: até 15 de novembro de 2020
  • Taxa de Inscrição: R$ 80,00 a R$ 200,00
  • Provas: a definir …
  • Situação: PUBLICADO

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-abertos/concursos-abertos-nesta-semana-abrem-mais-de-8-mil-vagas-no-pais/

Publicado em

Concurso TCM RJ Auditor: órgão tem 32 cargos vagos de auditor

Concurso TCM RJ Auditor: órgão tem 32 cargos vagos de auditor

É grande a expectativa de realização do concurso público para Auditor do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro (Concurso TCM RJ – Auditor).

Enquanto o edital do novo concurso TCM Rio não é publicado, aumenta o número de cargos vagos de auditor no órgão. De acordo com dados disponíveis no Portal de Transparência do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro, há 32 vagas em aberto atualmente para a carreira.

A comissão organizadora do certame confirmou as etapas do próximo edital para carreira. O grupo estima a realização de duas fases no certame. A confirmação veio através de nota publicada no portal do órgão.

O documento publicado pelo TCM-RJ também confirma 28 vagas para o cargo de Auditor de Controle Externo. Do quantitativo, 23 serão para a função de auditor de controle externo sem especialidade, que exige graduação em qualquer área. As outras cinco serão destinadas à função de auditor na área de Tecnologia da Informação, que exige graduação em TI.

As vagas para área de TI surgiram após uma alteração proposta pelo presidente do Tribunal, Thiers Montebello, e aprovada durante sessão plenária. De acordo com a modificação, dois cargos de auditor externo sem especialidade, dois com especialidade em Direito e um em Engenharia foram convertidos em vagas para auditor de controle externo da área de Tecnologia da Informação.

Na ocasião, o presidente do Tribunal defendeu a alteração, pois o atual quadro de servidores da área de TI no tribunal é insuficiente. Além disso, houve crescimento das demandas internas por desenvolvimento de soluções em Tecnologia da Informação. “A tendência é aumentar a especialização e ter mais empenho nessa área”, defendeu o presidente na ocasião.

O órgão alterou a comissão organizadora do certame, conforme documento publicado no Diário Oficial do Município desta quinta-feira, dia 31 de outubro.

O servidor Renato Tinoco Gonzaga foi substituído por Igor dos Reis Fernandes, que atuará como conselheiro-substituto. O grupo, formado em julho, tem na presidência o servidor Emil Leite Ibrahim. Além disso, compõe o grupo de trabalho, Pedro Hollanda Dionisio, Jaqueline Dias de Mello e Alexandre Angeli Cosme.

O projeto do edital ao qual o órgão se refere, também é conhecido como projeto básico ou minuta do edital. O documento orienta o processo de escolha da banca, já que traz as características do concursos às instituições interessadas.

A autorização para o órgão instituir uma comissão organizadora veio através do Conselheiro Thiers Monte Bello, durante Sessão Plenária realizada no dia 02 de julho. A expectativa é de que o edital seja publicado no início de 2020.

O órgão tem um déficit de 28 profissionais de auditor, sendo 23 com formação em nível superior em qualquer área e 5 na área de Tecnologia da Informação (T.I.)

O Concurso TCM RJ 2020 – Auditor

O cargo de Auditor de Controle Externo do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro (Concurso TCM RJ) tem exigência de diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

O Auditor de Controle Externo tem missão de desenvolver atividades de planejamento, coordenação e execução relativas à fiscalização e ao controle externo da arrecadação e aplicação de recursos do Município, bem como da administração desses recursos, examinando a legalidade, legitimidade, economicidade, eficiência e efetividade, em seus aspectos financeiro, orçamentário, contábil, patrimonial e operacional, dos atos daqueles jurisdicionados ao Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro; Executar atividades relacionadas ao desenvolvimento organizacional do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro; Executar atividades operacionais e de gestão necessárias ao desempenho das atividades inerentes ao funcionamento do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro; e Executar outras tarefas correlatas a critério do seu superior imediato.

O cargo de Auditor de Controle Externo: Especialidade Tecnologia da Informação (TI) tem requisito de Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior na área de Tecnologia da Informação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); ou diploma, devidamente registrado, de conclusão de qualquer curso de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, acompanhado de certificado de curso de pós-graduação (especialização, mestrado ou doutorado) na área de Tecnologia da Informação de, no mínimo, 360 horas, fornecido por instituição reconhecida pelo MEC.

O profissional deverá planejar, conceber, coordenar, gerenciar e participar de ações para a implementação de soluções de Tecnologia da Informação, bem como prover e manter em funcionamento essa estrutura tecnológica, composta por sistemas, serviços, equipamentos e programas de informática necessários ao funcionamento do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro.

O salário inicial é de nada menos que R$ 15.226,81.

O valor é composto de vencimento básico de R$2.356,81, mais a gratificação de controle externo de R$12.870. Após três meses de exercício no cargo, os servidores vão passar a receber encargos especiais, no valor de R$4.633,20. Com isso, o salário pode chegar a R$ 19.860,01.

Além disso, os servidores vão contar com auxílio-saúde (até R$1.400); auxílio-refeição (R$1.133); auxílio-creche (R$1.287), para quem tem dependentes de até seis anos; e auxílio-educação (R$1.287), no caso de dependentes de até 17 anos. Os auxílios-creche e educação ficam limitados a apenas dois dependentes.

O regime de contratação é estatutário, que garante estabilidade empregatícia aos servidores, após três anos ininterruptos de trabalho. A jornada é de 40 horas semanais.

Etapas do concurso TCM RJ 2020

A proposta preliminar da Comissão preconiza a realização do concurso em duas 02 (duas) fases, que consistirão em uma prova de caráter objetivo e uma prova discursiva, numa mesma data e em turnos diferentes.

A prova objetiva, de cunho eliminatório e classificatório, compreenderá um número, inicialmente previsto, de 100 (cem) questões. E a prova discursiva, também de cunho eliminatório e classificatório, poderá conter até 3 (três) questões discursivas e 1 (um) caso prático a ser respondido na forma de manifestação técnica e de acordo com a norma culta da língua portuguesa.

O conteúdo programático que constará do edital considerará o perfil demandado pelas áreas técnicas do TCMRJ e as competências requeridas para os cargos:

Para o cargo de Auditor de Controle Externo de livre formação, os trabalhos e as oitivas realizadas pela Comissão revelam a demanda por conteúdos jurídicos e demais conhecimentos, como auditoria e controle externo, aderentes à atuação profissional, e ainda, por temas que contribuam com o exercício do controle sob ponto de vista técnico-gerencial e holístico, que ampliem as abordagens estritamente jurídico-formais.

Para o cargo de Auditor de Controle Externo – Especialidade TI serão acentuados os conteúdos específicos da área de Tecnologia da Informação.

Último Concurso e Provas TCM RJ

O último concurso do TCM para o cargo de Auditor aconteceu em 2010, função que na época levava o nome de Técnico de Controle Externo. Na época, os candidatos foram avaliados por das provas com 140 questões, tendo 70 quesitos cada uma. A organização ficou por conta da Secretaria Municipal de Administração do Rio de Janeiro (SMA-Rio).

Os candidatos foram avaliados por provas de Língua Portuguesa (20 questões), Auditoria (10), Contabilidade Geral (10), Contabilidade Pública (10), Matemática Financeira (10) e Raciocínio Lógico (10). O segundo bloco das provas contou com questões de Direito Administrativo (20 vagas), Direito Constitucional (15), Direito Financeiro (15), Noções de Informática (05), Instrumentos de Controle Externo (10) e Ética do Servidor na Administração Pública (05). A tendência é que neste novo concurso os assuntos cobrados sejam mantidos.

Para ser aprovado na avaliação objetiva, o candidato precisou ter 84 pontos em cada uma das provas, além de pontuação mínima em cada matéria.

Informações do concurso
  • Concurso: Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCM-RJ)
  • Banca organizadora: a definir
  • Escolaridade: superior
  • Número de vagas: a definir
  • Remuneração: R$ 19.860,01
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-por-estado/concursos-rio-de-janeiro/concurso-tcm-rj-auditor-2019-2020/

Publicado em

Concurso TJ RJ 2020: Inscrições abertas com 160 vagas para técnicos e analistas

Concurso TJ RJ 2020: Inscrições abertas com 160 vagas para técnicos e analistas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro faz saber aos interessados a abertura de um novo edital de concurso público (Concurso TJ RJ 2020) para o preenchimento de 160 vagas, sendo 85 para técnico judiciário, de nível médio, e 75 para analista judiciário, de nível superior em áreas específicas. Os salários oferecidos podem chegar a até R$9 mil.

Do quantitativo de vagas, haverá reserva para ampla concorrência, negros ou índios, pessoas com deficiência e hipossuficientes. As contratação serão feitas sob regime escriturário, que prevê estabilidade empregatícia.

Cargos e vagas do concurso TJ RJ 2020

As vagas do concurso TJ-RJ 2020 para o cargo de Técnico Judiciário estão distribuídas para o Rio de Janeiro (30 vagas), Niterói (09 vagas), Petrópolis (07 vagas), Duque de Caxias (08 vagas), Volta Redonda (06 vagas), Campos dos Goytacazes (07 vagas); Vassouras (01 vaga); Itaguaí (05 vagas); Nova Friburgo (04 vagas); Itaperuna (01 vaga) e Cabo Frio (04 vagas).

Quem tem apenas nível médio completo poderá se inscrever no cargo de técnico de atividade judiciária sem especialidade. Os salários chegam a R$5.556,06, composto de R$3.870,06, auxílio-alimentação de R$1.290 e auxílio-locomoção de R$396 (R$18 por dia útil, considerando 22 dias úteis).

Para nível superior, o concurso do TJ-RJ traz vagas para a função de Analista Judiciário – Sem Especialidade. O cargo requer graduação em Administração, Direito ou Economia. Os salários chegam a R$8.059.89, sendo R$6.373,89 de salário-base, R$1.290 de auxílio-alimentação e R$396 de auxílio-locomoção (R$18 por dia útil, considerando 22 dias úteis).

Além disso, o edital traz vagas para Analista Judiciário nas áreas de contador; psicólogo; assistente social; comissário da infância, juventude e idoso; médico; médico psiquiatra; analista de negócios; analista de infraestrutura; analista de projetos; analista de segurança da informação; analista de gestão de TIC; analista de sistemas. Os cargos exigem graduação específica. O salário é de R$8.059.89.

concurso TJ-RJ 2020 ainda conta com vagas para Analista Judiciário – execução de mandados, conhecido como oficial de justiça. Para se candidatar, o candidato precista ter nível superior em Direito. Os salários chegam a R$9.972,05, já que recebem também a Gratificação de Atividade Externa (GAE). Essa representa 30% sobre o vencimento oferecido ao cargo (R$1.912,16).

As vagas de Analista são para o Rio de Janeiro; Niterói; Petrópolis; Duque de Caxias; Volta Redonda; Campos dos Goytacazes; Vassouras; Itaguaí; Nova Friburgo; Itaperuna e Cabo Frio, a depender de cada especialidade.

Técnico de Atividade Judiciária
Praticar os atos necessários ao impulsionamento oficial dos processos judiciais e administrativos, observando os comandos e rotinas automatizadas, disponibilizados pelos sistemas e a normatização interna do Poder Judiciário.

Analista Judiciário – Execução de Mandados
Realizar diligências externas relacionadas com a prática de atos de comunicação processual e de execução, tais como: cumprir pessoalmente as ordens de citação, intimação, prisão, penhora, arresto e demais diligências próprias de seu ofício, certificando no mandado o ocorrido, com menção de lugar, dia e hora, na presença de duas testemunhas, sempre que possível; executar as ordens do magistrado a que estiver subordinado; entregar o mandado, depois de cumprido, na serventia, dentro do prazo estabelecido.

Analista Judiciário – Comissário de Justiça da Infância, da Juventude e do Idoso
Exercer funções de fiscalização, de garantia, de cunho sócio-educativo em geral e de proteção dos direitos da criança, do adolescente e do idoso, desenvolver trabalhos de prevenção, aconselhamento, orientação, acompanhamento técnico à criança, ao adolescente e ao idoso, fornecer subsídios para instruir processos, judiciais e administrativos, que auxiliem na tomada de decisões.

Inscrição Concurso TJ RJ 2020

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 09 e 30 de março de 2020, no site do Cebraspe (antigo Cespe/UnB), banca organizadora. A taxa de inscrição vai custar R$80 para técnico judiciário e R$100 para analista judiciário.

O pagamento da taxa poderá ser efetuado até 29 de abril.

Vale lembrar que é possível se inscrever para mais de um cargo no concurso do TJ-RJ, desde que o horário de aplicação das provas não coincida.

Provas Concurso TJ RJ 2020

concurso do TJ-RJ vai contar com provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, a ser realizado para todos os cargos. A avaliação será aplicada no dia 21 de junho (conforme retificação), em dois turnos, sendo na manhã para analista e pela tarde para técnico.

A alteração na data das provas acabou alterando, também, a disponibilização dos locais de provas, que agora será no dia 06 de junho. Os gabaritos preliminares das provas objetivas serão liberados no dia 24 de junho. O resultado provisório vai sair no dia 14 de agosto.

Segundo o edital publicado, apenas os candidatos de Analista serão submetidos, no mesmo dia, a prova discursivas, de caráter eliminatório e classificatório. A etapa vai consistir em estudo de caso, redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, a respeito de temas relacionados aos conhecimentos específicos de cada especialidade.

As provas serão aplicadas em Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Duque de Caxias, Itaguaí, Itaperuna, Niterói, Nova Friburgo, Petrópolis, Rio de Janeiro, Vassouras e Volta Redonda.

Segundo o edital, em ambos os casos, as avaliações objetivas serão compostas por questões de múltipla escolha com cinco opções (A, B, C, D e E).

As avaliações objetivas vão ter o valor de 60 pontos, sendo habilitado quem obtiver o mínimo de 10 pontos em Conhecimentos Gerais e 20 em Conhecimentos Específicos.

Os classificados no cargo de analista vão passar, ainda, por prova de títulos. A validade do concurso vai ser de dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período. Durante esse período, o órgão poderá convocar aprovados para suprir a necessidade de novos servidores.

Os excedentes podem ser convocados, uma vez que há um grande número de desligamentos no tribunal. Atualmente, o órgão registra 645 cargos de analista judiciário e 128 de técnico de atividade judiciária desocupados.

Informações do concurso
  • Concurso: Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ)
  • Banca organizadora: CEBRASPE
  • Escolaridade: médio e superior
  • Número de vagas: 160
  • Remuneração: até R$9 mil
  • Inscrições: entre 09 e 30 de março
  • Taxa de Inscrição: R$80 para técnico judiciário e R$100 para analista judiciário
  • Provas: 21 de junho de 2020
  • Situação: PUBLICADO

EDITAL TJ RJ 2020 – Técnico

EDITAL TJ RJ 2020 – Analista

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-por-estado/concurso-tj-rj-edital-2020-inscricoes/

Publicado em

Concurso TJ RJ 2020: Edital deve sair antes do Carnaval

Concurso TJ RJ 2020: Edital deve sair antes do Carnaval

Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso TJ RJ) este ano. Esperado para ser publicado em janeiro, o documento de abertura vai ser publicado ainda em fevereiro, antes do carnaval.

A expectativa de abertura do edital só cresce, uma vez que o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos Universidade de Brasília (CEBRASPE) assinou o contrato para organizar o certame.

Segundo informações da assessoria de imprensa ao site Folha Dirigida, serão 160 vagas, sendo 85 para técnico judiciário (nível médio) e 75 para analista judiciário (nível superior). A taxa de inscrição custará R$80 para técnicos e R$100 para analistas.

edital do concurso TJ-RJ 2020 está confirmado para os seguintes cargos:

  • Técnico de Atividade Judiciária – sem especialidade, do grupo nível médio – 85 vagas;
  • Analista Judiciário – sem especialidade, do grupo nível superior – 31 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Contador, do grupo gestão – 02 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Execução de Mandados, do grupo judicial – 10 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Psicólogo, do grupo assistencial – 05 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Assistente Social, do grupo assistencial – 05 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Comissário de Justiça da Infância, da Juventude e do Idoso, do grupo judicial – 05 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Médico, do grupo assistencial – 06 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Médico Psiquiatra, do grupo assistencial – 01 vaga;
  • Analista Judiciário – especialidade Analista de Negócios, do grupo tecnologia da informação – 02 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Analista de Infraestrutura, do grupo tecnologia da informação – 02 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Analista de Projetos, do grupo tecnologia da informação – 01 vaga;
  • Analista Judiciário – especialidade Analista de Segurança da Informação, do grupo tecnologia da informação – 02 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Analista de Sistemas, do grupo tecnologia da informação – 02 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Analista de Gestão de TIC, do grupo tecnologia da informação – 01 vaga.

Além dos cargos citados, o corregedor-geral de Justiça do Rio de Janeiro decidiu pela inclusão de 09 vagas para oficial de justiça. A medida foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico desta segunda-feira, 27. “Acolho o parecer do Juiz de Direito Auxiliar da Corregedoria Guilherme Pedrosa Lopes e adoto, como razão de decidir, os fundamentos expostos, para DEFERIR o envio dos autos a DGPES a fim de que seja incluída no edital do novo concurso público, para o cargo de Analista Judiciário na Especialidade Execução de Mandados (oficial de justiça), a previsão de 09 (nove) vagas para a 2ª Região”, consta no despacho. As vagas serão para 2ª Região (Niterói; Região Oceânica; Itaboraí; Maricá; Rio Bonito; São Gonçalo; Silva Jardim e Alcântara).

A banca organizadora do concurso foi escolhida através de dispensa de licitação. O documento foi publicado no Diário Oficial Eletrônico do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro do dia 09 de janeiro. A expectativa é que o órgão receba 80 mil inscritos.

A expectativa é que o edital seja publicado ainda em janeiro. As provas devem ser aplicadas até junho. Os candidatos ao cargo de técnico, de nível médio, serão avaliados por prova objetiva, enquanto os candidatos de nível superior serão submetidos a exames objetivo, discursivo e de títulos.

No dia 08 de novembro, o órgão publicou o regulamento do certame no Diário da Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

De acordo com a publicação, assinada pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Claudio de Mello Tavares, devido a viabilidade técnica e orçamentário-financeira será realizado concurso público para a reposição de pessoal efetivo.

De acordo com o documento, o quantitativo de vagas disponíveis para provimento dos cargos será discriminado nos Editais dos concursos. Os concursos serão compostos pelas etapas I, IV e V, cabendo ao Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro a definição, quando da publicação dos respectivos Editais, de inclusão das etapas II e III:

I – prova objetiva de conhecimentos técnicos, de natureza eliminatória e classificatória;
II – prova discursiva, de natureza classificatória e eliminatória;
III – exame de títulos, para cargos de nível superior, de natureza classificatória;
IV – comprovação de sanidade física e mental, de natureza eliminatória; e
V – comprovação dos requisitos à investidura no cargo, de natureza eliminatória.

O presidente do órgão, desembargador Claudio de Mello Tavares, disse que o edital está previsto para ser publicado em dezembro ou janeiro de 2020. As informações foram passadas ao site Folha Dirigida.

“O edital deverá ser publicado dezembro ou, no máximo, em janeiro. O concurso (as provas) será realizado no primeiro semestre de 2020”, disse o presidente.

Na ocasião, o desembargador também confirmou a oferta e os cargos que serão contemplados no concurso. Segundo ele, serão oferecidas 100 vagas imediatas. “Cerca de 100 vagas serão distribuídas entre as carreiras de técnico e analista. A distribuição ainda está em estudo”, disse o presidente ao site Folha Dirigida.

O salário de técnico chega a R$5.556,06, sendo composta por vencimento de R$3.870,06, auxílio-alimentação de R$1.290 e auxílio-locomoção de R$396 (R$18 por dia útil, considerando 22 dias úteis de trabalho).

Já o salário de analista é de R$8.059,89, sendo R$6.373,89 de salário-base, R$1.290 de auxílio-alimentação e R$396 de auxílio-locomoção (R$18 por dia útil, também considerando 22 dias úteis).

A exceção dos salários é o cargo de analista de execução de mandados, que tem ganhos de R$9.072,05 e recebe também a Gratificação de Atividade Externa (GAE). O valor representa 30% sobre o vencimento oferecido ao cargo, de R$1.912,16.

Além dos salários, os profissionais contarão com plano de saúde e auxílios-creche ou educação, no valor de R$1.238,11.

O Concurso TJ RJ 2020

Mesmo nomeando aprovados do último concurso, o TJ-RJ não vai suprir o elevado número de cargos vagos. Atualmente o órgão tem 3.510 postos vagos de serventuários. Números de dezembro de 2018 mostram que os cargos de Analista e Técnico são os mais prejudicados pela falta de servidores.

A carreira de Técnico conta com nada menos que 890 cargos vagos. O quantitativo de vacâncias de Analista é quase três vezes maior, com 2.620 cargos vagos.

Último Concurso TJ RJ

O último concurso do Tribunal de Justiça-RJ foi divulgado em 2014, quando contou com 90 vagas para o cargo de Técnico, com requisito de ensino médio. Na época, a remuneração foi de R$ 3.518,13, além de benefícios, com uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

São atribuições do cargo de Técnico de Atividade Judiciária sem especialidade (código TAJ) do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro: Praticar os atos necessários ao impulsionamento oficial dos processos judiciais e administrativos, observando os comandos e rotinas automatizadas, disponibilizados pelos sistemas e a normatização interna do Poder Judiciário.

A prova objetiva do concurso foi composta por 100 questões de múltipla escolha, cada uma com cinco alternativas. As avaliações contaram com questões de Língua Portuguesa (30), Raciocínio Lógico Matemático (10), Noções de Direito Administrativo e Constitucional (10), Noções de Direito Processual Civil (15), Noções de Direito Processual Penal (15), Noções de Custas Judiciais (10), CODJERJ, Consolidação Normativa e Legislação Complementar (10).

As provas foram aplicadas nas cidades de Cabo Frio, Itaperuna, Nova Friburgo, Itaguaí, Vassouras, Campos dos Goytacazes, Volta Redonda, Duque de Caxias, Petrópolis, Niterói e Rio de Janeiro (capital).

Lotação dos aprovados

As vagas foram para provimento na Capital e Regionais de Madureira, Pavuna, Leopoldina, Bangu, Campo Grande e Santa Cruz, Itaboraí, Maricá, Rio Bonito, São Gonçalo, Silva Jardim, e Alcântara, Paraíba do Sul, Petrópolis, Sapucaia, Teresópolis, Três Rios e Itaipava, Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Japeri, Magé, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados, São João de Meriti, Nova Iguaçu-Mesquita e Vila Inhomirim, Barra do Piraí, Itatiaia, Porto Real-Quatis, Resende, Volta Redonda, Carapebus-Quissamã, Conceição de Macabu, Macaé, São Francisco do Itabapoana, São João da Barra, Engenheiro Paulo de Frontin, Mendes, Miguel Pereira, Paracambi, Paty do Alferes, Piraí, Angra dos Reis, Itaguaí, Mangaratiba, Parati, Rio Claro e Seropédica, Bom Jardim, Cachoeiras de Macacu, Cantagalo, Carmo, Cordeiro, Duas Barras, Santa Maria Madalena, São Sebastião do Alto, Sumidouro, Trajano de Morais, Italva, Itaocara, Miracema, Porciúncula, Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande, Rio das Ostras, Saquarema, São Pedro D’Aldeia.

Informações do concurso
  • Concurso: Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ)
  • Banca organizadora: CEBRASPE
  • Escolaridade: médio e superior
  • Número de vagas: 160
  • Remuneração: a definir
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO
  • Link do edital – 2014

fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-previstos/concurso-tj-rj-edital-2020/

Publicado em

Concurso TCE RJ 2020 banca CESPE sai em breve

Concurso TCE RJ 2020 banca CESPE sai em breve

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso TCE RJ 2020) para o cargo de Analista de Controle Externo com 40 vagas. No dia 10 de janeiro, o extrato de contrato entre o órgão e a banca organizadora, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), foi publicado. Isso significa que o contrato entre as partes foi assinado.

Acontece que, com a assinatura do contrato com a banca, o órgão tem que abrir o edital em até 15 dias úteis contados a partir do ato. O contrato foi divulgado no dia 10 de janeiro, mas a assinatura ocorreu no dia 08, conforme informações do TCE-RJ. De acordo com o órgão, a previsão para o lançamento do edital é de 15 dias úteis após a assinatura, ou seja, até 28 de janeiro.

O regulamento do concurso, documento em que consta os pontos básicos do certame, foi aprovado no dia 22 de maio, em sessão do Conselho Superior de Administração. A ata foi divulgada no Diário Oficial do dia 25 de junho.

Está confirmado o quantitativo de 40 vagas. As vagas estarão distribuídas para ingresso nas áreas de Ciências Contábeis (09), Controle Externo (16), Direito (08) e Tecnologia da Informação (07). Para concorrer, será necessário ter nível superior completo na respectiva área, com exceção de analista de controle externo – área de controle externo, que aceita curso de nível superior em qualquer área. Além disso, é necessário ter dois anos de prática profissional.

A avaliação objetiva será dividida em blocos de conhecimentos básicos e específicos. O exame discursivo terá questões sobre as disciplinas relacionadas tanto a Conhecimentos Básicos quanto a Específicas e uma peça de natureza técnica sobre disciplina relacionada a Conhecimentos Específicos.

Segundo informações da assessoria, a expectativa é que o edital seja divulgado no segundo semestre. A ideia, conforme informou o setor, é escolher uma organizadora o mais rápido possível.

O documento autorizativo do certame foi publicado no Diário Oficial do dia 15 de março. No dia 1º de abril, o órgão divulgou no Diário Oficial o ato que institui a comissão organizadora do certame (veja abaixo). O grupo de trabalho será composto por Christiano Lacerda Ghuerren, Talita Dourado Schwartz, Marcio Huguenin Dutra França e Rodrigo Benicio Jansen Ferreira.

A abertura de uma nova seleção para o órgão foi autorizada em sessão plenária no dia 13 de março. A presidente do Tribunal, Mariana Montebello, disse que o certame já estava previsto no Orçamento, ainda do ano passado.

“Eu trago na qualidade de presidente uma proposta para a realização de concurso público para provimento de 40 cargos de analista de controle externo. Este processo, que é o de nº 300373, foi inaugurado a partir de provocação desta Presidência à Procuradoria-Geral do tribunal. O processo foi remetido à DGT (Procuradoria-Geral), que se pronunciou favoravelmente à possibilidade. O processo Também foi submetido a apreciação da Secretaria-Geral de Planejamento, que informou que o Orçamento de 2019 comporta as despesas para a contratação de 40 novos analistas”, disse Mariana.

O concurso TCE RJ 2020

Os aprovados receberão o valor de R$13.708,81, composto de R$7.410,17 de vencimento-base e R$6.298,64 de gratificação de controle externo. Além disso, os profissionais contarão com auxílio-alimentação (R$1.064,80), auxílio-saúde (R$726), auxílio-transporte (R$314,60) e auxílio-educação – limite de três pessoas (R$1.174,00). Se somado todos os benefícios, os salários podem chegar a até R$16.998,21.

A comissão organizadora que será responsável pelo concurso TCE RJ 2019 já foi formada e já pode iniciar os trabalhos para abertura do certame, conforme disse a presidente do órgão. O presidente será o conselheiro Rodrigo Melo do Nascimento. “Submeto ao Conselho Superior de Administração uma minuta de resolução, por intermédio da qual autoriza-se a abertura de concurso público para provimento de 40 cargos vagos de analista de controle externo. Autoriza-se a instituição da comissão organizadora do concurso público, sob a presidência do conselheiro Rodrigo Melo do Nascimento”.

De acordo com a presidente do tribunal, os 40 cargos surgiram após o Regime de Recuperação Fiscal no estado. Ela ainda frisou a grande necessidade por servidores no órgão. “O concurso também foi objeto de apreciação pela Secretaria Geral de Controle Externo, que evidenciou a carência de servidores na área finalística da corte de contas. Desta forma, os órgãos competentes do tribunal atestaram a viabilidade de se proceder a abertura do concurso público. Bem ainda que a realização do certame, neste momento, revela-se oportuna e que se justifica pelo carente e desfalcado quadro de servidores desta corte de contas”, informou.

Agora, o próximo passo do órgão será a elaboração do projeto básico do concurso para, em seguida, realizar um processo licitatório para definir a banca que vai organizar o concurso. Os recursos para contratação da banca também já estão previstos em orçamento. O edital ainda não tem data para ser lançado.

Déficit é de mais de 500 analistas

Sem realizar concurso público para a carreira desde 2012, o órgão conta com um déficit de nada menos que 568 servidores da carreira de Analista – Controle Externo. A Lei Estadual nº 4.787 de 26 de junho de 2006, que dispõe sobre o quadro de pessoal, estipula um total de 943 vagas. Desse total, 375 estão ocupadas e as demais 568 estão desocupadas, conforme informações da Ouvidoria do órgão.

TCE-RJ abriu concurso público em 2012

O último concurso público do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro foi divulgado em 2012, quando contou com 100 vagas para cargos de ensino médio e superior. Desse quantitativo, 89 foram destinadas ao cargo de Analista de Controle Externo, distribuídas entre as especialidades de Administração em Saúde (05 vagas), Ciências Contábeis (07 vagas), Controle Externo (24 vagas), Direito (15 vagas), Engenharia Civil (24 vagas), Tecnologia da Informação (07 vagas), Organizacional (06 vagas)  e Pedagogia (01).

O salário básico foi de R$9.559,89, composta por vencimento-base, auxílio-alimentação de R$528 e gratificação de controle externo (no percentual de 50%).

O concurso público contou com provas objetivas e discursivas, além da prova de títulos. A avaliação escrita contou com 100 questões, distribuídas entre blocos de conhecimentos básicos (40) e conhecimentos específicos (60). A prova contou com questões de:

  • Língua Portuguesa
  • Noções de Direito
  • Controle Externo
  • Legislação Básica (aplicável ao TCE RJ)

O Analista de Controle Externo tem missão de emitir parecer das contas, atos e demais procedimentos sujeitos à apreciação, registro ou julgamento; executar inspeções e auditorias; executar todos os demais atos de fiscalização de competência do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, de forma a permitir ao Corpo Deliberativo a necessária apreciação ou julgamento.

Sobre

O Tribunal de Contas é uma instituição que existe em países dos diversos continentes, variando suas denominações dependendo da situação. A história desses órgãos tem sido a da ampliação da democracia, mediante os crescentes mecanismos de controle do Estado pela sociedade.

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro é produto de um processo histórico que passa pela mudança da Capital Federal e pela fusão dos antigos Estados do Rio de Janeiro e Guanabara. Em sua origem, está o Tribunal de Contas do Distrito Federal, nascido em 1936, cujo primeiro presidente foi Olympio de Mello. A instituição, em 1960, com a transferência da Capital para Brasília, foi transformada em Tribunal de Contas do Estado da Guanabara. No âmbito fluminense, da Constituição Estadual de 1947 nasceu o Tribunal de Contas do antigo Estado do Rio de Janeiro.

MISSÃO
Fiscalizar e orientar a Administração Pública fluminense, na gestão responsável dos recursos públicos, em benefício da sociedade.

VISÃO
Fortalecer a imagem do Tribunal como instituição essencial à fiscalização e gestão dos recursos públicos, ampliando a transparência e estimulando o controle social.

Informações do concurso
  • Concurso: Tribunal de Contas do Rio de Janeiro – TCE/RJ
  • Banca organizadora: Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe)
  • Escolaridade: superior
  • Número de vagas: 40
  • Remuneração: até R$ 12.967,76
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: AUTORIZADO
  • Link do último edital.

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-previstos/concurso-tce-rj-2020/

Publicado em

Concurso da Prefeitura de Cabo Frio RJ com 1.063 vagas tem banca definida

Concurso da Prefeitura de Cabo Frio RJ com 1.063 vagas tem banca definida

No Estado do Rio de Janeiro, a Prefeitura de Cabo Frio, na Região dos Lagos, vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso Cabo Frio RJ 2020) para o preenchimento de 1.063 vagas. O edital, previsto para ser publicado até dezembro, sofreu atrasos devido aos trâmites internos prévios à abertura do concurso.

Nesta terça-feira, 14 de janeiro, a banca organizadora do certame foi definida: O Instituto Brasileiro de Administração Municipal (IBAM) terá a responsabilidade do certame.

De acordo com informações da Prefeitura, nada menos que 11 empresas enviaram propostas. No entanto, a banca foi escolhida por unanimidade, através de dispensa de licitação. Segundo o município, a previsão é assinar o contrato nos próximos dias. O certame está previsto para ser publicado até abril.

“Este concurso é muito aguardado por todos, tanto por nós da Administração quanto pela população. A equipe da Prefeitura tem trabalhado constantemente para a realização do certame e, agora, com a definição da empresa, o processo correrá com mais celeridade”, afirmou o prefeito Dr. Adriano Moreno.

Inicialmente, estavam previstas nada menos que 1.114 vagas, conforme o Projeto Básico do concurso. No entanto, após revisões da comissão organizadora e da Administração Municipal, a oferta final prevista é de 1.063 vagas, conforme nota divulgada pela prefeitura.

Na previsão inicial, de 1.114 vagas, as chances estavam distribuídas para cargos de ensino fundamental (143), médio (216), técnico (39) e superior (714). Veja os cargos abaixo.

O Concurso da Prefeitura de Cabo Frio RJ 2020

As vagas são destinadas aos cargos de Agente de Postura (CR), Auxiliar de Necropsia (02), Cadastrador Técnico (01), Coveiro (02), Cozinheiro (82), Guarda Marítimo e Ambiental (50), Guarda Municipal (06) e Operador de Máquina II (CR), com requisito de nível fundamental;

Agente Administrativo (20 vagas), Auxiliar de Classe (69), Auxiliar em Saúde Bucal (02), Cuidador (05), Desenhista (CR), Fiscal de Obras (CR), Fiscal de Postura (CR), Fiscal de Transportes (02), Fiscal Fazendário (05), Fiscal Fundiário (CR), Fiscal Sanitário (04), Fiscal (24), Inspetor de Alunos (54), Inspetor Escolar (23) e Secretário Escolar (08), com exigência de nível médio;

Técnico de Enfermagem  (28 vagas), Técnico de Necropsia (01), Técnico de Laboratório (02), Técnico de Radiologia – 30 horas (CR), Técnico Massagista (08), Gestor Ambiental (CR), com requisito de ensino médio/técnico;

Arquiteto (01), Assistente Jurídico – 20 horas (05), Assistente Social – 20 horas (06), Biólogo – 20 horas (02), Docente I (CR), Docente II (330), Economista (02), Enfermeiro (34), Engenheiro Ambiental (01), Engenheiro Civil (CR), Engenheiro – 20 horas (CR), Farmacêutico – 20 horas (CR), Fisioterapeuta – 20 horas (03), Fonoaudiólogo (07), Médico de Ambulatório (106), Médico Módulo de Família (CR), Médico Socorrista (148), Nutricionista (01), Odontólogo (07), Orientador Educacional (31), Procurador Jurídico (05), Psicólogo (02), Supervisor Escolar (22) e Turismólogo (01), com requisito de nível superior.

Os inscritos no concurso serão avaliados por provas de conhecimentos gerais e específicos, de caráter eliminatório e classificatório. Cada bloco de provas será avaliada em uma escala de 0 a 10 pontos. Para ser classificado, o candidato deverá, cumulativamente, acertar, no mínimo, 50% das questões de conhecimentos gerais; acertar, no mínimo, 50% das questões de conhecimentos específicos.

De acordo com o projeto básico do concurso, as avaliações de conhecimentos gerais terão peso 1, enquanto o bloco específico terá peso 2.

Último edital foi em 2009

O último edital do concurso da Prefeitura de Cabo Frio-RJ foi divulgado em 2009. Na ocasião, foram abertas 2.061 vagas para todos os níveis. O concurso contou com prova objetiva; análise de títulos, no caso dos professores; e teste de aptidão física, para guardas municipais.

Informações do concurso
  • Concurso: Prefeitura Municipal de Cabo Frio-RJ
  • Banca organizadora: IBAM
  • Escolaridade: fundamental, médio, médio/técnico e superior
  • Número de vagas: 1.063 vagas
  • Remuneração: a definir
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO
  • Link do último edital

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/concursos-previstos/concurso-da-prefeitura-de-cabo-frio-rj-2020/

Publicado em

Concurso TJ RJ 2020 Edital vai abrir 160 vagas em breve

Concurso TJ RJ 2020 Edital vai abrir 160 vagas em breve

Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso TJ RJ) este ano. A expectativa de abertura do edital só cresce, uma vez que o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos Universidade de Brasília (CEBRASPE) assinou o contrato para organizar o certame.

Segundo informações da assessoria de imprensa ao site Folha Dirigida, serão 160 vagas, sendo 85 para técnico judiciário (nível médio) e 75 para analista judiciário (nível superior). A taxa de inscrição custará R$80 para técnicos e R$100 para analistas.

edital do concurso TJ-RJ 2020 está confirmado para os seguintes cargos:

  • Técnico de Atividade Judiciária – sem especialidade, do grupo nível médio – 85 vagas;
  • Analista Judiciário – sem especialidade, do grupo nível superior – 31 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Contador, do grupo gestão – 02 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Execução de Mandados, do grupo judicial – 10 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Psicólogo, do grupo assistencial – 05 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Assistente Social, do grupo assistencial – 05 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Comissário de Justiça da Infância, da Juventude e do Idoso, do grupo judicial – 05 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Médico, do grupo assistencial – 06 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Médico Psiquiatra, do grupo assistencial – 01 vaga;
  • Analista Judiciário – especialidade Analista de Negócios, do grupo tecnologia da informação – 02 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Analista de Infraestrutura, do grupo tecnologia da informação – 02 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Analista de Projetos, do grupo tecnologia da informação – 01 vaga;
  • Analista Judiciário – especialidade Analista de Segurança da Informação, do grupo tecnologia da informação – 02 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Analista de Sistemas, do grupo tecnologia da informação – 02 vagas;
  • Analista Judiciário – especialidade Analista de Gestão de TIC, do grupo tecnologia da informação – 01 vaga.

A banca organizadora do concurso foi escolhida através de dispensa de licitação. O documento foi publicado no Diário Oficial Eletrônico do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro do dia 09 de janeiro. A expectativa é que o órgão receba 80 mil inscritos.

A expectativa é que o edital seja publicado ainda em janeiro. As provas devem ser aplicadas até junho. Os candidatos ao cargo de técnico, de nível médio, serão avaliados por prova objetiva, enquanto os candidatos de nível superior serão submetidos a exames objetivo, discursivo e de títulos.

No dia 08 de novembro, o órgão publicou o regulamento do certame no Diário da Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

De acordo com a publicação, assinada pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Claudio de Mello Tavares, devido a viabilidade técnica e orçamentário-financeira será realizado concurso público para a reposição de pessoal efetivo.

De acordo com o documento, o quantitativo de vagas disponíveis para provimento dos cargos será discriminado nos Editais dos concursos. Os concursos serão compostos pelas etapas I, IV e V, cabendo ao Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro a definição, quando da publicação dos respectivos Editais, de inclusão das etapas II e III:

I – prova objetiva de conhecimentos técnicos, de natureza eliminatória e classificatória;
II – prova discursiva, de natureza classificatória e eliminatória;
III – exame de títulos, para cargos de nível superior, de natureza classificatória;
IV – comprovação de sanidade física e mental, de natureza eliminatória; e
V – comprovação dos requisitos à investidura no cargo, de natureza eliminatória.

O presidente do órgão, desembargador Claudio de Mello Tavares, disse que o edital está previsto para ser publicado em dezembro ou janeiro de 2020. As informações foram passadas ao site Folha Dirigida.

“O edital deverá ser publicado dezembro ou, no máximo, em janeiro. O concurso (as provas) será realizado no primeiro semestre de 2020”, disse o presidente.

Na ocasião, o desembargador também confirmou a oferta e os cargos que serão contemplados no concurso. Segundo ele, serão oferecidas 100 vagas imediatas. “Cerca de 100 vagas serão distribuídas entre as carreiras de técnico e analista. A distribuição ainda está em estudo”, disse o presidente ao site Folha Dirigida.

O salário de técnico chega a R$5.556,06, sendo composta por vencimento de R$3.870,06, auxílio-alimentação de R$1.290 e auxílio-locomoção de R$396 (R$18 por dia útil, considerando 22 dias úteis de trabalho).

Já o salário de analista é de R$8.059,89, sendo R$6.373,89 de salário-base, R$1.290 de auxílio-alimentação e R$396 de auxílio-locomoção (R$18 por dia útil, também considerando 22 dias úteis).

A exceção dos salários é o cargo de analista de execução de mandados, que tem ganhos de R$9.072,05 e recebe também a Gratificação de Atividade Externa (GAE). O valor representa 30% sobre o vencimento oferecido ao cargo, de R$1.912,16.

Além dos salários, os profissionais contarão com plano de saúde e auxílios-creche ou educação, no valor de R$1.238,11.

O Concurso TJ RJ 2020

Mesmo nomeando aprovados do último concurso, o TJ-RJ não vai suprir o elevado número de cargos vagos. Atualmente o órgão tem 3.510 postos vagos de serventuários. Números de dezembro de 2018 mostram que os cargos de Analista e Técnico são os mais prejudicados pela falta de servidores.

A carreira de Técnico conta com nada menos que 890 cargos vagos. O quantitativo de vacâncias de Analista é quase três vezes maior, com 2.620 cargos vagos.

Último Concurso TJ RJ

O último concurso do Tribunal de Justiça-RJ foi divulgado em 2014, quando contou com 90 vagas para o cargo de Técnico, com requisito de ensino médio. Na época, a remuneração foi de R$ 3.518,13, além de benefícios, com uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

São atribuições do cargo de Técnico de Atividade Judiciária sem especialidade (código TAJ) do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro: Praticar os atos necessários ao impulsionamento oficial dos processos judiciais e administrativos, observando os comandos e rotinas automatizadas, disponibilizados pelos sistemas e a normatização interna do Poder Judiciário.

A prova objetiva do concurso foi composta por 100 questões de múltipla escolha, cada uma com cinco alternativas. As avaliações contaram com questões de Língua Portuguesa (30), Raciocínio Lógico Matemático (10), Noções de Direito Administrativo e Constitucional (10), Noções de Direito Processual Civil (15), Noções de Direito Processual Penal (15), Noções de Custas Judiciais (10), CODJERJ, Consolidação Normativa e Legislação Complementar (10).

As provas foram aplicadas nas cidades de Cabo Frio, Itaperuna, Nova Friburgo, Itaguaí, Vassouras, Campos dos Goytacazes, Volta Redonda, Duque de Caxias, Petrópolis, Niterói e Rio de Janeiro (capital).

Lotação dos aprovados

As vagas foram para provimento na Capital e Regionais de Madureira, Pavuna, Leopoldina, Bangu, Campo Grande e Santa Cruz, Itaboraí, Maricá, Rio Bonito, São Gonçalo, Silva Jardim, e Alcântara, Paraíba do Sul, Petrópolis, Sapucaia, Teresópolis, Três Rios e Itaipava, Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Japeri, Magé, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados, São João de Meriti, Nova Iguaçu-Mesquita e Vila Inhomirim, Barra do Piraí, Itatiaia, Porto Real-Quatis, Resende, Volta Redonda, Carapebus-Quissamã, Conceição de Macabu, Macaé, São Francisco do Itabapoana, São João da Barra, Engenheiro Paulo de Frontin, Mendes, Miguel Pereira, Paracambi, Paty do Alferes, Piraí, Angra dos Reis, Itaguaí, Mangaratiba, Parati, Rio Claro e Seropédica, Bom Jardim, Cachoeiras de Macacu, Cantagalo, Carmo, Cordeiro, Duas Barras, Santa Maria Madalena, São Sebastião do Alto, Sumidouro, Trajano de Morais, Italva, Itaocara, Miracema, Porciúncula, Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande, Rio das Ostras, Saquarema, São Pedro D’Aldeia.

Informações do concurso
  • Concurso: Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ)
  • Banca organizadora: CEBRASPE
  • Escolaridade: médio e superior
  • Número de vagas: 160
  • Remuneração: a definir
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO
  • Link do edital – 2014
Publicado em

Editais da Polícia Civil RJ são autorizados para nível fundamental e médio

Editais da Polícia Civil RJ são autorizados para nível fundamental e médio

Polícia Civil vai divulgar a abertura de novo edital de concurso público (Concurso Polícia Civil) para o preenchimento de vagas no cargo de Auxiliar de Necropsia, com requisito de nível fundamental, e Técnico de Necropsia, com exigência de nível médio.

O documento foi publicado no Diário Oficial do Estado. As oportunidades serão destinadas para níveis fundamental, médio e superior.

As vagas do concurso PC-RJ 2019 foram autorizadas para os cargos de Delegado (47 vagas); Perito Legista (54 vagas), Inspetor (597 vagas), Investigador (118 vagas), Perito Criminal (20 vagas), Técnico de Necropsia (16 vagas) e Auxiliar de Necropsia (12 vagas).

Em junho, o governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, assinou a portaria autorizativa com 1.000 vagas. Na ocasião, o chefe do executivo estadual revelou  distribuição das vagas que trazia como novidade os cargos de investigador e perito criminal.

Segundo informações da assessoria de imprensa da PC-RJ ao site Folha Dirigida, o quantitativo de 864 vagas foi o número de vagas autorizado pelo Conselho de Regime de Recuperação Fiscal (RRF), após estudo prévio das contas do Estado. Hoje, segundo o governo, essa é a oferta que trará o menor impacto orçamentário aos cofres estaduais.

Em contrapartida, a PC-RJ revelou que mais oportunidades poderão ser preenchidas no decorrer do prazo de validade dos concursos Polícia Civil-RJ.

A atual autorização publicada no Diário Oficial do Estado conta com uma redução na maior parte dos cargos, com exceção do inspetor e investigador. Estes, aumentaram de 500 para 597 vagas e de 100 para 118 vagas, respectivamente.

Os processos do concurso chegaram à Casa Civil no dia 04 de novembro. Segundo o setor, os “processos estão em análise, sem prazo para conclusão”. Para o delegado Marcus Vinicius Braga, os passos futuros do concurso serão encaminhar os processos à corporação para os procedimentos finais, tal como a contratação da banca. A expectativa é que tudo isso seja concluído até dezembro, prazo para a publicação dos editais no prazo previsto.

Recentemente, em entrevista ao Bom dia Rio, da Rede Globo, Witzel falou sobre o quadro de servidores da corporação. “A Polícia Civil estava completamente desestruturada. O efetivo está hoje em um terço. Mas, estamos com concurso previsto para delegado e policial. Com isso, nós começamos a recompor a capacidade desses policiais de operar. Principalmente, a Polícia Judiciária”, disse o chefe do executivo estadual.

A fase de cotação de preços das bancas interessadas em organizar o certame da corporação foi encerrada. De acordo com informações da Academia de Polícia do Rio (Acadepol) do início deste ano, o processo licitatório já pode ser iniciado. Até oito empresas enviaram propostas.

De acordo com informações da Acadepol, dois processos licitatórios estão tramitando, sendo um para delegado e o outro para os demais cargos. Com isso, deverá ser escolhida uma organizadora para delegado e uma outra para os demais cargos do concurso (auxiliar de necropsia, técnico de necropsia, inspetor e perito).

Ainda sobre o número de organizadoras que procuraram a PC-RJ para organizar os concursos, a Acadepol disse que foram cerca de cinco empresas para o cargo de Delegado e em torno de sete ou oito para os demais cargos. Algumas bancas querem concorrer aos dois processos.

De acordo com dados do Sindicato dos Policiais Civis do Rio (Sindpol), a legislação prevê 23.800 cargos preenchidos. No entanto, o Estado conta com apenas cerca de 9 mil agentes na ativa. Desse total, 2.500 já poderiam ter se aposentado, mas continuam trabalhando.

“A comissão de concurso se reúne a todo momento. Alguns editais já estão sendo preparados. Todas as etapas estão sendo cumpridas muito rapidamente”, disse o secretário da Polícia, Marcus Vinícius.

Segundo Marcus, a carência de 15 mil policiais foi o motivo para a autorização de um novo concurso da Polícia Civil do RJ. “Nosso déficit é muito grande e o governador Wilson Witzel entendeu isso e já autorizou. A toda hora, ele me pergunta como está o andamento das comissões”, disse o secretário.

O Secretário espera um concurso bastante concorrido, por isso recomenda uma boa preparação. “A gente espera que todos se preparem muito bem, estudem, porque ser policial civil passa a ser a nossa vida. É um trabalho que a gente faz para sociedade, é servir realmente à sociedade. Estudem bastante, pois será um concurso muito concorrido”, disse em entrevista à rádio CBN.

O Concurso PC RJ

concurso público da Polícia Civil-RJ 2019 terá objetivo de reforçar a Segurança Pública do Estado. “A Segurança Pública continua sendo uma das prioridades do nosso governo. Sabemos que uma Polícia Civil bem aparelhada e com capacidade de investigação poderá desmobilizar o crime organizado. Os resultados estão começando a aparecer. Além de mais policiais nas ruas, a Secretaria de Administração Penitenciária está fazendo diversas vistorias nas cadeias para apreender celulares e drogas”, afirmou.

A carência de 15 mil policiais, segundo o chefe da pasta, foi o motivo para a autorização de um novo concurso da Polícia Civil. Algumas carreiras da corporação, como a de delegado, não têm novos editais há seis anos. “Nosso déficit é muito grande e o governador Wilson Witzel entendeu isso e já autorizou (o concurso). A toda hora, ele me pergunta como está o andamento das comissões”, disse o secretário de Polícia Civil-RJ sobre o trabalho na organização dos editais.

O Concurso Polícia Civil PC RJ

O cargo de Auxiliar de Necropsia da Polícia Civil/RJ requer nível fundamental e conta com salário de R$4.743,12. Já para Técnico de Necropsia, é exigido nível médio. A remuneração é de R$5.277,59.

Para concorrer ao cargo de Inspetor de Polícia Civil será necessário nível superior em qualquer área. Os profissionais aprovados no cargo fazem jus ao salário de R$6.280,31. O cargo de Investigador também exige a mesma escolaridade. Para o posto, o salário é de R$5.740,38.

Por fim, a função de Médico Legista tem exigência de graduação nas áreas de Medicina, Odontologia, Farmácia e Bioquímica. O salário é de R$9.376,46, além de benefícios.

Para concorrer ao cargo de Delegado, o candidato deverá ter nível superior em Direito, devendo apresentá-lo na data da posse, o diploma devidamente registrado e emitido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação. A remuneração é de R$18.747,95.

Os salários citados já incluem o auxílio-alimentação de R$264,00.

Sobre os cargos

Auxiliar de Necropsia:  exercer atividades de natureza repetitiva relacionada à remoção, lavagem e asseio de cadáveres, limpeza e conservação de necrotérios, em qualquer órgão da Polícia Civil, compatível com suas atribuições; exercer outras atividades que forem definidas por lei ou outro ato normativo.

Técnico de Necropsia: exercer atividades de natureza repetitiva relativa à execução de trabalhos operacionais-complementares, na área de anátomo-patologia, abrangendo a realização de necropsia e dissecação de cadáveres, sob supervisão direta de Peritos Policiais, bem assim conservação do material técnico, em qualquer órgão da Polícia Civil, compatível com suas atribuições; exercer outras atividades que forem definidas por lei ou outro ato normativo.

Inspetor Policial: exercer atividades, envolvendo supervisão, coordenação, orientação e controle chefias de policiais civis, bem como assistência às autoridades superiores em assuntos técnicos especializados e fiscalização de trabalhos de segurança, investigações e operações policiais; exercer a segurança de autoridades, de bens e de serviços ou de áreas de interesse da segurança interna, bem assim investigações e operações policiais, com vistas à apuração de atos e fatos que caracterizam infrações penais; exercer, quando exigidas a especialidade e habilitação profissionais, atividades de natureza repetitiva, compreendendo a execução qualificada, sob supervisão e orientação superior, dos trabalhos laboratoriais, relativos a determinações, dosagens e análises em geral, com vistas à investigação policial, operar radiografias em vivo e em cadáver, para localização de projéteis de arma de fogo ou outros, bem como técnicas histológicas e hematológicas; zelar, quando incumbido de sua guarda, pelo instrumento técnico e científico dos laboratórios de perícias, encarregando-se de sua preparação para exame em geral, limpeza e conservação; exercer, ainda, quando exigidas, no concurso público, a especialidade e habilitação profissionais, atividades de natureza técnica, envolvendo supervisão, orientação e execução de serviços em oficinas ou unidades policiais relacionadas com a função, bem assim a revisão de trabalho de equipes de funcionários de categoria igual ou inferior, além de outras relativas às áreas de informática e de telecomunicações policiais; dirigir viaturas policiais, quando a situação o exigir, em qualquer órgão da Polícia Civil, compatível com suas funções; exercer, quando ocupante da classe Comissário de Polícia, além da assistência às autoridades superiores em assuntos técnicos especializados e fiscalização de trabalhos de segurança, investigações e operações policiais, segurança de autoridades, bens, serviços e de áreas de interesse da segurança pública, investigações e operações policiais, com vistas à apuração de atos e fatos que caracterizam infrações penais, também, a supervisão, coordenação, orientação e o controle de chefias de equipes de policiais civis hierarquicamente subordinados; exercer outras atividades que forem definidas por lei ou outro ato normativo.

Delegado de Polícia deverá: – zelar pela segurança do Estado e de sua população; – concorrer para a manutenção da ordem pública; – assegurar a observância da lei; – defender as instituições públicas; – promover a prevenção, a apuração e a repressão das infrações penais; – assegurar o exercício pleno da cidadania e das liberdades individuais; – exercer atividades de nível superior, compreendendo supervisão, planejamento, coordenação e controle, no mais alto nível de hierarquia da Administração Policial do Estado; – exercer atividades de pesquisa, orientação e organização de trabalhos técnicos relacionados com segurança, investigação e operações policiais; – exercer atividades de comando, coordenação e controle de programas, planos, projetos e realizações, assessoramento e auditagem; – exercer atividades de direção e chefia nos vários escalões da estrutura organizacional da Polícia Civil; – exercer atividades de direção de Divisões, Delegacias Especializadas e Policiais, de conformidade com a escala hierárquica, instauração e presidência de todos os procedimentos de Polícia Judiciária; – e outras atividades que forem definidas por lei ou regulamento.

Concurso Polícia Civil PC RJ 2019 para Delegado terá cinco etapas

O edital de Delegado contará, conforme previsto em lei, com as seguintes etapas:

  • a) 1ª Etapa – Prova Objetiva Preliminar, de caráter eliminatório, abordando todas as disciplinas constantes do Conteúdo Programático, com questões de múltipla escolha;
  • b) 2ª Etapa – Provas Discursivas Específicas, de caráter eliminatório e classificatório, sobre todas as disciplinas constantes do Conteúdo Programático, com questões discursivas;
  • c) 3ª Etapa – Provas Orais, de caráter eliminatório e classificatório, com arguição de questões sobre todas as disciplinas constantes do Conteúdo Programático;
  • d) 4ª Etapa – Exame Psicotécnico, de caráter eliminatório;
  • e) 5ª Etapa – Prova de Capacidade Física e Exame Médico, ambos de caráter eliminatório.

Último concurso de Delegado foi divulgado em 2012

O último concurso de Delegado da Polícia Civil do Rio de Janeiro foi divulgado em 2012, quando contou, a princípio, com 100 vagas. Logo depois, a oferta foi ampliada para 150 vagas. A Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (FUNCAB) organizou o certame.

A Prova Objetiva Preliminar, que integra a Primeira Fase do Concurso, teve caráter eliminatório, compreendendo 100 (cem) questões, distribuídas entre as disciplinas de Direito Penal (20 questões), Direito Processual Penal (20 questões), Direito Administrativo (20 questões), Direito Constitucional (20 questões), Direito Civil (10 questões) e Medicina Legal (10 questões), conforme quadro abaixo.

Participaram da segunda etapa (prova discursiva específica), todos os candidatos aprovados na Prova Objetiva Preliminar. As provas foram aplicadas, de forma agrupada, em 03 (três) dias diferentes, sendo o primeiro grupo no sábado, o segundo grupo no domingo seguinte e o terceiro grupo no domingo subsequente. A avaliação abordou questões de Direito Penal (04), Direito Processual Penal (04), Direito Administrativo (04), Direito Constitucional (04), Medicina Legal (04) e Direito Civil (04), conforme disposto no quadro abaixo.

Sobre o órgão

A primeira polícia existente no Rio foi a Guarda Escocesa, trazida por Villegagnon em 1555, para lhe garantir a vida, permitindo-lhe colocar em execução um regime opressor e severo. No dia 1º de março de 1565, na várzea existente entre o Morro Cara de Cão, hoje São João, e o pico do Pão de Açúcar foi fundada solenemente a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. Nessa ocasião, Estácio de Sá nomeou as primeiras autoridades, sendo indicado para o cargo de Alcaide Pequeno – encarregado das diligências noturnas o carcereiro Francisco Fernandes.

Nesse dia foram nomeados ainda, Pedro Martins Namorado – Juiz das Terras; Antonio de Marins Coutinho – Provedor da Fazenda Real; Francisco Dias Pinto – Alcaide Mor; Pedro Costa – Tabelião, Escrivão das Sesmarias e Oficial de Armas da Cidade; João Grossi – Almotacé , funcionário incumbido da aferição dos pesos e medidas, preços de comestíveis e asseio da população.

A Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro tem missão de garantir os direitos fundamentais através da apuração eficiente e qualificada das infrações penais.

Valores – Ética, Hierarquia e disciplina, Comprometimento, valorização do servidor, Garantia dos direitos fundamentais, Foco no cidadão, Excelência e transparência na prestação do serviço policial, Gestão por resultado e Parcerias institucionais.

Visão – Ser reconhecida como polícia cidadã e referência pelo alto índice de elucidação das infrações penais.

Informações do concurso
  • Concurso: Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (PC-RJ)
  • Banca organizadora: a definir
  • Escolaridade: fundamental, médio e superior
  • Número de vagas: 864
  • Remuneração: Até R$18.747,95
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: AUTORIZADO